NFL

No Huddle – Cam Newton segue com mercado pouco aquecido

Cam Newton, quarterback da NFL

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Cam Newton não parece estar perto de arranjar um novo emprego. O ex-signal caller do Carolina Panthers deseja ser um titular na National Football League em 2020, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, e não há postos de titular disponíveis na liga neste momento.

Com a falta de vagas de QB titular em aberto e a dificuldade de receber uma avaliação médica detalhada por causa da pandemia do novo coronavírus, Newton vem enfrentando muita incerteza.

Antes do draft, aparentava que o Los Angeles Chargers poderia ser um destino interessante para o MVP da NFL em 2015. Contudo, a franquia californiana utilizou a sexta escolha geral deste ano para selecionar o quarterback Justin Herbert, de Oregon.

Ainda com apenas 30 anos de idade, Newton provavelmente terá que esperar algumas semanas (ou meses) até que uma vaga para ele como titular surja na liga. Mas, em meio à atual pandemia, o ex-líder de ataque dos Panthers parece de mãos atadas.

– O Green Bay Packers causou surpresa na primeira rodada do Draft NFL 2020 ao selecionar o quarterback Jordan Love, de Utah State. E, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, a franquia de Wisconsin estava “inflexível” em relação à ideia de subir no draft para selecionar Love. Os Packers buscaram vários negócios para não perderem a chance de escolher o jovem signal caller.

Nenhum outro time estava tão interessado em subir para pegar Love, segundo Rapoport. Mas, ao que parece, Green Bay não queria mesmo deixar passar a chance de selecionar o provável sucessor de Aaron Rodgers no futuro.

– O offensive tackle Laremy Tunsil, que recentemente recebeu uma extensão de contrato por parte do Houston Texans, disse que acha que “iniciou uma tendência por não ter um agente fazendo meu acordo”.

O left tackle negociou seu próprio contrato com o head coach/general manager Bill O’Brien, fechando uma extensão de três anos, com valor total de US$ 66 milhões (sendo US$ 50 milhões garantidos). A média de US$ 22 milhões por temporada o tornam o offensive lineman mais bem pago da história da NFL.

“Eu só queria reiniciar o mercado e me tornar o offensive lineman mais bem pago, para que todos os jovens jogadores abaixo de mim (soubessem) que tudo é possível. Você só tem que colocar a cabeça nessa direção”, falou Tunsil.

– Mesmo querendo um novo contrato, Dalvin Cook segue comprometido com o Minnesota Vikings. O running back planeja participar do programa virtual de offseason dos Vikings, que começou nesta segunda-feira, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

Cook está vindo do melhor ano de sua carreira, já que, na temporada 2019, ele correu para 1.135 jardas e 13 touchdowns, além de fazer 53 recepções para 519 jardas. Assim, ele foi selecionado ao Pro Bowl.

Cook ainda marcou dois touchdowns terrestres e somou 94 jardas corridas na vitória sobre o New Orleans Saints, na rodada de wild card dos playoffs.

– Na semana passada, 12 times iniciaram seus programas virtuais de offseason. Agora, o restante dos 20 times da NFL abriu as atividades nesta segunda, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

Cincinnati Bengals, Denver Broncos, Arizona Cardinals, New York Jets, Jacksonville Jaguars, Detroit Lions, Green Bay Packers, Las Vegas Raiders, Los Angeles Rams, New Orleans Saints, Seattle Seahawks, Pittsburgh Steelers, Houston Texans, Tennessee Titans, Minnesota Vikings e San Francisco 49ers iniciaram seus programas virtuais de offseason neste início de semana.

Tampa Bay Buccaneers, Miami Dolphins, Philadelphia Eagles e Baltimore Ravens farão exercícios físicos virtualmente.

Vale lembrar que, em meio à pandemia do novo coronavírus, todas as 32 instalações de times seguem com portas fechadas.

Comments
To Top