NFL

Niners fecham troca por Trent Williams, mas dolorosa perda de Joe Staley prevalece

A saga de quase um ano entre Trent Williams e Washington Redskins chegou ao fim. Finalmente. Neste sábado (25), a franquia da capital dos Estados Unidos trocou o offensive tackle com o San Francisco 49ers.

E isso coloca um ponto final em uma contenda que durou quase um ano.

Os Redskins recebem uma escolha de quinta rodada do draft de 2020 e uma escolha de terceira rodada do draft de 2021 por Williams, como anunciaram os Niners.

O divórcio entre Williams e Redskins é essencial para as duas partes. Williams já não queria jogar em Washington e o clima estava insustentável. A franquia tentou reparar o relacionamento, mas a confiança (sobretudo de Williams) já não estava mais presente.

O tackle apresentou seu primeiro perdido para ser trocado ou dispensado em junho do ano passado, ainda por motivos um tanto quanto diversos. Williams alegou que ficou insatisfeito com o tratamento que recebeu da equipe médica da organização em relação a um crescimento cancerígeno em sua cabeça. Já os Redskins afirmaram que tudo se tratava do offensive lineman desejar um novo contrato.

Seja qual for a versão correta, quando chega a esse ponto, é melhor cada um seguir para o seu lado.

Alívio é a palavra certa para as duas partes.

“Estou grato por isso ter terminado. Agradeço ao (dono do Redskins) Dan (Snyder) e à organização por tudo o que fizeram por mim. Ainda há muito amor pelos torcedores e por aquele vestiário. Agora estou focado em ser o melhor jogador possível para o San Francisco 49ers”, disse Williams em mensagem de texto divulgada pela ‘NFL Network’ e pela ‘ESPN’ norte-americana.

Logo depois da troca, os Redskins selecionaram o tackle Saahdiq Charles, de LSU, na quarta rodada do draft de 2020.

Já para os Niners, se trata de reforçar a linha ofensiva depois do tremendo baque da notícia da perda de Joe Staley. Pouco depois de a troca ser anunciada, foi noticiado que o left tackle deve se aposentar devido às preocupações com sua saúde.

Staley é uma das âncoras da OL da franquia californiana e o baque certamente será sentido. Independentemente da chegada de Williams.

Atualmente com 35 anos de idade, Staley já não é mais nenhum menino. E não ajuda em nada o fato de que ele lidou com uma fratura na fíbula, uma fratura no dedo da mão e uma lesão na mão em 2019, limitando-o a apenas sete jogos na temporada regular.

Staley ainda conseguiu participar de todos os três jogos dos 49ers nos playoffs, mas lesionou a mão no Super Bowl LIV, problema que o levou a tomar pontos durante o jogo e ficar algum tempo fora de campo antes de retornar. Isso sem falar na dor de perder o título de maneira dramática para o Kansas City Chiefs. Certamente pesou na decisão de pendurar o capacete.

Joe, que foi selecionado pelos Niners na 28ª rodada do draft de 2007, é o maior nome da linha ofensiva do time na última década. Seis Pro Bowls, três seleções ao segundo time All-Pro e a entrada para o All-Decade Team da NFL dos anos 2010. 181 jogos de temporada regular no currículo, sendo todos como titular.

Um dia de sentimentos mistos para a torcida dos Niners. Mas o que prevalece certamente é o de tristeza.

– Notas adicionais em um sábado agitado para o San Francisco 49ers

  • Troca de Matt Breida

Em uma troca um tanto quanto surpreendente, os 49ers trocaram o running back Matt Breida com o Miami Dolphins por uma escolha de quinta rodada do draft deste ano (153ª escolha geral).

Em 2018, sua segunda temporada na NFL, ele teve o melhor ano de sua carreira, com 153 corridas para 814 jardas e três touchdowns, além de 27 recepções para 261 jardas e dois TDs, em 14 jogos (13 como titular). Já no ano passado, sua carga de trabalho caiu um pouco e ele correu 123 vezes para 623 jardas e um TD, com 19 recepções para 120 jardas e um TD, em 13 jogos (cinco como titular).

Com o grande desempenho de Raheem Mostert nos playoffs e Tevin Coleman seguindo no backfield ofensivo em San Francisco, assim como Jeff Wilson Jr., os Niners julgaram Breida uma peça dispensável. E decidiram adquirir uma escolha adicional neste draft.

Com a 153ª escolha, os 49ers selecionaram o offensive tackle Colton McKivitz.

  • Troca de Marquise Goodwin

Os Niners também resolveram negociar o wide receiver Marquise Goodwin em uma troca com o Philadelphia Eagles.

Os times também trocaram escolhas de sexta rodada, com os Niners ficando com a escolha número 190 e os Eagles recebendo a escolha número 210.

A preocupação com Goodwin é relacionada à sua capacidade de se manter saudável. Ele perdeu 12 jogos nas últimas duas temporadas e não atua em uma temporada completa desde 2017.

Na temporada regular de 2019, Goodwin fez apenas 12 recepções para 186 jardas e um touchdown em nove jogos disputados (seis como titular).

Comments
To Top