NFL

No Huddle – Arizona Cardinals ainda não tomou decisão sobre escolha número 1

Kyler Murray, quarterback da Universidade de Oklahoma

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O Arizona Cardinals já está sob contagem no relógio, já que o time é dono da primeira escolha geral do draft de 2019. Contudo, a nove dias antes da primeira rodada do draft, o general manager Steve Keim disse que uma decisão sobre o primeiro escolhido ainda não foi tomada.

“Nós não terminamos esse processo. Há vários jogadores, na minha opinião e nas opiniões de nossos olheiros e de membros da comissão técnica, que merecem ser escolhidos na primeira posição geral”, falou o executivo, durante uma entrevista coletiva pré-draft nesta terça.

Questionado sobre o motivo de a decisão ainda não ter sido tomada, Keim foi breve: “porque temos tempo”.

Há meses, as projeções indicam que os Cards vão selecionar o quarterback Kyler Murray, de Oklahoma, com a primeira escolha geral. E Keim afirmou que ver as especulações rolando tem sido “divertido” e “empolgante”.

– Anteriormente agendado para visitar o Washington Redskins nesta semana, Kyler Murray não planeja mais fazer a viagem à capital dos Estados Unidos, segundo informações de Steve Wyche, da ‘NFL Network’. Isso é provavelmente um sinal de que o quarterback da Universidade de Oklahoma ou seus representantes estão totalmente confiantes de que o atleta seja selecionado antes de os Redskins escolherem com a 15ª escolha da primeira rodada do draft.

Murray tem sido apontado como provável escolha número 1 pelo Arizona Cardinals.

– O Jacksonville Jaguars não vai punir o running back Leonard Fournette, depois de o atleta ter sido preso na semana passada por dirigir com uma habilitação suspensa. O técnico Doug Marrone disse que conversou com o RB sobre o incidente e frisou que a prisão não vai impactar em como a franquia da Flórida vai avaliar a offseason de Fournette.

– O defensive end Everson Griffen, do Minnesota Vikings, falou sobre as dificuldades que enfrentou para retornar aos gramados depois de seus problemas pessoais relacionados à sua saúde mental. No começo dos treinamentos de offseason do time, o pass rusher afirmou que está em um estágio no qual finalmente se sente ele mesmo depois de um “ano duro”. Griffen foi hospitalizado, em setembro do ano passado, por causa das preocupações relacionadas ao seu bem-estar, e perdeu cinco semanas da temporada 2018.

“É uma progressão a cada dia. Eu estou levando dia a dia, permanecendo consistente com minha vida fora do futebol americano com essas questões e coisas assim, e eu estou feliz. Estou feliz”, afirmou Griffen nesta terça.

– Depois de ajudar seu cliente a assinar um novo contrato de quatro anos, com valor de US$ 140 milhões, o agente de Russell Wilson deixou claro que o ‘prazo’ de 15 de abril estabelecido pelo jogador para assinar não significa que ele queria sair do Seattle Seahawks e revelou a parte fundamental para o aperto de mãos.

“Russell queria mais do que tudo ficar em Seattle. Meu trabalho era ter certeza disso, enquanto fazia o melhor negócio possível. A cláusula impedindo troca selou. Nós não queríamos chegar na noite do draft daqui a três anos e ter o nome dele em rumores de troca. Uma vez que eles ofereceram isso, sabíamos que teríamos um acordo”, afirmou Mark Rodgers ao jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O Los Angeles Chargers anunciou que o time vai utilizar seu uniforme denominado ‘powder blue’ (quase um azul calcinha) como camisa primária para jogos em casa na temporada 2019 da NFL. “O uniforme mais legaaaaal na NFL. Aqueles powder blues, eles são especiais. Aquele 13 – Allen nas costas parece legal”, afirmou o wide receiver Keenan Allen, segundo o site oficial da franquia californiana.

Os Chargers também vão utilizar as facemasks douradas, independentemente do uniforme.

– O center Travis Frederick, do Dallas Cowboys, deu mais um passo adiante em sua reabilitação e se juntou aos seus companheiros de time enquanto a franquia texana abriu seus treinos de condicionamento físico de offseason nesta semana. Frederick perdeu toda a temporada 2018 da NFL depois de ser diagnosticado com síndrome de Guillain-Barré, uma doença autoimune que ataca o sistema nervoso.

– O quarterback Ben Roethlisberger, astro do Pittsburgh Steelers, aprovou a presença de jogadores veteranos, tais como o center Maurkice Pouncey e o left tackle Alejandro Villanueva, no início dos treinamentos voluntários de offseason nesta semana. Big Ben disse que foi “divertido” estar de volta ao trabalho com seus companheiros e não escondeu sua satisfação por ver veteranos estabelecidos participando das atividades, que não são obrigatórias.

“Eu não espero nada além disso. Nós queremos mostrar que estamos aqui, dedicamos a este time, dedicados a ter uma grande temporada. Todos nos importamos uns com os outros”, frisou.

– Depois de assistir às gravações de seus jogos nesta offseason, o quarterback Lamar Jackson, do Baltimore Ravens, percebeu que o maior problema relacionado à sua consistência tinha a ver com suas mecânicas. Nos últimos dois meses, o astro lançou bolas durante todos os dias da semana na Flórida, buscando melhorar o timing, o trabalho de pés e, consequentemente, sua precisão.

“Eu, provavelmente, fiquei preguiçoso, tentando fazer as coisas acontecerem com meu braço e não seguindo com minhas pernas”, disse Jackson, durante o segundo dia de treinos de offseason em Baltimore. “Mostrou muito quando eu lancei uma bola errada”, observou o signal caller, que acertou apenas 58,2% de seus passes na temporada passada, apenas a 37ª marca da NFL entre QBs com, pelo menos, 100 lançamentos feitos.

– O defensive tackle Gerald McCoy segue ausente dos treinos voluntários de offseason do Tapa Bay Buccaneers, mas o general manager Jason Licht não pareceu estar muito preocupado com a decisão do defensor de permanecer longe da franquia em meio à transição para uma nova comissão técnica. “Conversei sobre Gerald no Combine, respondi algumas perguntas nas reuniões de proprietários. Realmente não houve nenhum desdobramento. Gerald está no nosso time de futebol americano”, frisou. “Gerald é a última pessoa com que eu me preocuparia. Ele é um profissional de primeira. Sempre foi um. Ele sempre trabalhou muito duro”, completou.

– O quarterback Marcus Mariota, do Tennessee Titans, admitiu que está “um pouco mais pesado”, tendo ganhado entre 2kg e 4,5kg, e ele explicou o motivo. “Quando se trata disso, apenas ser capaz de absorver as pancadas, ser capaz de permanecer saudável por um ano inteiro. Essas coisas ainda não aconteceram, então estou fazendo o melhor para poder estar na frente e me permitir a oportunidade de jogar todos os 16 (jogos)”, falou Mariota aos repórteres, segundo o site oficial da franquia de Nashville.

– A NFL vai divulgar a tabela completa da temporada regular de 2019 na noite desta quarta-feira (17), a partir das 21h (de Brasília), como foi anunciado no programa Good Morning Football desta terça.

Comments
To Top