NFL

NFL suspende o cornerback Jimmy Smith por quatro partidas

Jimmy Smith, cornerback do Baltimore Ravens

(Crédito: Twitter/reprodução)

O cornerback Jimmy Smith, do Baltimore Ravens, foi suspenso pelos primeiros quatro jogos da temporada 2018 da National Football League devido a uma violação da política de conduta pessoal da liga.

A punição deriva de um incidente de violência doméstica ocorrido em novembro do ano passado contra a mãe do primeiro filho do CB.

“A NFL encontrou evidência de comportamento ameaçador e emocionalmente abusivo de Jimmy em relação à sua ex-namorada, que mostrou um padrão de conduta imprópria. O comportamento do nosso jogador foi inadequado e errado”, declarou o Baltimore Ravens, em nota oficial.

Os Ravens disseram também que eles “se consultaram com especialistas em relacionamento e violência doméstica” e “convocaram um grupo de executivos de mulheres e homens dos Ravens, não diretamente envolvidos com nossas operações de futebol americano, para revisar o assunto”.

Além disso, a franquia de Maryland teve “conversas com Jimmy sobre seu comportamento e sua intenção de mudar”, observando que Smith resolveu os problemas de custódia e apoio com a ex-namorada, que é a mãe de seu filho.

“Como resultado de todo este processo, permitiremos que Jimmy retorne ao nosso time após sua suspensão. Jimmy reconheceu que seus comportamentos foram errados e aceita total responsabilidade por eles”, falou o time. “Ele completou uma avaliação clínica e concordou em realizar qualquer acompanhamento ou tratamento que possa ser recomendado. Através das nossas conversas com Jimmy, acreditamos que ele está tomando as medidas adequadas para melhorar e que ele pode mudar. Jimmy nos assegurou que ele está totalmente dedicado a fazer essa mudança. Ele também compreende as consequências se não fizer isso”, completou a organização.

Smith pediu desculpas em um comunicado emitido pelos Ravens.

“Eu gostaria de pedir sinceras desculpas à minha ex-namorada, à NFL, à organização Ravens, aos meus treinadores, companheiros de equipe, à minha noiva e a todos os nossos torcedores. Estou muito decepcionado pelo fato de minhas ações passadas terem levado a essa suspensão. Eu prometo que já aprendi muito e que continuarei a aprender a partir desta experiência. Acredito que sou e continuarei a tentar ser uma pessoa melhor e um pai melhor por causa disso. Estou comprometido em ser o melhor que posso ser, dentro e fora de campo”, afirmou o cornerback. “Eu assumo total responsabilidade por minha conduta passada. Seguindo em frente, vou trabalhar com a NFL e os Ravens para garantir que o que aconteceu no passado nunca mais aconteça. Vou tomar todas as medidas necessárias para ser um modelo positivo para os meus filhos, para a NFL e para toda a comunidade dos Ravens”, finalizou.

Smith tem permissão para permanecer trabalhando com os Ravens durante a pré-temporada e sua suspensão vai começar no dia 1º de setembro. Ele estará elegível para voltar à equipe no dia 1º de outubro.

O defensor vai perder os jogos contra Buffalo Bills, Cincinnati Bengals, Denver Broncos e Pittsburgh Steelers.

Baltimore vai utilizar Marlon Humphrey, selecionado na primeira rodada do draft de 2017, para substituir Smith e jogar no lado oposto ao do titular Brandon Carr.

Atualmente com 30 anos de idade, Jimmy Smith foi selecionado pelo Baltimore Ravens na primeira rodada do draft de 2011, com a 27ª escolha geral. Em 86 partidas de temporadas regulares com a camisa do time até agora, ele soma 11 interceptações (duas retornadas para touchdown), 57 passes defendidos, 254 tackles combinados, dois fumbles forçados e um sack.

Essa é a segunda suspensão imposta a Smith. Ele foi suspenso pelos últimos quatro jogos da temporada passada devido a uma violação da política de substâncias para melhoria de desempenho.

O cornerback cumpriu essa suspensão depois de sofrer uma ruptura no tendão de Aquiles.

Comments
To Top