NFL

Minnesota Vikings fecha contrato de um ano com o safety George Iloka

George Iloka, safety da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Minnesota Vikings fechou um contrato de um ano de duração com o safety George Iloka nesta quarta-feira (22) e reforçou ainda mais a defesa mais forte da National Football League.

Depois de cinco anos como titular do Cincinnati Bengals, lloka foi dispensado pelo time no último domingo (19).

Nos Vikings, o defensive back vai trabalhar novamente com Mike Zimmer, atualmente head coach da franquia de Minneapolis e coordenador defensivo dos Bengals de 2008 a 2013. Os dois trabalharam juntos em Cincinnati em 2012 e 2013.

Os Vikings aproveitaram a segunda chance para contratar Iloka, depois de perder a oportunidade de trazer o safety quando ele se tornou um free agent, em 2016.

Entre as prioridades do time nesta offseason estava melhorar a quantidade de opções para a posição de safety para jogarem atrás da dupla de titulares formada por Harrison Smith e Andrew Sendejo, uma das melhores da liga.

Os safeties reservas dos Vikings são Anthony Harris e Jayron Kearse. A chegada de Iloka ajuda o grupo de safeties agora e potencialmente para o futuro, já que Sendejo terá um impacto de US$ 5,5 milhões no teto salarial para 2019 e será um free agent depois da temporada do ano que vem.

Iloka já começa a treinar em Minnesota nesta quarta e ele vai utilizar a camisa de número 29.

“Apenas pronto para começar a trabalhar para ajudar este time. Temos um time realmente bom e estou prevendo boas coisas para esse time neste ano”, declarou Iloka, em um vídeo publicado pelos Vikings no Twitter.

O safety veterano se junta a uma defesa que foi a melhor da NFL no ano passado em defesa total e em pontos cedidos, e a segunda melhor da liga contra o passe.

Iloka está vindo de uma temporada em que ele teve 79 tackles, maior marca de sua carreira, cinco passes defendidos e uma interceptação.

George Iloka, que tinha três temporadas remanescentes em seu contrato com os Bengals, foi dispensado para liberar US$ 5,6 milhões no salary cap da franquia de Ohio.

Selecionado na quinta rodada do draft de 2012 pelos Bengals, ele era safety titular do time desde 2013.

Comments
To Top