NFL

No Huddle – Chase Young: “acho que sou o melhor jogador no draft”

Chase Young, pass rusher de Ohio State

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Chase Young, visto por muitos como o principal prospecto para o draft de 2020 da NFL, acredita que ele mereça tal consideração.

“Definitivamente, acho que sou o melhor jogador do draft”, falou Young nesta quinta-feira, no NFL Scouting Combine. “Acho que mostrei nas minhas gravações. Todo jogo, acho que mostrei. Eu definitivamente acho que dei o meu melhor este ano, eu lutei bastante. Duas das minhas maiores coisas são trabalho duro e dedicação e vou levar essas duas para a NFL comigo”, frisou.

Young foi um dos prospectos que decidiu não mostrar suas habilidades durante o NFL Scouting Combine. E, como ele explicou, essa decisão não se trata de deixar apenas a sua gravação falar por si só, mas sim de se poupar e se preparar para entrar no nível profissional do futebol americano.

“Eu e minha equipe decidimos fazer isso apenas porque, naquele dia 1, quando eu entrar em campo, quero estar pronto para o futebol americano. Não estou tentando competir para ser um jogador de Combine. Eu preciso ser um jogador de futebol americano. Apenas saibam que, quando eu pisar naquele campo no primeiro dia, eu estarei pronto”, falou Young em uma aparição no Good Morning Football, da ‘NFL Network’, antes de conceder sua coletiva.

O jogador, ex-Universidade de Ohio State, disse que ele vai participar de atividades específicas de sua posição durante o seu pro day em Columbus, Ohio, para demonstrar o que realmente importa em sua função.

– Há quase 10 dias, o quarterback Drew Brees anunciou que vai continuar jogando na NFL em 2020, no que será sua 20ª temporada na liga e sua 15ª com a camisa do New Orleans Saints. Mas a situação contratual do camisa 9 segue sem resolução.

Brees deve se tornar um free agent irrestrito quando o novo ano da liga começar, no dia 18 de março. Mas Mickey Loomis, general manager dos Saints, disse nesta quinta que não espera ver Brees ficando à disposição no mercado.

Questionado em participação na ‘SiriusXM NFL Radio’ se os Saints querem fechar com Brees antes da free agency, Loomis respondeu: “olha, esse seria o nosso objetivo, porque você terá clareza no início da free agency, exatamente o que você tem disponível e a estrutura do que você tem. Isso é obrigatório? Provavelmente não é obrigatório que tenhamos que fazer isso, mas certamente será um objetivo nosso”.

– Há duas semanas, o general manager Bob Quinn, do Detroit Lions, rechaçou os rumores de que o quarterback Matthew Stafford será trocado. E agora, nesta quinta, o técnico dos Lions também negou essa ideia e ainda riu de tudo.

“É cômico, para mim, para ser honesto com você. Não estou interessado em fazer nada disso. Não há nenhuma conversa sobre isso. Na verdade, eu estava fora, na verdade estava na minha faculdade – sim, os Mighty Engineers – e estava de volta lá quando as notícias chegaram e eu estou olhando para o meu telefone e fico tipo ‘O que está acontecendo?’ e ‘Quem é esse cara?’ e ‘Quem colocou isso lá fora?’. Foi realmente confuso, então apenas uma daquelas coisas que, para mim, eu meio que ri porque não é nem uma conversa”, falou Matt Patricia ao jornalista Peter Schrager, no programa Good Morning Football, da ‘NFL Network’, durante o NFL Scouting Combine.

O head coach ainda acrescentou: “honestamente, Matt Stafford, eu amo o cara. Ele é uma das razões pelas quais eu vim para Detroit quando estava olhando para diferentes empregos e oportunidades e uma oportunidade de trabalhar com um cara como Matthew Stafford, para mim, quero dizer, não há dúvidas”.

– Jerry Jones, proprietário e general manager do Dallas Cowboys, deixou em aberto a ideia de um possível retorno do wide receiver Dez Bryant ao time. Vale lembrar que Bryant foi dispensado pela franquia texana após a temporada 2017 da NFL.

E essa possibilidade foi levantada em uma declaração muito curiosa.

“Eu tenho pensado muito sobre isso no chuveiro. Eu estive. Eu não estou descartando isso. Não quero parecer que isso deve ser descartado dizendo isso. Estou pensando sobre isso”, frisou Jones.

Bryant vem treinando em uma instalação a poucos metros das instalações dos Cowboys em Frisco, Texas, enquanto tenta voltar após dois anos longe do futebol americano devido a uma ruptura no tendão de Aquiles. O wideout sofreu a lesão em seu primeiro treino com o New Orleans Saints, em 2018. Ele não fez parte de um elenco da NFL em 2019, mas vem treinando regularmente para um eventual retorno à liga.

Atualmente com 31 anos de idade, Bryant atuou pela última vez no dia 31 de dezembro de 2017, ainda com a camisa dos Cowboys.

Comments
To Top