NFL

No Huddle – Baker Mayfield está focado nas ações, não nas palavras

Baker Mayfield, quarterback do Cleveland Browns

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Baker Mayfield, quarterback do Cleveland Browns, não foi o falastrão habitual durante o seu primeiro contato com a imprensa nesta offseason. Muito pelo contrário, ele foi bem mais comedido do que o signal caller de língua afiada que todos conhecemos na NFL desde 2018.

Vindo de um segundo ano bem complicado em 2019, Mayfield frisou que ele está adotando uma postura bem diferente antes da temporada 2020: menos ‘falação’ e mais ação.

“É apenas hora de trabalhar, fazer as nossas coisas, em vez de falar sobre isso. Esta é a primeira coisa que fiz na mídia, simplesmente porque não há necessidade de falar sobre isso. É hora de fazer isso”, falou Mayfield nesta quarta-feira (27), em uma videoconferência com os repórteres.

Para a personalidade de Mayfield que conhecemos, é até estranho ver o QB falando isso. Sempre fanfarrão desde sua temporada de calouro, o camisa 6 dos Browns coleciona declarações ácidas e atitudes como a de encarar Hue Jackson, ex-head coach dos Browns, quando ele foi para o rival Cincinnati Bengals.

Tal postura fez com que sua popularidade crescesse, ao mesmo tempo em que tornou sua vida mais difícil em alguns momentos.

Agora, Mayfield pretende deixar seu jogo falar por ele.

“Agora, está se movendo em silêncio, o que está bem para mim. É assim que eu costumava fazer isso antes de subir em um palco maior. Volte aos fundamentos para onde eu possa realizar os objetivos quando a temporada chegar”, ressaltou Mayfield, que recusou uma série de pedidos de entrevista nesta offseason, segundo uma fonte próxima a ele.

– J.J. Watt, defensive end do Houston Texans, ainda tem dois anos remanescentes em seu contrato e as duas temporadas finais não preveem nenhum dinheiro garantido. Apesar disso, o pass rusher não está com pressa de acertar um novo contrato com o time nesta offseason.

“Não, acho que não é necessário. Não vou me sentar aqui e exigir nada. Se eu pedisse uma extensão ou dinheiro agora, acho que seria a decisão errada”, falou Watt, segundo o jornalista Aaron Wilson, do jornal ‘Houston Chronicle’.

Watt está sob contrato e deve faturar os valores de US$ 15,5 milhões em 2020 e US$ 17,5 milhões em 2021, mas nenhum desses montantes é garantido.

Atualmente com 31 anos de idade, Watt lidou com lesões em três dos últimos quatro anos e esse parece ser um dos motivos pelos quais ele não está insistindo para receber um novo contrato. O astro disputou apenas oito jogos na temporada regular passada antes de romper o músculo peitoral, mas retornou a tempo de participar dos playoffs.

– As propostas para adicionar o chamado sky judge – árbitro ‘aéreo’ – na temporada 2020 estão sendo deixadas de lado e retiradas da votação dos proprietários nesta semana. A informação foi apurada por Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, nesta quarta.

A expectativa é que a liga faça um teste com um sistema de comunicação na equipe de arbitragem com um árbitro externo, localizado em uma cabine com vídeo, durante a pré-temporada. Apesar disso, nenhum árbitro adicional será adotado para a temporada regular de 2020, segundo Pelissero.

Pelissero informou que, em termos das propostas terem falhado em seguir adiante, o questionamento que permanece diz respeito ao poder que o árbitro adicional deve ter. Assim, o comitê da competição apoia análises adicionais relacionada ao tema.

– E lá vamos nós à proposta da alternativa ao onside kick, de uma situação de quarta para 15 que os times podem tentar converter para manter a posse de bola.

Antes da reunião virtual de proprietários, nesta quinta-feira (28), o jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, observou que a linguagem atualizada para a alternativa do kickoff esclareceu que a tentativa pode ser exercida apenas no tempo regulamentar, não em prorrogações, e que a descida não tem tempo determinado.

O novo idioma observa que uma equipe só pode mudar sua decisão, uma vez que a alternativa ao chute é escolhida, usando um perdido de tempo antes que o árbitro sinalize que está tudo pronto para a jogada. E também esclareceu onde a bola seria colocada se uma falta ocorresse durante a pontuação anterior.

