NFL

Mulher agredida por Reuben Foster alega que 49ers interferiram na investigação policial

Reuben Foster, linebacker do San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

A mulher que supostamente foi agredida pelo linebacker Reuben Foster afirmou que ela acredita que o San Francisco 49ers tentou intervir durante sua prisão para tentar minar suas acusações. Elissa Ennis declarou ao ‘Good Morning America’ durante entrevista que ela sentiu que os policiais não acreditaram nela após ela ligar para o 911 do seu hotel em Tampa, Flórida, em 24 de novembro e que os Niners disseram aos oficiais que ela era a mesma mulher que se retratou de alegações contra o jogador de 24 anos.

“Mesmo quando liguei para a polícia, os 49ers estavam lá.  Tenho imagens deles chegando lá, tentando falar com a polícia e dizendo que eu era a mesma ex-namorada que sentou lá e mentiu”, disse Ennis.

A franquia da Calfórnia divulgou um comunicado em resposta aos comentários. “Os 49ers cooperaram completamente com as autoridades, ajudaram a localizar o Sr. Foster e não impediram a investigação”, declarou um porta-voz.

Ennis informou que estava em Tampa para discutir sua relação com Foster. O linebacker e o time de San Francisco estavam se preparando para enfrentar os Buccaneers no dia seguinte. Segundo o relatório policial, o agora atleta do Washington Redskins supostamente agrediu Ennis, que alega ter sofrido contusões no pescolo, rosto e barriga durante a briga. Ela ainda diz que sofreu uma concussão.

Depois da prisão, Reuben Foster foi dispensado. Na época, o general manager John Lynch afirmou que o linebacker “não estava correspondendo com o que havia sido conversado e com a energia e tempo que eles investiram nele”. Após incidente em fevereiro, os 49ers lhe disseram que não tolerariam mais problemas legais.

Comments
To Top