NFL

New York Jets dispensa o center Nick Mangold após 11 temporadas

Nick Mangold, center do New York Jets

(Crédito: Twitter/reprodução)

Em uma decisão um tanto quanto esperada, o New York Jets dispensou neste sábado (25) o center Nick Mangold, jogador que há mais tempo estava na franquia e que é um dos melhores de sua posição da história da organização.

Mangold, que passou 11 temporadas na equipe nova-iorquina, fez o anúncio de sua dispensa pelo Twitter.

“Como será anunciado pelo time em breve, meu tempo como um New York Jet chegou ao fim. Enquanto este é um dia triste por deixar tantos grandes treinadores, companheiros de time e executivos, eu estou ansioso para ver o que o futuro reserva para mim. Minha família e eu sempre seremos gratos ao Sr. Johnson e a toda a organização por terem me tornado um Jet. Eu verdadeiramente quero agradecer aos torcedores pelo apoio incrível ao longo dos últimos 11 anos. Significou muito ver todas as camisas número 74 na torcida a cada domingo. Obrigado pelos 11 anos fantásticos!”, escreveu.

Pouco depois da postagem do atleta, o New York Jets confirmou o corte.

“Pelos últimos 11 anos, Nick Mangold foi uma peça fundamental de nosso time tanto dentro quanto fora de campo. Como nosso center de Pro Bowl, Nick consistentemente demonstrou habilidade superior e resistência inigualável. De maneira igualmente importante, fora de campo, Nick demonstrou respeito, sensibilidade e compaixão pelas causas que ele apoiou”, declarou Woody Johnson, dono do New York Jets, em comunicado. “Foi um privilégio ter vivido com Nick por todos esses anos e, por todos nós, eu digo que Nick sempre será um Jet”, completou.

Atualmente com 33 anos de idade, Mangold foi selecionado na primeira rodada do draft de 2006 (29ª escolha geral) pelos Jets e foi titular em todos os 164 jogos que disputou com a camisa do New York Jets. Em seu auge, ele foi um dos melhores centers da NFL, tendo sido selecionado para sete Pro Bowls e dois times All-Pro, mas sua idade avançada e lesões recentes contribuíram para a dispensa.

Na temporada 2016, Nick Mangold perdeu oito jogos devido a uma grave lesão no tornozelo que quase o obrigou a passar por cirurgia. Ele retornou ao time depois de perder quatro jogos, mas reagravou o problema e foi colocado na injured reserve, perdendo então os quatro últimos jogos do campeonato.

O center estava entrando no ano final de seu contrato e ia faturar até US$ 6,1 milhões em 2017, com um ‘peso’ de US$ 9,1 milhões no teto salarial. Não se sabe se a equipe tentou manter o veterano sob a condição de um corte salarial.

“Uma grande pessoa, um grande jogador. Você sempre pôde contar com a inteligência, a consistência e o equilíbrio de Nick. O conhecimento de Nick sobre o esporte e a habilidade para processar rapidamente uma informação o tornaram um recurso inestimável para seus companheiros de equipe. Ele sempre significará muito para todos nesta organização”, falou o técnico Todd Bowles, em nota oficial.

No final da temporada passada, Nick Mangold indicou que não tem planos de se aposentar por enquanto. Assim, ele será um jogador bastante cobiçado na free agency, que abre no dia 9 de março.

Wesley Johnson, que tem apenas nove jogos como titular na carreira, é o favorito para substituir Mangold. Mas os Jets também têm a opção de buscar um center na free agency ou pelo draft de 2017.

A título de curiosidade, desde 1998 o New York Jets teve apenas dois centers titulares estabelecidos: Kevin Mawae (até 2005) e Mangold. Assim, a posição é uma das mais estáveis da história do time.

Depois de uma temporada com campanha de cinco vitórias e 11 derrotas, os Jets estão reformulando tudo dentro da franquia e dispensando atletas mais velhos e que ganham muito dinheiro. Recentemente, o time de Nova York também mandou embora o kicker Nick Folk e o offensive tackle Breno Giacomini.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top