NFL

NFL discute possibilidade de reduzir pré-temporada para apenas três jogos

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

O comitê de competição da National Football League teve longos debates sobre reduzir o número de partidas na pré-temporada da liga para três, como afirmou Mark Murphy, presidente do Green Bay Packers, segundo Rob Demovsky, jornalista da ‘ESPN’ norte-americana. De acordo com Murphy, que faz parte do comitê desde 2012, há apoio suficiente ao redor da liga para eliminar um dos jogos da fase preparatória para a temporada regular.

Mike McCarthy, técnico do Green Bay Packers, é a favor da mudança. Vale lembrar que, como a franquia de Wisconsin vai participar do jogo do Hall da Fama, em Canton, Ohio, no dia 7 de agosto, o time terá cinco compromissos na pré-temporada.

“Isso provavelmente seria um pouco mais prático, especialmente com toda essa ênfase na segurança dos jogadores. Poxa, eles cortaram todo o restante. Eu não ficaria surpreso se fôssemos para três jogos. Três partidas com duas semanas de folga e duas semanas de intervalo antes de estreia (na temporada regular). Essa é apenas minha opinião. Ninguém me disse isso. Eu apoiaria. Acho que faz muito sentido. Então você poderia ser um pouco mais agressivo neste terceiro jogo. Basta tirar o quarto”, declarou o head coach.

Segundo Murphy, a ideia proposta por Mike McCarthy foi discutida durante as reuniões do comitê de competição da liga realizadas nesta semana, durante o scouting combine, evento de testes físicos e entrevistas com alguns prospectos do draft de 2016.

“Eu acho que haveria apoio para três (jogos). Acho que (a ideia de) Mike, foi o que discutimos. Em vez de disputar um quarto jogo na quinta, não jogue essa quarta partida e então você teria uma semana extra. Nós analisamos diferentes modelos, mas eu acho que esse é o que faz mais sentido. Você está deixando de lado algumas receitas, mas essa é uma das piores coisas que fazemos. O que fazemos em diferentes preços (de ingressos) ajuda um pouco em como a pré-temporada é vista, mas especialmente o quarto jogo é meio que um desperdício”, frisou o presidente dos Packers.

Confira outros pontos abordados por Mark Murphy:

– O presidente dos Packers não espera que haja mudanças na regra de recepção, mesmo com vários problemas de interpretação de jogadas ocorridos na temporada 2015.

“Acho que o ponto central é as pessoas entenderem a regra e como ela funciona. Acho que precisamos fazer um trabalho melhor de explicar às pessoas os componentes da regra. São, basicamente, três partes: controle, dois pés em campo e, em seguida, o elemento de tempo. O elemento de tempo costumava ser um esforço comum no futebol americano. No ano passado, mudamos para a ideia de se tornar um corredor”, falou. “O desafio, eu acho, é tentar chegar a um ponto que funcione para os árbitros dentro de campo. A TV é tão boa, então pensamos um pouco que deveríamos ter uma regra de ‘três pés’, se você agarra a bola e dá três passos em campo, mas em várias destas situações, o jogador vai ao chão. Então não acho que haverá alguma mudança”, completou.

– A mudança que tornou o extra point um chute de 33 jardas, feita no ano passado, foi um experimento de um ano, mas Murphy afirmou que a expectativa é que ela seja aprovada de forma permanente em votação a ser realizada no próximo mês, durante o encontro de proprietários da NFL.

– O comitê de competição passou um bom tempo falando sobre o aumento no número de concussões na temporada 2015.

“Obviamente, as concussões aumentaram em 58% (em jogos de temporada regular), então isso é apenas algo atípico? Eu acho que há uma visão que com a série de mudanças que fizemos, especialmente neste ano passado, estamos vendo mais jogadores relatando concussões”, observou.

Comments
To Top