NFL

No Huddle – Antonio Brown faz teste no New Orleans Saints

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O New Orleans Saints está de olho em reforçar o seu corpo de wide receivers. Antonio Brown, atualmente sem time, visitou a franquia da Louisiana, como noticiou o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, na manhã desta sexta. Brown fez uma postagem nos stories no Instagram e Rapoport compartilhou em seu Twitter.

Mais tarde nesta sexta, o técnico Sean Payton disse aos repórteres que os Saints trouxeram seis recebedores para testes, mas frisou que a equipe não deve contratar ninguém neste momento, inclusive Brown.

“Não, agora não. Na verdade, tivemos seis caras hoje. Seis recebedores que testamos. Alguns deles eram qualificados para elenco de treinamento. Alguns deles eram veteranos. Nós os testamos. Fizemos testes físicos. Principalmente fazendo nossa diligência com todos esses jogadores”, falou Payton. “Obviamente, há um pouco mais de atenção para ele (Brown) por causa de sua carreira, mas agora é mais ou menos termos a chance de conhecer esses caras e ver em que forma física eles estão”, observou o head coach.

Drew Rosenhaus, agente de Brown, afirmou que a visita foi positiva: “Antonio teve uma visita muito boa hoje e vamos continuar nossas conversas com os Saints”.

Brown não atua desde a semana 2, quando defendeu o New England Patriots contra o Miami Dolphins. Sua passagem pelos Pats durou apenas duas semanas e um dia antes de ele ser dispensado no dia 20 de setembro, em meio às acusações de agressão sexual.

Como Rapoport acrescenta, a NFL deixou claro que, se um time contratar Brown, ele deve ser colocado na Lista de Isenção do Comissário até que a investigação das acusações seja finalizada. E Payton disse aos repórteres nesta sexta que os Saints precisariam receber um esclarecimento da liga em relação à disponibilidade de Brown para os playoffs caso o time queira contratá-lo.

– O Atlanta Falcons anunciou nesta sexta, através do proprietário Arthur Blank, que o técnico Dan Quinn e o general manager Thomas Dimitroff seguem na franquia na temporada 2020 da National Football League. Ambos agora vão se dirigir ao presidente e CEO Rich McKay, com Blank mantendo a supervisão das operações de futebol americano.

A decisão foi tomada apesar de uma temporada tumultuada, que começou com 1-7. Mas, depois da semana de folga, os Falcons venceram cinco dos últimos sete jogos, incluindo triunfos impressionantes sobre os fortes New Orleans Saints e San Francisco 49ers, e essa mudança deu força a Quinn.

“Nas últimas duas temporadas, nossos resultados em campo não atingiram nosso padrão ou as expectativas de nossos torcedores”, falou Blank, em comunicado oficial. “Eu entendo a decepção e a frustração dos nossos fãs porque eu também senti tudo isso. Dito isto, nosso foco deve ser em oferecer à nossa franquia a melhor oportunidade de vencer no próximo ano e além. Há muito tempo, acredito que continuidade na liderança é muito importante em todos os nossos negócios e o time de futebol americano não é diferente neste sentido. Depois de ponderar vários fatores, incluindo a recuperação estatística do nosso time e o foco e esforço dos nossos jogadores na segunda metade da temporada, sinto que a decisão de manter Thomas e Dan, com Rich fornecendo uma supervisão diária próxima da operação de futebol americano, irá proporcionar a rota mais oportuna para que o Atlanta Falcons volte a ser competitivo em 2020 e além”, ressaltou.

O próprio Dan Quinn se mostrou muito contente e aliviado pela decisão. E ele expressou sua gratidão, sobretudo aos jogadores pelo esforço demonstrado por eles em uma temporada perdida, mostrando o quanto o head coach é querido no elenco.

“Nem todo treinador vê seu time lutar por ele. E isso me deixou muito lisonjeado”, falou Quinn. “Eu cometi erros e conseguimos corrigi-los. Acho que isso é importante. Use essas lições aqui e nem todo mundo tem a chance de fazer isso. Eu certamente odeio os resultados, mas cara, eu aprendi muito. Eu diria mais do que qualquer coisa que mal posso esperar para usar as coisas que aprendi deste time no futuro. Isso é o que eu extraio da (minha) visita hoje (com Arthur Blank) e o que conversei com o time”, analisou.

O coordenador defensivo interino Raheem Morris também soube nesta sexta que assumirá o cargo de forma permanente após a conclusão da temporada 2019 da NFL.

– Depois de uma primeira temporada decepcionante no New York Jets, o running back Le’Veon Bell fez questão de frisar que ele deseja seguir na franquia nova-iorquina em 2020.

“Eu não teria assinado por quatro anos aqui se eu não quisesse estar aqui por quatro anos”, falou Bell, que assinou um contrato de US$ 52,5 milhões em março deste ano, sendo uma das principais contratações da free agency da NFL.

Ex-Pittsburgh Steelers, Bell está pela primeira vez em uma equipe que tem mais derrotas do que vitórias e fechando 2019 com as piores estatísticas de sua carreira. Em 14 jogos disputados até agora, são 229 corridas para 748 jardas e três TDs, com 61 recepções para 425 jardas e um TD.

– O punter Tress Way chegou a um acordo de extensão de contrato de quatro anos com o Washington Redskins, com valor de mais de US$ 15 milhões. A informação foi confirmada pelo jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, que apurou que Way deve assinar a extensão na segunda-feira.

É difícil punters receberem uma extensão longa com valor acima de US$ 3 milhões por temporada, mas Way fez jus ao novo contrato.

Ele é o primeiro da NFL em jardas por punt (49,2), o quarto em média líquida (43,8) e está empatado em sexto em punts dentro da linha de 20 jardas. O site especializado Pro Football Focus deu uma nota de 75.8 para Way em 2019, empatado como segunda melhor marca de sua carreira e perdendo apenas para a marca de 84.4 em 2017.

– O retorno de Jason Witten à NFL não foi como o planejado. O tight end do Dallas Cowboys chega ao seu 255º jogo da carreira neste domingo contra o Washington Redskins e ele sabe que há a possibilidade de este ser o último jogo de sua trajetória na liga.

“Claro, é uma possibilidade. Estou ciente disso, mas, realmente, uma das coisas quando voltei para jogar é que estava comprometido em ir lá e jogar todos os jogos e aproveitar as oportunidades. Então, sou sortudo por fazer isso. Haverá tempo para tomar essa decisão, mas não imagino que este seja meu último jogo”, falou Witten, segundo a ‘ESPN’ norte-americana.

Witten acrescentou que ele tomará uma decisão sobre seu futuro “bem rápido” após o final da temporada 2019.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top