NFL

NFL faz “intervenção” em sete equipes para reduzir número de concussões

(Crédito: Instagram/reprodução)

A National Football League (NFL) está atacando o problema da concussão time a time. Durante a reunião dos proprietários em Nova York, nesta terça-feira, o Dr. Allen Sills – médico chefe da liga – afirmou que a NFL identificou sete equipes em 2017 tiveram mais incidentes de concussão na pré-temporada do que outras, o que gerou uma “intervenção” nesses times. Além disso, ele afirmou que o processo incluiu uma discussão ampla com os staffs de operações de futebol dos times, passando desde os tipos de treino ao tipo de capacete utilizado.

“Em seis dessas sete equipes o número caiu. Eles foram de 23 concussões no treino em 2017 para nove em 2018”, afirmou Sills.

No geral, a NFL informou que as concussões de pré-temporada caíram de 91 para 79 de 2017 para 2018 e que não houve incidentes em lances de kickoffs. A liga modificou a regra do chute inicial neste ano para tornar a jogada mais segura, já que ela tradicionalmente tem uma taxa maior de concussões do que outras jogadas.

“Estamos cautelosamente otimistas com o resultado. Estamos satisfeitos em ver o número cair, mas ainda temos muito trabalho a fazer. Vamos continuar uma análise mais profunda das concussões que aconteceram durante a pré-temporada. Fazendo alguns dos mesmos trabalhos que estamos fazendo durante a temporada regular, vendo vídeos e olhando o ambiente do treino e quem está se machucando. Vamos mergulhar fundo nisso”, acrescentou o médico.

Sill e Jeff Miller, vice-presidente da NFL em saúde e segurança, afirmaram que a liga também está satisfeita com os resultados da qualidade do capacete e por verem os jogadores trocando seus capacetes por outros mais seguros. A NFL divulgou um panfleto criado junto com a Associação de Jogadores (NFLPA) destacando a qualidade dos capacetes.

Comments
To Top