NFL

NFL está revisando teste de concussão de Russell Wilson durante TNF

Russell Wilson, quarterback do Seattle Seahawks

(Crédito: Twitter/reprodução)

A National Football League está conduzindo uma revisão minuciosa do teste de concussão realizado no quarterback Russell Wilson durante o último Thursday Night Football contra o Arizona Cardinals. A informação foi confirmada por um porta-voz da liga ao jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Wilson deixou o campo por alguns minutos durante a vitória dos Seahawks por 22 a 16, na noite desta quinta (9), logo depois de tomar uma pancada no queixo no começo do terceiro quarto.

O signal caller foi levado para fora de campo pelo árbitro Walt Anderson após a pancada. Então, o líder de ataque de Seattle foi levado à tenda médica, mas ficou fora apenas de uma jogada antes de voltar ao gramado. As câmeras da transmissão mostraram que o camisa 3 ficou na tenda médica por apenas alguns segundos antes de ser liberado.

Russell Wilson foi questionado sobre isso após a partida.

“Bem, eu tomei uma pancada na mandíbula. Eu não sofri concussão ou qualquer coisa assim. Eu me senti completamente bem. Eu estava apenas tentando sentir a minha mandíbula, foi como ‘ai, cara, está preso’. Eu acho que estava caído no chão por um momento apenas tentando sentir meu queixo e acho que Walt (Anderson) pensou que eu estava um pouco machucado ou algo assim. Eu disse a ele que estava bem, que estava bem e ele disse que eu deveria sair”, afirmou. “Eu acho que Walt fez um bom trabalho, primeiro de tudo. Ele tomou a decisão mais inteligente. Eu estava bem, contudo. Cem por cento bem. E então eu passei por todo o negócio de concussão. Passamos por toda as perguntas que você pode imaginar. Eu respondi algumas a mais para eles para verem que eu estava bem e então eu voltei”, completou.

Segundo a política conjunta desenvolvida pela National Football League e pela National Football League Players Association (NFLPA), se o protocolo de concussão não for devidamente seguido, o time está sujeito a multas e, potencialmente, a perda de escolhas no draft.

A NFL fez 47 mudanças de regras desde 2002 para proteger jogadores, melhorar os métodos de treino e educar melhor os jogadores e outros membros de comissão técnica sobre as concussões, além de reforçar os protocolos médicos da liga.

A liga utiliza 29 profissionais médicos nas laterais de campo em cada jogo e, trabalhando em conjunto com a NFLPA, a NFL impõe um protocolo de concussão para os jogadores que tem tido um papel importante na identificação e diagnóstico imediato de concussões e outras lesões na cabeça.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top