NFL

No Huddle – Adam ‘Pacman’ Jones se aposenta da NFL após 12 temporadas

Adam Jones, ex-cornerback da NFL

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O cornerback Adam ‘Pacman’ Jones utilizou as redes sociais nesta sexta-feira (24) para anunciar sua aposentadoria do futebol americano profissional. Ele teve uma trajetória de 12 temporadas na National Football League.

 

Ver essa foto no Instagram

 

How do I start my next chapter, well, I start by first turning the page and closing out one of the most thrilling chapters of my life. A chapter that started as just a dream from a kid from Boatrock. A dream that became a reality with the blessings of God Almighty ,hard work, the dedication to not give up and a village of prayer warriors surrounding me. I stand tall & proud as I announce,  that this beautiful life changing ride that I have been on in the National Football League has come to an end, I’m officially hanging my cleats up, with no regrets! How can I not be proud, 13 years in the game man, hell, I sometimes can’t believe it, but its real. I will forever be grateful for having the opportunity to do what I love for so many years, we climbed through the mud to get here , we broke barriers , we cried,  we laughed , we broke cycles , we broke records, we fell, but got the fuck back up, we lost some & double down and won the rest, we did what they said couldn’t be done, and I say we because with my family, my supporters, & my Almighty , we built this chapter of the story together. I will forever love this game, and it’s a blessing to know the game loved me, real shit. I appreciate & thank everyone who played a role in my career. Every organization & coach I was blessed to play for, I am forever grateful for the opportunity’s & memories. My teammates , my brothers, I thank you, we had a fucking ball.  It was a honor to take the field with you all, we left our stain out there together. To every coach that played a part in molding me into the athlete that I am, you’ll never be forgotten. Coach Allen, Coach Gibby, Coach Fisher, Zim, Hugh, PG it was a honor to play for some of the best to do it. Primetime thank you for your love & knowledge brother, Jerry Jones thank you for teaching me the business side of this game, Dave my brother you know what it is for life. Coach Lewis &  Mr.Brown there will never be enough words to express how much love I got for you guys. Each of you, got to know the real me, you allowed me to be me , on my good days & bad, you had my back. You all showed me and my family, that love & loyalty does exist in this business ,

Uma publicação compartilhada por Adam Jones (@realpacman24) em

A jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’ norte-americana, e Mike Garafolo, da ‘NFL Network’, também confirmaram que o defensive back está pendurando o capacete.

“Estou contente. Eu tive uma baita de uma caminhada fazendo isso. Eu estou no ponto em que não senti que estaria no melhor nível se tentasse jogar agora. Estou feliz e ansioso para passar mais tempo com minha família e com as crianças”, falou Jones à Josina Anderson.

Atualmente com 35 anos de idade, Jones disputou sete jogos com a camisa do Denver Broncos na temporada 2018, sendo dois como titular, e somou uma interceptação, três passes defendidos e nove tackles. Ele também retornou 10 punts e quatro kickoffs para os Broncos.

Antes de chegar à franquia do Colorado, ele passou oito temporadas no Cincinnati Bengals, onde foi selecionado para o primeiro time All-Pro em 2014 e para o Pro Bowl no ano seguinte.

A carreira de Jones também ficou muito marcada por problemas com a lei. Ele foi preso em fevereiro e acusado de conduta desordeira, intoxicação pública, intimidação e resistência à prisão no Rising Sun Casino, em Indiana. E esse foi apenas um de vários casos.

Adam Jones foi selecionado na primeira rodada do draft de 2005 pelo Tennessee Titans e atuou uma temporada no Dallas Cowboys em 2008. Ele não jogou em 2009, depois de ser dispensado pela organização texana, e chegou aos Bengals em 2010.

– O New York Jets está intensificando sua busca por um novo general manager. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que a franquia nova-iorquina disparou seus pedidos de entrevistas, segundo fontes, e entre os convidados estão Joe Douglas, vice-presidente de administração de elenco do Philadelphia Eagles, e Champ Kelly, diretor-assistente de administração de elenco do Chicago Bears.

Ambos têm ligação com Adam Gase, head coach e GM interino dos Jets.

Os Jets demitiram Mike Maccagnan na quarta da semana passada.

– O tour de Gerald McCoy na free agency continua. O defensive tackle, recentemente dispensado pelo Tampa Bay Buccaneers, visitou o Cleveland Browns nesta sexta, mas saiu sem um contrato por enquanto, de acordo com Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Segundo o jornalista, McCoy e os Browns tiveram uma boa reunião e as conversas vão continuar.

Anteriormente, Mike Garafolo, também da ‘NFL Network’, apurou que o Cincinnati Bengals e o Carolina Panthers também estão interessados nos serviços do defensive lineman.

