NFL

Newton evita fazer julgamento prévio de alegações contra Jerry Richardson

Cam Newton, quarterback dos Panthers

(Crédito: Instagram/reprodução)

Cam Newton, quarterback do Carolina Panthers, planeja defender Jerry Richardson em meio as alegações de má conduta de trabalho contra o proprietário de 81 anos, mas ele não concorda com sua decisão de vender a franquia.

O camisa 1 e outros capitães da equipe de Charlotte se reuniram com Richardson no domingo antes do anunciou de que o dono pretendia vender o time após esta temporada. O anunciou ocorreu seis horas após a ‘Sports Illustrated’ ter publicado um artigo que apontou as alegações contra Richardson.

Newton afirmou que deixou a reunião do domingo “descontente” pela decisão do proprietário dos Panthers “porque esta é uma pessoa que me iluminou em tantos tipos diferentes de coisas, dentro e fora do campo”. Além disso, ele disse que as alegações são apenas alegações.

O jogador de 28 anos já viveu uma situação parecida quando estava em Auburn. Seu pai foi acusado de ter vendido a escolha da faculdade do seu filho por US$ 180 mil. Após 13 meses de investigação, a NCAA descobriu que não houve violações.

“Neste dia e hora (das alegações), é quase como se você fosse automaticamente culpado até ser provado inocente ou não. No sistema judicial, você deveria ser inocente até que se prova a culpa”, afirmou Newton.

“Nada foi comprovado. É apenas a palavra de outra pessoa contra a palavra de outra pessoa. Não é preciso dizer que eu ainda tenho muita consideração pelo Sr. Richardson. Eu nem conheço nenhuma das fontes. Levo agressão sexual extremamente a sério e eu não gostaria de ofender ninguém com isso. Apenas ter muitas alegações contra uma pessoa não é justo”.

Em entrevista à ‘Sports Illustrated’, o quarterback também falou sobre a decisão de Richardson vender o Carolina Panthers.

“Eu não aprovei isso. Para ele sair da minha vida, do lado esportivo, nem sei lidar com isso”, declarou. “É claro que quero permanecer em Charlotte e deve permanecer em Charlotte. Pelo o que ouvi, vai ficar em Charlotte”.

“Não estou preocupado com isso. Eu acredito no melhor dos dois mundos. Somos umas das poucas equipes esportivas a representar dois estados. Eu não vejo por que alguém gostaria de realocar o time”.

Comments
To Top