Tornar a jogada um down sem tempo corrido elimina uma consequência potencial não-intencional que poderia ter permitido que um time ‘queimasse’ os segundos restantes após uma pontuação no final de um jogo.

Os proprietários da NFL devem votar a nova regra proposta durante a reunião virtual de quinta. Todas as propostas devem ser aprovadas por 75% (24 votos) dos proprietários para serem adotadas.

– O running back Aaron Jones, do Green Bay Packers, deseja ficar até o final de sua carreira profissional na franquia de Wisconsin. Mas ele não sabe se isso será possível.

Entrando em seu quarto ano na NFL, ele ficou empatado na liderança da liga em 2019 com 19 touchdowns. Agora, ele está chegando ao último ano de seu contrato de calouro. E os Packers selecionaram o running back AJ Dillon, de Boston College, na segunda rodada do Draft NFL 2020.

“Seja o meu primeiro ano ou o meu último ano em um contrato, vou estar igualmente motivado”, falou Jones nesta quarta, em uma chamada no Zoom com repórteres dos Packers. “Isso não muda apenas porque um contrato está em jogo para mim. Quero dizer, vou continuar trabalhando e fazendo tudo ao meu alcance. Confio na minha agência e nos Packers. Com isso, eu adoraria ser um Packer por toda a vida. Essa é a minha opinião sobre isso”, frisou.

Uma fonte disse à ‘ESPN’ norte-americana durante o NFL Scouting Combine, em fevereiro, que os dois lados estavam abertos a conversar sobre uma extensão de contrato. Nesta quarta, Chris Cabott, um dos agentes de Jones, disse à ‘ESPN’ que conversas aconteceram.

– Ronnie Stanley, do Baltimore Ravens, foi o melhor left tackle da National Football League na temporada passada. E o offensive lineman acredita que seu próximo contrato deve refletir este seu status.

“Definitivamente, quero receber meu valor e o que sinto que valho. Essa parte é importante. Mas, no final das contas, não acho que dinheiro seja a coisa mais importante para mim”, afirmou Stanley, durante uma teleconferência com repórteres.

Atualmente com 26 anos, Stanley está entrando no último ano de seu contrato de calouro, após se tornar o primeiro offensive tackle dos Ravens a ser selecionado para o primeiro time All-Pro desde que Jonathan Ogden, um Hall of Famer, fez isso há 16 anos.

– Dak Prescott ainda não fechou um novo contrato com o Dallas Cowboys e esse vem sendo o assunto da offseason da franquia texana. Enquanto isso, Mike McCarthy, novo head coach dos Cowboys, foi questionado sobre o envolvimento do QB nos procedimentos de offseason da equipe.

Ele está envolvido em uma situação de negócios, e tenho plena confiança de que ele estará pronto para jogar. Tem havido comunicação. É assim que essas situações de negócios acontecem às vezes, e você respeita isso”, afirmou McCarthy aos repórteres, segundo Michael Gehlken, do ‘The Athletic’.

– Adquirido pelo Pittsburgh Steelers em troca com o Miami Dolphins, em 2019, Minkah Fitzpatrick provou que valeu muito a troca em 14 jogos de ação com a camisa da franquia da Pensilvânia em 2019.

Agora, depois de uma temporada quase completa e de uma offseason com os Steelers, mesmo com toda as limitações causadas pela pandemia do novo coronavírus, Fitzpatrick acredita que pode ter um papel ainda maior na defesa de Pittsburgh em 2020.

“Acho que no ano passado, chegando quando eu cheguei, eu não conhecia o playbook tão bem quanto agora. Os treinadores queriam manter as coisas simples para mim, e o fizeram. Eu gostei disso. Agora, se os treinadores querem que eu me mova, eu vou me movimentar. Se não, então eu não preciso. Estou tentando aprender o sistema e reduzi-lo a um ‘T’, para o caso de, caso eles me peçam para mudar, eu poder mudar”, afirmou o defensive back, segundo o ‘Pittsburgh Post-Gazette’.

Comments
To Top