NFL

No Huddle – Bill Belichick não descarta chegada de outro QB aos Patriots

Bill Belichick, técnico do New England Patriots

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O técnico Bill Belichick, do New England Patriots, falou sobre alguns assuntos durante a divulgação da tabela NFL 2020, inclusive sobre seu cachorro, que foi um dos astros do draft deste ano.

“Acho que ele está dormindo”, brincou Belichick, no programa LIVE Release Schedule ’20 da última quinta (8). “Fizemos uma pequena caminhada hoje. Acho que ele está dormindo. Mas ele está trabalhando no draft suplementar. Caso algo aconteça em julho, estaremos prontos”, prosseguiu.

Belichick então entrou um pouco em um assunto mais delicado: a posição de quarterback na franquia de Foxborough.

Sem Tom Brady, que saiu para o Tampa Bay Buccaneers, e com nomes como Jarrett Stidham, Brian Hoyer e os calouros não-draftados Brian Lewerke e J’Mar Smith, Belichick parece acreditar em seu grupo de signal callers. Mas ele não descarta adicionar um QB em um futuro próximo.

“É onde estamos. Você nunca sabe o que vai acontecer no futuro, mas sentimos que temos quatro bons jogadores por lá”, frisou o head coach, sempre lacônico neste tipo de resposta.

– O New Orleans Saints anunciou o corte do offensive guard Larry Warford. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que a decisão libera mais de US$ 7 milhões no teto salarial da franquia da Louisiana.

Warford faturou um bônus de elenco de US$ 750 mil neste offseason, mas os novos contratos dos quarterbacks Jameis Winston e Taysom Hill exigiram um alívio financeiro para os Saints.

Além disso, New Orleans se preparou para uma eventual saída de Warford ao selecionar Cesar Ruiz com a 24ª escolha geral do draft de 2020.

Há três anos, os Saints fecharam um contrato de quatro anos, com valor total de US$ 34 milhões, com Warford. E o guard justificou o investimento com três seleções consecutivas ao Pro Bowl. Offensive lineman que está entrando em seu oitavo ano na liga, ele foi titular em todos os 101 jogos que disputou com as camisas dos Saints e do Detroit Lions, time que o selecionou na terceira rodada do draft de 2013.

– O quarterback Philip Rivers, que defendeu o San Diego/Los Angeles Chargers por 16 anos e agora é jogador do Indianapolis Colts, já tem um emprego garantido quando encerrar sua carreira profissional na National Football League.

Atualmente com 38 anos de idade, Rivers vai assumir o posto de treinador de futebol americano na St. Michael Catholic High School em Fairhope, Alabama, segundo o jornalista Ben Thomas, do ‘AL.com’.

Assim, ele retornará futuramente ao estado em que cresceu e onde jogou futebol americano no colegial por seu pai.

“É realmente um dia especial para mim e minha família. Provavelmente ficarei um pouco emocionado. Eu tive dois sonhos de infância. Uma era jogar na NFL, e agora vou para a minha 17ª temporada. O outro era ser treinador de futebol americano como meu pai. Quão abençoada sou por poder viver os dois!”, disse Rivers, durante uma coletiva em St. Michael nesta sexta (8).

Rivers ainda não tem um prazo para se aposentar, mas já sabe o que fará em sua vida pós-NFL.

“Meu pai era meu treinador de futebol americano no ensino médio, então eu quero treinar meus meninos e quero treinar meninos jovens no caminho, então eu sei o que virá depois que o meu tempo terminar, então conversamos um pouco sobre isso”, frisou.

– O Baltimore Ravens da temporada 2019 foi avassalador pelo chão e gravou seu nome nos livros de recordes da NFL. Liderado pelo quarterback Lamar Jackson e com Mark Ingram liderando o backfield, o time somou 3.296 jardas terrestres.

E, na segunda rodada do draft deste ano, a franquia de Maryland selecionou J.K. Dobbins, que vem de uma temporada de 2.000 jardas com a camisa do Ohio State Buckeyes no college football.

Ingram não só não está preocupado com a chegada do calouro, como também está recebendo Dobbins de braços abertos ao ataque dos Ravens.

“Gosto da mentalidade dele, da atitude dele, da maneira como ele corre com a bola. Apenas traga ele e seus talentos para o nosso grupo, que já são especiais; nosso backfield será o melhor da liga, com certeza”, falou Ingram, sempre animado, à jornalista Colleen Wolfe, da ‘NFL Network’. “Estamos todos ansiosos por isso, sendo playmakers para a equipe e nos ajudando a vencer o campeonato”, frisou.

Comments
To Top