NFL

No Huddle – A.J. Green: “Estou confortável com o meu contrato” com os Bengals

A.J. Green, wide receiver do Cincinnati Bengals

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Enquanto diversos wide receivers estão buscando novos contratos na NFL, A.J. Green se mostrou satisfeito com o acordo que assinou com o Cincinnati Bengals em 2016. “Acho que a coisa mais importante para mim é que sempre estou confortável com as coisas que estou fazendo. Assinei um contrato e estou confortável com o acordo e vivo com ele. Realmente não me envolvo com o que é dinheiro porque eu assinei meu contrato e era o mais bem pago naquele momento. Os valores vão sempre subir”, disse Green.

– Depois de atuar mais de 100 jogos em oito temporadas na NFL como cornerback, Kereem Jackson está sendo dislocado para safety pelo Houston Texans após Andre Hal ter sido diagnosticado com um linfoma de Hodgkin no começo do mês.

– O Dallas Cowboys não conta mais com Dez Bryant e Jason WItten, contudo o quarterback Dak Prescott está confortável com o corpo de recebedores. “É difícil (surpreender) as pessoas com o Dallas Cowboys. Nossos padrões são altos… a gente não tem muitos caras famosos, mas isso apenas faz a gente mais faminto (para nos provarmos). Estou feliz para onde estamos indo”.

– Frank Reich, head coach do Indianapolis Colts, rasgou elogios ao guard calouro Quenton Nelson. “Você pode ver os instintos (dele). Uma das coisas no vídeo que todo mundo diz é que esse cara era o melhor guard (prospecto) de todos os tempos. Você pode ver isso. Isso aparece em todos os lugares dos vídeos (dele)”.

– A NFL anunciou, por meio do porta-voz Michael Signora, que o Draft Suplementar será realizado na quarta-feira, dia 11 de julho, às 13 horas da Costa Leste dos Estados Unidos.

– JuJu Smith-Schuster, wide receiver do Pittsburgh Steelers, assinou contrato com a marca de e-sport HyperX, que produz headsets, teclados e outros produtos para gamers.

– Justin Watson, wide receiver calour do Tampa Bay Buccaneers, revelou que utiliza seu irmão mais velho, Tommy, para se inspirar e usou essa força para superar dificuldades no ano passado. “Ele não consegue falar, mas sorri, franze a testa e chora. Sua cara é muito receptiva. Ele estava apenas olhando para mim, como se dissesse: ‘se eu tivesse um dia no seu lugar, correria o dia todo, treinaria o dia todo até vomitar no chão e meus pés sangrarem. E quando eu não conseguisse voltar, eu daria a volta por cima e começaria de novo’. A partir desse momento ele virou minha inspiração”.

– É bom a NFL estar esperta se Myles Garrett, defensive end do Cleveland Browns, estiver saudável. “Dez vezes melhor (que 2017), 15 vezes melhor”, disse Garrett com um sorriso sobre a evolução que ele pode ter em 2018. “A melhor qualidade é a disponibilidade. Tenho que estar presente”, completou ao falar sobre seus problemas para ficar em campo na temporada de calouro.

– Keith McCants, ex-defensive end do Tampa Bay Buccaneers, foi preso perto de St. Petersburg sob acusação de posso de crack e cocaína e dirigir com uma licença suspensa.

– Kirk Barton, ex-jogador do Chicago Bears, foi indiciado por ter batido em um deputado de Ohio com a porta de uma van. Ele foi acusado de agressão e obstruir negócios oficiais.

Comments
To Top