NFL

No Huddle – Tom Brady dá ‘boas-vindas’ a Eli Manning no Twitter

Eli Manning, quarterback do New York Giants, e Tom Brady, quarterback do New England Patriots

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Eli Manning entrou no Twitter neste último final de semana. E Tom Brady, quarterback do Tampa Bay Buccaneers, não desperdiçou a chance de tirar sarro do ex-quarterback do New York Giants.

Manning e Brady protagonizaram uma rivalidade interessante na NFL, com o mais novo dos irmãos Manning sendo responsável por vencer dois Super Bowls em cima dos Patriots de Brady.

E, ao ver Eli entrar no Twitter após 10.000 anos na fundação da rede social, Brady não deixou passar a chance de brincar com o colega.

“Bem-vindo @ EliManning. Da maneira típica, você nunca apareceu até o 4º quarto de qualquer forma”, escreveu Brady.

O tweet de Brady se deu apenas 30 minutos após a primeira postagem de Manning na rede social. E, após a brincadeira de Tom, Eli não deixou passar a oportunidade de responder, referindo-se ao jogo de golfe de Brady contra Peyton Manning, que foi realizado no domingo.

“Espero que seu jogo de golfe seja tão polido quanto seu jogo no Twitter. Não acerte no depósito”, escreveu Eli.

– Tom Brady e Peyton Manning fizeram uma espécie de novo capítulo de uma longa rivalidade na NFL. Mas agora em um campo de golfe. Em um jogo intitulado The Match: Champions for Charity, voltado a arrecadar fundos para ajudar no combate ao COVID-19, Manning e Tiger Woods derrotaram o atual QB do Tampa Bay Buccaneers, que jogou com Phil Mickelson como parceiro.

Contudo, apesar da derrota, Brady foi um dos responsáveis por um dos lances mais memoráveis da partida. Depois de ser ‘zoado’ por Charles Barkley, que estava narrando, Brady acertou um birdie no sétimo buraco no campo de Hobe Sound, na Flórida.

E Brady ainda viu suas calças rasgarem ao se abaixar para pegar a bola no buraco.

“Chuck, cale a boca, Chuck”, disse Brady a Barkley após a tacada, depois de algumas brincadeiras amistosas entre as duas lendas.

Com o evento, foram arrecadados US$ 20 milhões para ajudar ao combate ao novo coronavírus.

– Patrick Mahomes, quarterback astro do Kansas City Chiefs, fez um discurso virtual neste final de semana aos formandos da Texas Tech University e encorajou os novos profissionais a “saírem e ganharem o seu Super Bowl”.

E, em meio à pandemia de COVID-19, Mahomes fez um discurso motivacional bem interessante.

“Sei que essa não é a cerimônia de formatura que você e sua família imaginaram, mas que não altera o resultado nem todo o trabalho duro, longas horas e sacrifícios que vocês fizeram para alcançar esse marco”, afirmou Mahomes, em mensagem de vídeo. “Sei que não é assim que vocês imaginaram passar seus últimos dias como estudante. Tenho certeza de que você prefere ir à Chimy’s ou à Broadway para comemorar esse dia, mas o mundo está em um lugar diferente hoje do que há apenas algumas semanas atrás e, como Red Raiders, somos criados para perseverar em momentos difíceis. Todos nós tivemos que tomar um momento e aprender a nos ajustar a esses novos desafios, e quando as probabilidades estão contra nós, fazemos uma jogada, e posso lhes dizer, isso nos tornará todos mais competitivos e com mais fome do que nunca. Lembre-se, este ainda é um dia para comemorar – relembrar seus amigos que vocês fizeram, os professores que mudaram sua vida e as memórias que vocês apreciarão para sempre”, completou.

– Travis Frederick, ex-center do Dallas Cowboys, anunciou sua aposentadoria em março, após sete temporadas dedicadas à National Football League. E a decisão do jogador deixou um vácuo enorme no miolo da linha ofensiva dos Cowboys, conhecida por sua solidez nos últimos anos.

Contudo, Frederick acredita que os Cowboys estarão muito bem mesmo sem ele no centro da OL.

“A equipe está configurada extremamente bem. A diretoria fez um ótimo trabalho ao trazer as pessoas no lugar”, falou Frederick, segundo o ‘Fort Worth Star-Telegram’. “No papel, parece um time muito, muito sólido. Eles têm a chance de ir longe”, frisou o ex-offensive lineman, cinco vezes selecionado ao Pro Bowl em sua carreira.

– Devonta Freeman segue disponível no mercado e, nesta semana, depois de ver o Seattle Seahawks demonstrar interesse em seus serviços, o running back viu o time acertar com Carlos Hyde.

O jornalista Michael Silver, da ‘NFL Network’, noticiou que o jogador está pronto para ficar fora da temporada 2020 da National Football League “se não chegaram ao número dele que ele deseja”.

Atualmente com 28 anos de idade, Freeman acreditava que valia mais do que a proposta de cerca de US$ 4 milhões por um ano de contrato que os Seahawks fizeram, segundo Silver.

Ainda não se sabe se Freeman ainda tem esse poder de negociação neste estágio de sua carreira. Em 2018, ele só disputou dois jogos devido às lesões. Então, no ano passado, ele correu para apenas 3,6 jardas por carregada, pior marca de sua carreira, também tendo a pior quantidade de jardas corridas (656) e touchdowns (dois) em uma temporada completa desde que ele se tornou titular em 2015.

– O Los Angeles Chargers aplicou a franchise tag em Hunter Henry nesta offseason e o tight end agora deseja um contrato de longa duração. Mas, ao menos por enquanto, o atleta está bem tranquilo em relação às perspectivas de atuar em 2020 sob o acordo de um ano de duração.

“Eu acho que está tudo bem”, falou Henry à ‘SiriusXM NFL Radio’, referindo-se à jogar sob a tag caso um novo contrato de longa duração não seja firmado neste ano. “Obviamente, acho que gostaria de fechar algo; apenas segurança e longo prazo e apenas com a equipe e a franquia. É mais um ano jogando futebol americano, cara, é assim que eu olho para isso”, ressaltou.

– Ryan Leaf, ex-quarterback da NFL e atual comentarista de futebol americano universitário da ‘ESPN’, foi preso na última sexta (22) sob uma acusação de agressão doméstica.

Leaf foi detido em Palm Desert, na Califórnia, e fichado no Centro Correcional Larry D. Smith do Departamento de Xerife do Condado de Riverside.

Ele foi liberado na sexta à noite sob pagamento fiança de US$ 5.000, segundo os registros. Sua próxima data na corte é 25 de setembro.

Ele foi o segundo escolhido geral do draft de 1998 pelo San Diego Chargers, mas teve uma carreira de apenas quatro anos na NFL antes de sua vida pessoal desmoronar.

Comments
To Top