NFL

New York Jets adquire offensive tackle Ryan Clady em troca com Denver Broncos

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Um negócio importante foi concretizado na noite deste sábado (9), já que o New York Jets adquiriu o offensive tackle Ryan Clady em troca com o Denver Broncos. A franquia do Colorado vai ceder o jogador de linha ofensiva e uma escolha de sétima rodada do draft para os nova-iorquinos, enquanto que os Jets vão mandar uma escolha de quinta rodada para os Broncos. A informação foi confirmada por Adam Schefter, jornalista da ‘ESPN’ norte-americana.

O New York Jets se movimentou rapidamente para contratar o jogador, já que o tackle D’Brickashaw Ferguson oficializou sua decisão de se aposentar neste sábado e, desta forma, o time precisava encontrar o substituto para um atleta de tanta qualidade e manter os trabalhos da linha ofensiva em boas mãos.

Ryan Clady chegou às instalações dos Jets na última sexta e acertou os detalhes de um contrato reestruturado com seu novo time neste sábado, como frisa a ‘ESPN’. O contrato é de um ano, com US$ 6 milhões de salário-base, sendo US$ 3 milhões garantidos. O valor do acordo pode chegar até a US$ 7,5 milhões com bônus relacionados a tempo em campo e produtividade.

O contrato reestruturado de Clady com os Jets também tem uma opção por mais um ano, com valor mínimo de US$ 10 milhões, que pode chegar a US$ 13 milhões baseados em tempo em campo. Se o New York Jets se recusar a exercer essa opção depois da temporada 2016, o tackle vai se tornar um agente livre.

A troca deve ser anunciada de forma oficial neste domingo ou na segunda-feira.

O tackle ainda tinha dois anos e US$ 19,5 milhões remanescentes em seu contrato anterior com o Denver Broncos, mas ele selou um novo acordo com os Jets, sobretudo porque a equipe de Nova York não tem muito espaço sobrando no teto salarial neste momento. Com a aposentadoria de Ferguson, a organização tem cerca de US$ 10 milhões disponíveis no salary cap.

Mesmo com a chegada de Ryan Clady, a ausência de D’Brickashaw Ferguson deve ser sentida, já que por dez anos ele foi o left tackle dos Jets e nunca ficou afastado de um jogo sequer, algo que é uma mostra de sua durabilidade. Já Clady, que está atualmente com 29 anos de idade, tem um histórico de lesões e perdeu 30 dos últimos 48 jogos devido a problemas no pé e no joelho.

No dia 28 de maio do ano passado, Clady rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho durante as atividades de offseason do Denver Broncos e, desta forma, não participou da campanha que resultou no título do Super Bowl 50 para a franquia do Colorado. Já na temporada 2013, ele sofreu uma lesão LisFranc na semana 3, foi colocado na injured reserve e perdeu a caminhada dos Broncos para o Super Bowl daquela temporada.

Apesar de se contundir bastante, quando saudável, Ryan Clady é um dos melhores protetores em jogadas de passe em toda a National Football League e ele já foi selecionado para quatro Pro Bowls em sua carreira, sendo a mais recente em 2014. Ele também é duas vezes All-Pro.

Trocando o offensive tackle com o New York Jets, o Denver Broncos abre espaço no teto salarial e ainda consegue uma escolha de draft. Clady já não era tão necessário para a equipe, depois que Denver adquiriu Russell Okung e Donald Stephenson nesta offseason. Os Broncos até tentaram negociar uma reestruturação de contrato para manter Clady no elenco, mas as conversas não evoluíram.

Comments
To Top