NFL

Minnesota Vikings e Adrian Peterson ainda não discutiram sobre opção contratual

Adrian Peterson, running back do Minnesota Vikings

(Crédito: Twitter/reprodução)

O general manager Rick Spielman, do Minnesota Vikings, afirmou nesta quinta-feira (23) que a franquia e o running back Adrian Peterson ainda não conversaram sobre o contrato do atleta para a temporada 2017. O dirigente frisou, contudo, que “Adrian sempre será um Minnesota Viking”, não importa o que ocorra nas negociações nas próximas duas semanas.

O camisa 28 tem uma opção do time em seu contrato para a temporada 2017 que renderia US$ 18 milhões aos seus bolsos se exercida pela organização e ainda acionaria um bônus de elenco no valor de US$ 6 milhões caso o jogador esteja no elenco no terceiro dia do ano novo da liga, que começa em 9 de março.

Os Vikings precisam tomar uma decisão sobre a opção no acordo de Peterson até o dia 9, mas caso a equipe planeje manter o running back, é provável que um contrato reestruturado precise ser acertado entre as duas partes. É improvável que a franquia exerça a opção, que seria muito custosa para o time.

“Adrian Peterson tem uma situação contratual significativa chegando. Temos que tomar uma decisão. Eu não vou anunciar nada, mas isso será resolvido aqui antes de a free agency começar. A única coisa que vou dizer é que, se não exercermos essa opção, vamos sempre manter a porta aberta para todos os nossos jogadores. Mas, na minha cabeça, independentemente de Adrian estar aqui ou não no próximo ano – por causa de qualquer coisa que acontecer – ele sempre será um Minnesota Viking. Se ele tiver a sorte de ir para o Hall da Fama, e sortudo o suficiente para ir ao Ring of Honor (dos Vikings), ele é um Minnesota Vikings”, declarou Spielman.

Adrian Peterson, que completa 32 anos de idade no dia 21 de março, vem de uma temporada 2016 em que ele disputou apenas três jogos, depois de sofrer uma ruptura no menisco do joelho direito no dia 18 de setembro. O running back correu 37 vezes para somente 72 jardas.

AP retornou aos gramados três meses após a contusão para enfrentar o Indianapolis Colts no dia 18 de dezembro, mas posteriormente perdeu os últimos dois compromissos da equipe na pré-temporada por causa de uma lesão no músculo adutor.

Peterson já expressou seu desejo de continuar nos Vikings, onde atuou em todas as dez temporadas de sua carreira profissional, mas também disse em entrevista recente à ‘ESPN’ norte-americana que está de olho em outros times para os quais gostaria de ir, mencionando New York Giants, Tampa Bay Buccaneers e Houston Texans.

Caso os Vikings optarem por não manter Peterson, selecionar um running back no draft é uma opção viável. Rick Spielman se referiu à classe de running backs de 2017 como a mais forte que ele “já viu”.

Rick Spielman também falou sobre o futuro do quarterback Teddy Bridgewater, que rompeu o ligamento cruzado anterior e deslocou seu joelho esquerdo em um treinamento realizado no dia 30 de agosto. O GM ressaltou que não há um cronograma traçado para o retorno do atleta e disse que é “injusto para qualquer um colocar um prazo em uma lesão como essa”.

Bridgewater segue se reabilitando da grave lesão, mas ainda não está participando de atividades relacionadas ao futebol americano.

Ao ser questionado se o quarterback voltará a jogar profissionalmente, Spielman foi um tanto quanto evasivo: “bem, todo mundo está esperando, mas eu não sou um adivinho”.

Depois da lesão sofrida por Teddy Bridgewater, os Vikings fecharam uma troca com o Philadelphia Eagles para trazer Sam Bradford e cederam sua escolha de primeira rodada do draft. E Spielman garantiu que faria a troca novamente sem titubear.

O general manager não revelou, contudo, se o time de Minnesota está negociando uma extensão de contrato com Bradford, cujo acordo termina depois da temporada 2017.

“Tudo está em fluxo agora. Vou deixar por isso mesmo”, finalizou.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top