NFL

Mike Zimmer para Michael Floyd: vou te cortar se descobrir que está mentindo

Michael Floyd, wide receiver do Minnesota Vikings

(Crédito: Twitter/reprodução)

O wide receiver Michael Floyd, do Minnesota Vikings, foi condenado a um dia de cadeia depois de falhar em testes de uso de álcool durante sua pena de prisão domiciliar e apresentar sua defesa a uma juíza do Arizona, afirmando que tinha ingerido chá de kombucha e que isso que causou o flagra no exame. E, para o técnico Mike Zimmer, o recebedor apresentou a mesma justificativa.

O comandante dos Vikings falou sobre o assunto nesta semana.

“Eu acredito nisso? Não sei quanto chá ele bebeu. Não faço ideia”, falou Zimmer, em entrevista ao jornalista Brian Murphy, do ‘Pioneer Press’. “Eu não tenho qualquer dúvida de por que haveria ceticismo, mas ele me disse que não estava (bebendo álcool). Que era legítimo”, prosseguiu.

Mike Zimmer afirmou ter conversado com o jogador por telefone depois que foi divulgada a notícia de que Floyd havia violado os termos de sua condenação por dirigir embriagado, derivada de um caso ocorrido em 2016.

“Eu disse: ‘se eu descobrir que você está mentindo para mim, vou cortá-lo”, frisou Zimmer.

Às autoridades de Scottsdale, o wide receiver garantiu que os testes positivos derivaram do consumo de chá de kombucha, que ele alegou não saber que continha álcool.

Em fevereiro, Michael Floyd assumiu a culpa por uma acusação de dirigir sob efeito extremo de substâncias, depois que a polícia de Scottsdale o encontrou inconsciente atrás do volante de seu carro em dezembro do ano passado.

O recebedor de 27 anos de idade então passou os primeiros 24 dias de sua pena de prisão de 120 dias na cadeia e, posteriormente, foi liberado para cumprir os 96 dias finais em prisão domiciliar, segundo os registros judiciais. Além da pena de prisão, Floyd recebeu a determinação de não ingerir álcool, de passar por aconselhamento para alcoólatras, de cumprir 30 horas de serviços comunitários e ainda pagou uma multa de mais de US$ 5 mil.

O Arizona Cardinals dispensou o atleta dois dias depois de ele ser detido e o New England Patriots deu uma chance ao recebedor. Após fazer parte do elenco que venceu o Super Bowl LI, o wide receiver assinou um contrato de um ano com o Minnesota Vikings em maio.

Vale ressaltar que Floyd segue sujeito a ser punido pela NFL sob a política de conduta pessoal da liga.

Os Vikings mantiveram o wideout no elenco na offseason e espera-se que ele consiga uma vaga no elenco final de 53 jogadores para a temporada 2017. Apesar disso, a mensagem de Zimmer foi bem clara e o jogador precisa andar na linha.

Selecionado na primeira rodada do draft de 2012 pelo Arizona Cardinals, Floyd está entrando em sua sexta temporada na NFL e ele soma 246 recepções para 3.781 jardas e 24 touchdowns em 78 jogos de temporadas regulares disputados em sua carreira profissional até o momento.

Comments
To Top