NFL

No Huddle – Agente de Melvin Gordon pede para Chargers trocarem o RB

Melvin Gordon, running back do Los Angeles Chargers

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O agente de Melvin Gordon, running back do Los Angeles Chargers, disse à jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’ norte-americana, que pediu na semana passada para a franquia trocar o jogador, depois que a equipe manteve sua oferta de contrato inicial de cerca de US$ 10 milhões por temporada.

Damarius Bilbo disse à jornalista nesta quinta (1) que o general manager Tom Telesco disse a ele que o atleta ainda é visto como um membro da família Chargers e o agente não recebeu a permissão para procurar interessados em troca.

Gordon está se mantendo afastado do training camp, enquanto busca um novo contrato. E, na semana passada, Adam Schefter, da ‘ESPN’, apurou que o boicote pode ser prolongado e se estender até a temporada.

Atualmente com 26 anos, Gordon está entrando no ano final de seu contrato com o time de L.A., uma opção de quinto ano com valor de US$ 5,6 milhões.

– Vic Fangio deve fazer sua estreia como técnico do Denver Broncos na noite desta quinta, no Hall of Fame Game contra o Atlanta Falcons, compromisso que abre a pré-temporada da NFL. Mas o head coach teve um problema médico de última hora e foi hospitalizado com uma pedra no rim, segundo Steve Wyche, da ‘NFL Network’.

Os Broncos anunciaram que o treinador de 60 anos de idade foi para o hospital, mas anunciou que Fangio “está planejando treinar” no duelo desta noite. Fangio chegou ao Tom Benson Hall of Fame Stadium, em Canton, Ohio, por volta das 18h50 (de Brasília). O jogo está marcado para as 21h.

Wyche ainda conversou com Emmanuel Sanders e Chris Harris, jogadores dos Broncos, e nenhum deles sabia que o head coach estava no hospital, frisando que ele estava bem durante uma reunião realizada pela manhã.

– Cam Newton, quarterback do Carolina Panthers, está no caminho para voltar com tudo depois de seu mais recente problema no ombro. E, em sua primeira coletiva desde o ano passado, o signal caller frisou que sua recuperação “ainda é um trabalho em progresso”, mas disse “eu me sinto bem”, segundo Bill Voth, do site oficial da franquia da Carolina do Norte.

“Eu não quero que as pessoas simplesmente assumam que Cam está de volta. Estou colocando muito trabalho para estar onde preciso estar. É um processo”, observou o camisa 1.

– O safety Tre Boston deu a entender que a mudança de comando no Carolina Panthers, que foi adquirido por David Tepper recentemente, foi o que possibilitou o seu retorno à equipe de Charlotte depois de ter sido cortado em 2016. “Estou de volta, então estou sob um novo comando. Estou feliz”.

– Frank Gore, running back do Buffalo Bills, revelou que nunca pensou em se aposentar apesar de estar com 36 anos. “Me sinto bem. Sou abençoado de jogar o esporte que ainda amo na idade em que muitos não podem jogar. Não estou pensando nisso (aposentadoria) agora”.

– Drew Brees, quarterback do New Orleans Saints, analisou a renovação de contrato do wide receiver Michael Thomas. “Se me perguntarem se quero jogar com ele… sim. Obviamente é muito dinheiro, os salários seguem subindo, mas essa é a demanda de mercado”.

– As acusações de extorsão contra um membro da família de Tyrann Mathieu foram retiradas após um acordo judicial.

– A tentativa de Darren Sharper, ex-jogador da NFL, de sair de um acordo judicial em um caso de agressão sexual foi rejeitada por um juiz federal. Ele havia alegado que não recebeu aconselhamento adequado por seus antigos advogados.

Comments
To Top