NFL

No Huddle – Antes de reencontro, Khalil Mack revela que esperava ser um Raider para sempre

Khalil Mack, pass rusher do Chicago Bears

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O linebacker Khalil Mack, do Chicago Bears, admitiu nesta terça-feira que ele esperava jogar no Oakland Raiders por toda a sua carreira, mas o pass rusher pretende segurar as emoções quando ele enfrentar seu ex-time neste próximo domingo, em Londres.

“Essa é a expectativa quando você é draftado por um time: você quer estar lá pelo longo prazo e trazer títulos e todas essas coisas. É o lado de negócios disso que não deixa realmente você fazer isso”, afirmou Mack.

Selecionado com a quinta escolha geral do draft de 2014 pelos Raiders, Mack se tornou um dos melhores pass rushers da National Football League em suas quatro temporadas em Oakland. Ele somou 40,5 sacks e nove fumbles forçados de 2014 a 2017, mas uma disputa contratual acabou levando a uma troca com o Chicago Bears no dia 1º de setembro de 2018.

Nos Bears, ele assinou uma extensão de contrato que incluiu US$ 90 milhões garantidos. E, em sua primeira temporada na franquia de Illinois no ano passado, Mack somou 12,5 sacks, uma interceptação retornada para touchdown e seis fumbles forçados, esta última a maior marca de sua carreira. O pass rusher foi um dos grandes responsáveis por trazer o título da divisão NFC North a Chicago e encerrar o jejum de sete anos dos Bears sem playoffs.

Agora no domingo, será o primeiro reencontro de Mack com os Raiders.

“É outro jogo, cara. Vai ser divertido porque eu conheço alguns dos caras lá. Mas vai ser um bom jogo. Mal posso esperar”, frisou.

– A briga de domingo entre o wide receiver Odell Beckham Jr., do Cleveland Browns, e o cornerback Marlon Humphrey, do Baltimore Ravens, continua a dar repercussão. O confronto não levou a expulsões, mas desde então houve muita troca de farpas entre os rivais da AFC North.

Após o jogo de domingo, o técnico Freddie Kitchens, dos Browns, deixou claro sua fúria com o que ele viu como Humphrey estrangulando OBJ e observou que ele planejava conversar com a NFL sobre o assunto. Nesta terça, os Ravens contaram a sua versão da história em um post intitulado “Marlon Humphrey não sufocou Odell Beckham Jr.”, com um vídeo da jogada.

E, nesta terça, em sua coletiva, Kitchens foi questionado sobre o assunto e foi um homem de poucas palavras.

“Vocês viram o vídeo? Esta é minha resposta. Estamos indo para San Francisco”, falou. “Não importa para mim o que eles (Ravens) fazem. Não me importo”, observou.

– O Cincinnati Bengals foi amassado pelo Pittsburgh Steelers no último Monday Night Football e perdeu por 27 a 3. E o wide receiver Tyler Boyd resumiu a atuação do time.

“No final das contas, eu posso aceitar a derrota, mas quando você sai e fica envergonhado, segunda à noite, horário nobre. Eu tenho muito orgulho para ir lá e mostrar o que mostramos”, falou Boyd, segundo a ‘The Associated Press’. “Nós não esperávamos ser um time 0-4, mas é aí onde estamos neste momento. Não há desculpas que possamos dar”, frisou.

– Um vendedor do Hard Rock Stadium, de Miami, foi preso no último domingo depois de cobrar US$ 724 por duas cervejas a um torcedor durante o jogo entre Miami Dolphins e Los Angeles Chargers.

Nathaniel Collier enfrenta duas acusações por seu suposto golpe, de acordo com os registros da corte.

Segundo o jornal ‘Miami Herald’, a polícia disse que o vendedor ambulante de 33 anos de idade pegou o cartão de crédito de um cliente para cobrar por duas cervejas, que podem custar cerca de US$ 20 no estádio. Collier, contudo, usou um leitor pessoal de cartão e cobrou US$ 724.

O crime foi descoberto quando um cliente recebeu um alerta do banco, que incluía não apenas a cobrança excessiva, mas também o nome de Collier. Collier foi preso e demitido pela empresa independente que trabalho no estádio, enquanto que o torcedor recebeu um reembolso completo.

– A NFL Players Association (NFLPA), sindicado dos jogadores da NFL, marcou uma teleconferência para definir como vai proceder com as potenciais queixas que serão levantadas pelo wide receiver Antonio Brown. A informação foi apurada por Dan Graziano, da ‘ESPN’ norte-americana.

As queixas e apelações de Brown fazem parte de uma batalha legal para tentar recuperar mais de US$ 61 milhões que ele acredita serem devidos a ele.

Brown é o primeiro jogador da história da NFL a apresentar nove queixas e apelações durante o mesmo período de tempo, como confirmaram fontes da liga ao jornalista Adam Schefter, também da ‘ESPN’.

————————————————————————————————————————————————————

Você que chegou até aqui merece uma dica de sucesso. 

Quinto Quarto é um associado da Amazon e oferece o Amazon Prime, com frete grátis de produtos Amazon e mais filmes e séries – como o All or Nothing, que acompanha as temporadas de Carolina Panthers, Manchester City e outras equipes. Clique no link, conheça o produto, que custa apenas R$ 9,90 por mês e ajude o Quinto Quarto no processo. Ainda tem um teste grátis para você que é mais pão duro que os integrantes do Quinto Quarto.

Comments
To Top