NFL

NFL Combine 2014: O melhor e o pior do terceiro dia de testes

(Crédito: Instagram/Reprodução)

(Crédito: Instagram/Reprodução)

Na última segunda-feira (24), terceiro e penúltimo dia de NFL Scouting Combine, foi a vez de os atletas defensivos começarem a mostrar suas habilidades para as comissões técnicas e demais envolvidos no mundo da National Football League. E o grupo que participou das atividades desta vez foi formado por defensive linemen e linebackers.

Alguns dos atletas que se exibiram aos ‘olheiros’ no Lucas Oil Stadium, em Indianápolis, surpreenderam pelos bons desempenhos, enquanto que outros não mostraram neste primeiro momento que merecem ser escolhidos nas primeiras rodadas do draft, que será realizado em maio. Dito isto, vamos às avaliações dos principais prospectos que se esforçaram nesta segunda.

Destaques:

Jadeveon Clowney, DL, South Carolina: simplesmente impossível não começar a falar dos destaques do terceiro dia de Combine por Clowney. O defensive end, considerado um dos principais pass rushers do próximo draft, principalmente por seus atributos físicos, foi muito bem, sobretudo na prova que mais atrai as atenções: a corrida de 40 jardas.

Clowney atingiu o tempo de 4s53, sendo o melhor entre os atletas de linha defensiva. No geral, Jadeveon só perdeu para Kelvin Pierre-Louis, de Boston College, e Telvin Smith, de Florida St., ambos linebackers, posição na qual geralmente os jogadores são mais velozes.

Nas provas de salto em altura e salto em distância, Clowney não teve números espetaculares, mas ainda assim ficou em segundo em ambos os quesitos entre jogadores de linha defensiva e, desta forma, não deixou muito a desejar. No levantamento de peso, Jadeveon fez somente 21 repetições e ficou bem abaixo dos melhores defensive linemen (o líder, Kaleb Ramsey, fez 36 repetições).

Aaron Donald, DL, Pittsburgh: o defensive tackle teve um desempenho geral de nível bom, tendo completado a corrida de 40 jardas em 4s68, quinta melhor marca entre jogadores de linha defensiva e fez 35 repetições no levantamento de peso, segunda melhor marca geral. Ele também fez bons números nos saltos vertical e horizontal. No geral, o atleta se mostrou forte e ágil e tem tudo para chamar a atenção de alguns times da liga.

Mack Khalil, LB, Buffalo: foi talvez o melhor linebacker no Combine. Fez o quarto melhor tempo entre jogadores da posição na corrida de 40 jardas, com 4s65, teve a segunda melhor marca no pulo vertical e também a segunda no pulo horizontal. No levantamento de peso, fez 23 repetições, ficando longe do melhores linebackers, que fizeram 30, mas se mostrou bastante ágil e parece ter bons instintos de cobertura de área de passe, quesito indispensável para ser um bom linebacker na NFL.

Decepções:

Michael Sam, DL, Missouri: centro das atenções da mídia nos Estados Unidos nas últimas semanas, principalmente depois de ter declarado sua intenção de tornar-se o primeiro atleta assumidamente gay a atuar na NFL, Michael Sam não conseguiu provar dentro de campo que merece muito destaque. Ele fez somente 4s91 na corrida de 40 jardas, teve marcas mediana para ruim nos saltos vertical e horizontal e fez somente 17 repetições no levantamento de peso, desempenho extremamente ruim para um atleta de linha defensiva. Sam também não se mostrou muito ágil em mudanças de direção, mas tem um bom controle do corpo, o que pode contar a favor na hora de ele pensar em uma vaga de pass rusher.

Dee Ford, DL, Auburn: um dia depois de falar que é melhor do que Jadeveon Clowney e dizer que o concorrente joga como “um cachorro cego em um mercado de carne”, Ford não pôde participar das atividades no Combine, já que não passou nos exames médicos e foi aconselhado a não realizar os testes. A exclusão foi feita devido a um problema nas costas, já que Dee Ford fez uma cirurgia de hérnia de disco em 2011. Agora, Ford vai ter que esperar o Pro Day de Auburn, que será no dia 4 de março, para tentar mostrar um pouco de suas habilidades em campo.

Comments
To Top