– Jerry Jones, proprietário e general manager do Dallas Cowboys, não acredita que a NFL vai aplicar qualquer punição contra o running back Ezekiel Elliott por seu envolvimento em um incidente envolvendo seguranças em um festival de música em Las Vegas no final de semana passada.

“Eu acho que o principal é que não vejo nada que precise de apoio. Em termos do status dele conosco, não foi impactado de maneira alguma. E, francamente, eu sei o quão consciencioso ele tem sido na offseason, e isso é bom o suficiente. Não, não vejo isso tendo quaisquer consequências para nós”, pontuou o executivo.

– Golden Tate, wide receiver veterano que agora está no New York Giants, elogiou o quarterback calouro Daniel Jones neste começo de atividades de offseason. Em entrevista à ‘SiriusXM NFL Radio’ nesta última quinta, o recebedor frisou que, sem a pressão de ser titular imediatamente, o calouro selecionado com a sexta escolha do draft de 2019 pode se tornar um astro na liga.

“Ele está fazendo um bom trabalho. Se você olhar apenas para o talento, o cara tem um braço super forte. Ele pode se mover um pouco. Mas, com quarterbacks, você nunca sabe, nunca sabe porque é um jogo bastante mental”, falou.

E Tate ainda comparou a transição com mais calma ao nível profissional a outro caso emblemático na NFL.

“Nós estamos esperando que ele possa responder à pressão”, observou Tate sobre Jones. “Se Eli pisa no cadarço ou algo assim (e não conseguir jogar), que ele entre no ritmo. A boa notícia com a situação de Dan é que ele está descansando atrás de um quarterback típico de Hall da Fama, então ele terá a oportunidade de aprender algumas ferramentas incríveis que podem ajudá-lo no futuro. Espero que seja esse tipo de situação de Brett Favre para Aaron Rodgers, eventualmente”, completou.

– Durante as OTAs, o Pittsburgh Steelers treinou uma formação com dois running backs, com James Conner e Jaylen Samuels alinhados em conjunto no backfield. É um conjunto que a organização deve utilizar mais em 2019.

“Fizemos um pouco disso (na temporada passada), mas realmente não utilizamos em um jogo, então eu acho que neste ano vamos tentar colocar isso um pouco mais no ataque”, falou Samuels, segundo o ‘Pittsburgh Post-Gazette’. “Eu acho que isso pode ser especial comigo e com o (Conner) no backfield. Eu e ele no jogo, ponto final. Estamos apenas construindo a partir disso agora… Ele é mais um corredor e recebedor, também, mas eu posso sair e percorrer rotas também. Ter essa ameaça dupla e com ele no jogo, pode ser realmente assustador para as defesas”, pontuou.

– Depois de acertar apenas 58,2% de seus passes em 2018, o quarterback Lamar Jackson, do Baltimore Ravens, sabia que tinha um trabalho a fazer entrando em seu segundo ano na liga. E ele está polindo seus fundamentos, trabalho de pés e mecânicas nesta offseason.

O signal caller, contudo, é um crítico contumaz de seu desempenho e sabe que pode melhorar.

“Eu diria que, no meu primeiro dia, fui um lixo. Segundo dia, eu me saí melhor. (…) Hoje estava tudo bem, mas poderia ter sido melhor. Eu sempre tento ser perfeito nos treinos. Foi tudo bem para a primeira semana”, falou Jackson aos repórteres nesta última quinta, segundo o site oficial dos Ravens, referindo-se aos três dias de OTAs.

– Depois de uma temporada 2018 muito complicada, a expectativa é a de que Leonard Fournette volte a brilhar no ataque do Jacksonville Jaguars. E o novo coordenador ofensivo John DeFilippo espera que o running back seja um ponto central do ataque em 2019.

“Estamos realmente ansiosos para que Leonard tenha um grande ano. Eu vou dizer o que é: ele será o principal motivo para nosso ataque fluir. Eu não vou esconder isso. Leonard Fournette precisa ser uma grande parte deste ataque”, falou DeFilippo nesta semana, segundo o site oficial da franquia da Flórida. “Quanto mais ele trabalhar – o que ele está fazendo agora – isso não será bom apenas para nosso ataque, mas será bom para o nosso time”, completou.

– Após atuar em apenas dois jogos na temporada passada, devido aos problemas no joelho e na virilha, Devonta Freeman está finalmente saudável e de volta com seus companheiros nas OTAs. E o running back do Atlanta Falcons não esconde sua felicidade por isso.

“Foi bom estar aqui apenas correndo e se divertindo. Isso é divertido. Apenas me divertindo correndo por aí me trouxe lembranças de quando eu era criança, jogando no meio do campo. Foi divertido”, disse Freeman na quinta, segundo a ‘Associated Press’.

Comments
To Top