NFL

No Huddle – Tom Brady após derrota: “não estamos 2-10. Estamos 10-2”

Tom Brady, quarterback do New England Patriots

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– A frustração de Tom Brady com o rendimento do New England Patriots na temporada 2019 continuou no último Sunday Night Football, quando o time perdeu pelo placar de 28 a 22 para o Houston Texans. Durante a partida da última noite, o camisa 12 foi flagrado visivelmente irritado na lateral do gramado em mais de uma ocasião.

O motivo principal é o rendimento ofensivo. O astro vem tendo dificuldades com seu jovem corpo de wide receivers. Brady teve o terceiro jogo consecutivo com menos de 60% dos passes completados e o quarto seguido com um passer rating abaixo de 90.

As 6,7 jardas de média por lançamento ao longo de 12 jogos é sua menor marca em uma temporada desde 2002 e sua média de 1,5 passes para TD por partida é a menor desde 2006.

Em sua participação semanal no The Greg Hill Show, da rádio ‘WEEI’, Brady, de cabeça mais fria, admitiu que a temporada tem sido desafiadora, mas ressaltou o processo de evolução do ataque e saiu em defesa de seus recebedores.

“Eu acho que todo mundo está trabalhando duro e estamos tentando fazer a coisa certa. Há um bom esforço por aí, os caras estão fazendo o melhor que podem, na minha opinião. Estamos trabalhando duro e tentando fazer a coisa certa. Às vezes tem sido bom e, obviamente, outras vezes ainda temos trabalho a fazer. Isso faz parte de jogar futebol americano”, afirmou. “Nós temos que descobrir como sermos mais consistentes. Estamos aprendendo conforme avançamos”, ressaltou.

Por fim, Brady minimizou algumas frustrações e fez questão de notar que nada está perdido para os Pats.

“Não estamos 2-10. Estamos 10-2”, completou.

– O Baltimore Ravens já é o novo favorito para as casas de apostas para ganhar o Super Bowl. O time de John Harbaugh, que derrotou o San Francisco 49ers neste último domingo e chegou à oitava vitória consecutiva, ultrapassou o New England Patriots e, agora, é o principal candidato a levantar o Vince Lombardi Trophy em fevereiro de 2020, em Miami.

Não havia muitos apostadores crendo nos Ravens no início da temporada, com 24 de 32 times tendo atraído mais apostas para vencer o Super Bowl do que a franquia de Maryland, entre eles Miami Dolphins, New York Jets e New York Giants.

– O Cleveland Browns está com campanha de 5-7, após a derrota neste domingo para o rival de divisão Pittsburgh Steelers, e praticamente disse adeus às chances de playoffs. E o técnico Freddie Kitchens conversou com a imprensa e falou sobre diversos assuntos.

Ao ser questionado se estava preocupado com a segurança de seu emprego, ele foi direto: “não, não estou”.

Com menos de 50% de aproveitamento na temporada e quatro jogos apenas a disputar, os Browns precisam vencer todos nesta reta final para terem uma chance de ficar com uma das vagas de wild card para os playoffs da Conferência Americana (AFC). Após todo o hype criado antes da temporada, uma não classificação deve custar o emprego do criticado head coach.

– O Philadelphia Eagles chegou a ter duas vantagens de dois dígitos na partida contra o Miami Dolphins, mas a equipe comandada pelo técnico Doug Pederson ainda assim conseguiu perdeu para um dos times mais fracos da liga pelo placar de 37 a 31.

Após chegar a liderar por 28 a 14, o ataque parou de jogar, assim como a defesa. E isso não deixou o head coach nada satisfeito.

“Nós nos destruímos em algumas áreas hoje, e isso nos machucou”, afirmou o treinador, segundo a ‘ESPN’. “E não fizemos jogadas suficientes; eles fizeram, nós não. Então, essas são as coisas sobre as quais eu falo quando falo em ser um time disciplinado”, ressaltou.

A terceira derrota consecutiva dos Eagles impediu que o time empatasse com o Dallas Cowboys na liderança da divisão NFC East, após os texanos perderem para o Buffalo Bills no Dia de Ação de Graças. Mas, com quatro jogos remanescentes dentro da divisão, Philadelphia ainda pode sonhar.

Mas Doug Pederson não está otimista, chamando a chance de seu time ir aos playoffs de “tiro no escuro”.

– Uma aposta acumulada envolvendo três times e que incluiu um jogo do Arizona Cardinals foi o que levou, em parte, a NFL a suspender o defensive back Josh Shaw, dos Cardinals, por violar a política de apostas da liga. A informação foi apurada por David Purdum, da ‘ESPN’.

Shaw, que esteve na injured reserve desde agosto e não atuou desde que fechou com os Cardinals, em março, fez a aposta no domingo, dia 10 de novembro, em uma casa de apostas esportivas Caesars, em Las Vegas, de acordo com fontes. A aposta era nos segundos tempos de três jogos da semana 10, e incluía o Tampa Bay Buccaneers, que estava ganhando dos Cardinals por 17 a 13 no intervalo. Os Bucs eram favoritos por 1 ponto para o segundo tempo, mas falharam em cobrir isso. Mesmo assim, eles venceram os Cards por 30 a 27. A aposta de Shaw foi perdida.

– Até então sem vitórias na temporada, o Cincinnati Bengals voltou com Andy Dalton como quarterback titular e ele comandou a equipe em um triunfo por 22 a 6 sobre o New York Jets, neste último domingo, encerrando uma sequência de três vitórias do rival nova-iorquino.

“Você trabalha o ano todo para vencer. Você se prepara a cada semana para vencer, e finalmente dar resultado, é um grande alívio. Conseguimos nossa primeira vitória na temporada. Demos a Zac (Taylor) sua primeira vitória como head coach”, falou Dalton, segundo o site oficial dos Bengals.

Comments
To Top