NFL

No Huddle – Chicago Bears torna Eddie Jackson o safety mais bem pago da NFL

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Eddie Jackson se tornou o safety mais bem pago da National Football League nesta sexta (3) ao acertar uma extensão de contrato de quatro anos, com valor de US$ 58,4 milhões, com o Chicago Bears. A informação foi confirmada pela SportsTrust Advisors, agência que representa o jogador.

O acordo, com valor médio anual de US$ 14,6 milhões, inclui US$ 33 milhões em garantias totais.

Duas vezes selecionado para o Pro Bowl e ex-All-Pro, Jackson se tornou titular em tempo integral pouco depois que os Bears o selecionaram na quarta rodada do draft de 2017. Desde então, são 46 partidas como titular.

Atualmente com 26 anos de idade, Jackson teve um ano muito bom em 2018, quando terminou em quarto na NFL com seis interceptações. Contudo, ele não conseguiu atuar na rodada de wild card dos playoffs daquela temporada, contra o Philadelphia Eagles, devido a uma lesão. Os Bears foram eliminados na ocasião.

O safety marcou cinco touchdowns defensivos durante as temporadas 2017 e 2018, o que o deixou empatado com a maior marca na história nas primeiras duas temporadas de um jogador na NFL.

Jackson somou 60 tackles, duas interceptações e um sack em 16 jogos na temporada 2019, todos como titular, mas viu seus Bears fecharem com campanha de 8-8 e ficarem fora da pós-temporada.

– Em meio às especulações sobre o futuro de Mike Zimmer no Minnesota Vikings, Mark Wilf, coproprietário da franquia de Minneapolis, emitiu um comunicado bancando o técnico, bem como o general manager Rick Spielman.

“Nós valorizamos a liderança de Mike e Rick e temos todas as intenções de que Mike continue como head coach do Minnesota Vikings e Rick lidere nossas operações de futebol americano, no próximo ano e além”, disse o mandatário, na nota oficial.

Zimmer e Spielman estão sob contrato com os Vikings até a temporada 2020. Os proprietários dos Vikings sincronizaram os contratos de ambos durante a offseason e confirmaram a notícia em março.

O nome de Zimmer vem sendo ligado à vaga de head coach do Dallas Cowboys ao longo dos últimos dias. A franquia texana decidiu que Jason Garrett, cujo contrato expira no dia 14 de janeiro, não faz parte dos planos dos Cowboys daqui em diante, segundo Ed Werder, da ‘ESPN’.

Em seis temporadas como head coach dos Vikings, Zimmer soma 57 vitórias, 38 derrotas e um empate, com três aparições nos playoffs, dois títulos da divisão NFC North e apenas uma temporada com mais derrotas do que vitórias.

– A tempestade de inverno chamada Henry deve atingir Foxborough na noite deste sábado (3), muito provavelmente influenciando diretamente no jogo entre New England Patriots e Tennessee Titans, no Gillette Stadium, duelo válido pela rodada de wild card dos playoffs da Conferência Americana (AFC).

Segundo o Weather Channel, Henry, que causou chuvas no Meio-Oeste enquanto se deslocava para o Leste, pode se transformar em nevasca na região de New England na noite deste sábado. Ainda assim, é mais provável que a tempestade traga chuva e não neve.

Vale notar que, a título de curiosidade, o nome da tempestade não tem nenhuma ligação (que a gente saiba) com o running back Derrick Henry, principal arma ofensiva dos Titans. De qualquer modo, é uma história sensacional com possíveis requintes de crueldade.

– A audiência da NFL nesta temporada cresceu 5% em comparação a 2018, como anunciou a liga nesta sexta. O aumento é parte de um ressurgimento dos últimos dois anos que reverteu parcialmente as perdas de audiência sofridas pela liga no meio da década anterior.

A média de audiência de um jogo da NFL em 2019 foi de 16,5 milhões de telespectadores, maior marca total desde a temporada 2016. As médias foram de 15,8 milhões e 14,9 milhões em 2018 e 2017, respectivamente. A audiência por plataformas digitais aumentou 51% em comparação à temporada 2018. Segundo a liga, uma média de 487 mil espectadores fez streaming de cada partida em 2019.

– O defensive end Chase Young, astro de Ohio State, declarou que entrará no draft da NFL em 2020. Young anunciou sua decisão em um post no Instagram publicado nesta sexta, escrevendo: “após três anos incríveis em Ohio State, é hora para que eu comece o próximo capítulo. Estou empolgado para finalmente anunciar minha declaração para o draft da NFL em 2020”.

Young foi finalista ao Troféu Heisman nesta temporada, tendo ganhado o Troféu Bronko Nagurski, dado ao melhor jogador defensivo do futebol americano universitário.

Ele foi o defensor mais dominante no college, somando 16,5 sacks e forçando seis fumbles em 12 jogos com a camisa dos Buckeyes.

– O running back Mark Walton está enfrentando uma segunda acusação de violência doméstica, com o advogado da mulher dizendo que a polícia ainda não a entrevistou em relação ao suposto ataque ocorrido em março.

Em março, Walton supostamente socou a mulher várias vezes enquanto eles estavam dirigindo por Miami Gardens. O atleta teria agarrado a vítima pelo pé e desferido mais golpes depois que ela saiu do cargo. Ela ficou inchada e com os lábios sangrando.

O advogado da mulher disse ao jornal ‘Miami Herald’ que a polícia de Miami Gardens não buscou uma entrevista até novembro, quando Walton foi preso em Davie, na Flórida, após ele supostamente ter empurrado a mulher, que estava grávida, em uma parede e desferido vários socos no rosto e na cabeça.

Walton negou as acusações de novembro e aguarda o julgamento. Michael Gottlieb, advogado do running back, se negou a comentar as acusações de março.

O Departamento de Polícia de Miami Gardens disse estar “trabalhando ativamente no caso”.

Walton foi dispensado pelo Miami Dolphins após a prisão em novembro. Ele estava servindo uma suspensão de quatro jogos por violar a política de abuso de substâncias da NFL relacionada a três prisões na offseason entre janeiro e março, o que levaram o RB a ser cortado pelo Cincinnati Bengals.

– O linebacker Kwon Alexander, do San Francisco 49ers, sofreu uma lesão no músculo peitoral quatro dias depois que J.J. Watt, pass rusher do Houston Texans, teve uma contusão similar. Isso ocorreu há dois meses.

E Watt deve retornar aos gramados de maneira impressionante neste sábado, para o jogo contra o Buffalo Bills, após uma recuperação incríveis. E Alexander pretende voltar a vestir a camisa dos Niners ainda nestes playoffs.

Alexander voltou aos treinos nesta última quinta, aumentando as esperanças de uma volta rápida à ação. E o defensor dos 49ers disse que o retorno de Watt o motivou a tentar voltar ainda nesta temporada.

“Eu conversei com ele e estou feliz por vê-lo voltar. Mas posso esperar para vê-lo jogar no sábado. Ele me levantou um pouco. Então, eu gosto dele”, falou Alexander sobre Watt, segundo o site oficial da franquia californiana. “Eu peguei o número de telefone dele com um companheiro de equipe apenas para entrar em contato com ele, ver o que ele estava fazendo e coisas assim. Você vê que ele voltou e que está indo bem”, completou.

1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top