NFL

No Huddle – Oito meses após lesão, Alex Smith retira proteção da perna

Alex Smith, quarterback do Washington Redskins

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O quarterback Alex Smith, do Washington Redskins, finalmente retirou a enorme braçadeira que estava usando na perna direita, oito meses depois de fraturar a tíbia e a fíbula em uma lesão absolutamente horrível.

Elizabeth, esposa de Smith, publicou uma foto nesta segunda (15) na qual o signal caller aparece segurando o fixador externo em sua mão.

O perfil dos Redskins no Twitter repostou a foto com a seguinte legenda: “a braçadeira está fora! Um grande passo para Alex em sua recuperação”.

Devido à extrema gravidade da contusão, é bastante improvável que Smith vá jogar na temporada 2019. A franquia da capital dos Estados Unidos selecionou Dwayne Haskins na primeira rodada do draft de 2019.

Smith recentemente disse que tem planos de jogar na NFL novamente e, vale lembrar, o quarterback está sob contrato até 2022.

O técnico Jay Gruden disse no mês passado que a recuperação de Smith “será um processo bastante longo”. Na ocasião, o head coach observou que Smith podia lançar bolas, mas que ainda estava a um mês de remover a braçadeira protetora de sua perna.

– O running back Alex Collins, atualmente um free agent, tinha esperança de assinar com um time antes de a temporada começar, em setembro. Mas, agora, ele terá que esperar um pouco mais. O ex-jogador do Baltimore Ravens sofreu uma fratura na perna há duas semanas e passou por cirurgia para corrigir a lesão, segundo informação de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

“Eu me recuso a ser desencorajado. Em vez disso, eu tenho fé e sou otimista em relação ao processo. Eu acredito que tudo que aconteceu na minha vida está me tornando mais forte fisicamente e emocionalmente, e é necessário para que eu tenha sucesso na vida”, escreveu Collins, em uma postagem no Instagram.

Selecionado na quinta rodada do draft de 2016 pelo Seattle Seahawks, Collins chegou aos Ravens em 2017, quando liderou o time em jardas corridas (973) e jardas a partir da linha de scrimmage (1.160). Seu impacto no ataque do time de Baltimore foi menor em 2018, quando ele dividiu carregadas com Gus Edwards e Kenneth Dixon.

Rapoport apurou que, antes de fraturar a perna, Collins tinha gerado interesse em quatro times da NFL e era esperado para jogar em 2019.

– O wide receiver Martavis Bryant, ex-Pittsburgh Steelers e Oakland Raiders, formalmente apresentou seu pedido de reintegração à NFL, como apurou o jornalista Dan Graziano, da ‘ESPN’ norte-americana, nesta segunda.

Bryant enviou um e-mail para oficiais da liga no último sábado pedindo reintegração de uma suspensão por tempo indeterminado imposta pela NFL em dezembro do ano passado, devido às repetidas violações de Bryant em relação à política de drogas.

Atualmente com 27 anos de idade, Bryant foi selecionado na quarta rodada do draft de 2014 pelos Steelers, mas perdeu 36 de 80 jogos possíveis de temporadas regulares por causa das suspensões.

– O defensive tackle Kendrick Norton, do Miami Dolphins, vai passar por mais uma cirurgia. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou nesta segunda que Norton, cujo braço foi amputado depois de um acidente de carro no dia 4 de julho, passará por sua sexta cirurgia para fechar os ferimentos, segundo o agente Malki Kawa.

Os médicos acreditam que esta será a última cirurgia e Norton poderá receber alta do hospital na próxima semana.

Atualmente com 22 anos de idade, Norton se envolveu em um acidente de carro nas primeiras horas do dia 4 de julho, feriado de Independência dos EUA, e acabou perdendo o braço esquerdo no incidente.

O jogador, selecionado na sétima rodada do draft de 2018, terá suas despesas médicas custeadas pela NFL e pelo Miami Dolphins.

– O running back Phillip Lindsay, do Denver Broncos, acredita que já está pronto para o training camp do time.

“Na minha cabeça, estou pronto. Estou 100 por cento”, falou Lindsay nesta segunda, em seu camp de futebol americano, segundo o jornalista Mike Klis, do ‘9News Denver’.

A temporada passada do RB terminou com uma lesão no punho direito, sofrida na véspera do Natal, que exigiu cirurgia. O talentoso jogador tem feito reabilitação ao longo da offseason.

Lindsay observou que, no final das contas, será dos treinadores a decisão em relação à sua carga de trabalho no início do camp, que começa nesta quarta-feira, dia 17 de julho.

Comments
To Top