NFL

New Orleans Saints presenteia torcida no Thanksgiving e atropela Atlanta Falcons

Marcus Williams, safety do New Orleans Saints

(Crédito: Instagram/reprodução)

O Dia de Ação de Graças na Louisiana não poderia ter sido melhor. Com uma atuação de altíssimo nível, inclusive defensivamente, o New Orleans Saints não deu chances para o arquirrival Atlanta Falcons e venceu pelo placar de 31 a 17.

O time transformou a Black Friday em Black and Gold.

Com o resultado positivo no jogo que fechou a rodada de Thanksgiving, os Saints chegam a uma campanha 10-1 e seguem perseguindo de perto o Los Angeles Rams na briga pela melhor campanha de toda a Conferência Nacional (NFC). Já os Falcons ficam com 4-7 e se complicam na briga por uma vaga nos playoffs.

Foi a décima vitória consecutiva dos Saints.

Drew Brees fez mais uma apresentação de gala e saiu de campo com 15 passes certos de 22 para 171 jardas e quatro touchdowns. Apesar disso, ele lançou uma interceptação, a sua segunda na temporada.

Curiosamente, os Saints ganharam fácil sem precisar produzir um caminhão de jardas (312 no total). E isso se deu muito pela excepcional atuação defensiva, que forçou quatro turnovers (uma interceptação e três fumbles recuperados). E, por falar na defesa dos Saints, foram seis sacks, sendo dois aplicados por Cameron Jordan.

Do lado do Atlanta Falcons, Matt Ryan teve números medianos e fechou com 35 passes certos de 47 para 377 jardas, dois touchdowns e uma interceptação.

O ataque terrestre de Atlanta foi basicamente inexistente, somando apenas 26 jardas na partida.

O melhor dos Falcons foi o wide receiver Julio Jones, com 11 recepções para 147 jardas, mas nem ele saiu imune aos turnovers e perdeu um fumble no final do primeiro tempo.

Na semana 13, o New Orleans Saints enfrenta o Dallas Cowboys fora de casa, no Thursday Night Football do dia 29 de novembro. Já o Atlanta Falcons recebe o Baltimore Ravens no Mercedes-Benz Stadium, no domingo (2), às 16h.

Saints abrem vantagem no Superdome

O primeiro quarto no Mercedes-Benz Superdome foi bastante movimentado e teve muitas emoções.

Os donos da casa mostraram seu DNA ofensivo logo na primeira campanha e, em menos de quatro minutos, chegaram à end zone, em passe de 28 jardas de Brees para Tommylee Lewis.

As coisas ficaram ainda piores para os Falcons quando Matt Ryan sofreu um sack dado por Marcus Williams e sofreu um fumble. A bola voltou para New Orleans.

Mas a alegria dos mandantes durou pouco. Menos de um minuto depois, vimos uma cena rara nesta temporada, com Brees sendo interceptado por Damontae Kazee.

Os Falcons não aproveitaram o fumble como queriam e, mesmo chegando perto da end zone, tiveram que se contentar com um field goal de 32 jardas de Matt Bryant.

No segundo quarto, os Saints acertaram um field goal de 22 jardas com Wil Lutz para deixar o placar em 10 a 3 e, 3min25s do final, chegaram a mais um TD, em conexão de 12 jardas de Brees com Austin Carr.

Ainda houve tempo para Julio Jones girar no ar e sofrer um fumble, completando um primeiro tempo desastroso para Atlanta. Os Saint foram para o vestiário vencendo por 17 a 3.

Saints confirmam vitória com facilidade

A segunda metade de jogo foi meramente protocolar para o New Orleans Saints e o time do técnico Sean Payton confirmou a vitória sem dores de cabeça.

Os Falcons iniciaram o terceiro quarto com a posse de bola, mas a campanha acabou em turnover on downs.

A 5min59s do final do terceiro período, New Orleans anotou mais um TD, em passe de 25 jardas de Brees para Dan Arnold, trazendo o placar para 24 a 3.

Nos segundos finais da etapa, Matt Ryan conectou passe de duas jardas com Calvin Ridley e anotou o primeiro TD dos Falcons, deixando a desvantagem em dois touchdowns.

Falcons de novo no jogo? Nada disso.

Com 9min31s para o término do jogo, cinco jogadas depois de Matt Ryan sofrer uma interceptação (feita por A.J. Klein), Brees ‘descobriu’ mais um WR de seu elenco e acertou passe de cinco jardas para Keith Kirkwood para deixar o placar em 31 a 10 e matar a partida.

Os Falcons cometeram mais um fumble, a poucas jardas da end zone, com Calvin Ridley, e a noite seguiu um desastre.

Ainda houve tempo para mais um TD dos Falcons, em passe de quatro jardas de Ryan para Tevin Coleman, mas a pontuação foi meramente protocolar. O placar ficou em 31 a 17.

Comments
To Top