NFL

Myles Garrett sofreu apenas entorse no pé e deve estar pronto para o training camp

Myles Garrett, defensive end do Cleveland Browns

(Crédito: Twitter/reprodução)

O sofrido torcedor do Cleveland Browns pode respirar aliviado. Myles Garrett, que saiu de um treinamento nesta última semana com uma lesão no pé, sofreu apenas uma entorse lateral no pé esquerdo e, desta forma, ele deve estar pronto para o training camp, no final de julho. A notícia foi divulgada neste sábado (17) pela franquia.

Selecionado com a primeira escolha geral do draft de 2017, o defensive end se lesionou sem contato na última quarta (14), quando tentava pressionar o quarterback Brock Osweiler durante uma atividade de ataque de dois minutos.

Imediatamente após a contusão, o pass rusher levou as mãos à cabeça, agarrou seu pé sentindo dores e sua frustração parecia indicar uma contusão mais séria, o que não se confirmou.

Contudo, o renomado Dr. Robert Anderson, especialista em pé e tornozelo da OrthoCarolina, concordou com o diagnóstico preliminar do médico do time Dr. James Voos, do University Hospitals, que o problema era apenas uma entorse.

Garrett está utilizando uma bota protetora e vai receber tratamento no local antes de o Cleveland Browns abrir o seu training camp, no dia 27 de julho.

Vale lembrar que o defensive end sofreu uma lesão não especificada meses atrás, problema que o manteve fora de algumas OTAs (organized team activities), mas essa lesão mais recente não parece ser relacionada à anterior.

Jeremy Fowler, jornalista da ‘ESPN’ norte-americana, fontes afirmaram que os Browns não creem que o pass rusher tenha sofrido grandes danos no pé

Originário de Texas A&M, Myles Garrett chega aos Browns cercado de grandes expectativas, sobretudo depois de acertar um contrato de calouro de quatro anos com valor de US$ 30,4 milhões no mês passado. O acordo conta com um bônus de assinatura de US$ 20 milhões e uma opção para o time pelo quinto ano.

Em três temporadas com a camisa do Texas A&M Aggies, Garrett somou mais de 32 sacks.

Após os treinamentos de offseason, todos nos Browns parecem estar otimistas em relação ao potencial do jovem de 21 anos de idade.

“Ele fez um ótimo trabalho. Ainda é muito cedo, mas vocês vão ver um jogador de futebol americano muito bom quando ele tiver a chance de entrar lá. Eu tenho um grande sorriso no meu rosto e vou esperar e deixá-lo se mostrar a todos antes de falar sobre isso”, declarou o coordenador defensivo Gregg Williams.

Comments
To Top