NFL

Mike Zimmer: descartar o Minnesota Vikings seria a coisa errada a se fazer

(Crédito: Twitter/reprodução)

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Minnesota Vikings foi abalado nesta terça-feira (30) pela notícia da grave lesão sofrida pelo quarterback Teddy Bridgewater. Porém, Mike Zimmer não vai permitir que seus jogadores abaixem a cabeça.

“Nós vamos voltar aqui amanhã e retomar o trabalho. Nós não vamos enfiar nossas cabeças na areia, não vamos dobrar nossas pernas. Não estamos procurando desculpas. Nós vamos lutar como sempre fazemos. Nós temos alguns grandes jogadores de futebol americano neste time e vamos descobrir maneiras de vencer jogos de futebol americano se ele não está aqui. É isso que vamos fazer”, afirmou o técnico, após o treinamento desta terça.

Zimmer revelou que conversou com seu mentor Bill Parcells, técnico membro do Hall da Fama do Futebol Americano e responsável por comandar o New York Jets que sofreu com a lesão do quarterback Vinny Testaverde em 1999, na abertura da temporada.

Pode-se dizer que os Vikings sofreram um problema bem semelhante ao daquele New York Jets nesta terça, já que a lesão terrível sofrida por Bridgewater deixou seus companheiros de time perturbados e horrorizados, como noticiou Ian Rapoport, do ‘NFL.com’. E em vez de se lamenta, Mike Zimmer ressaltou a necessidade de seguir em frente no futebol americano, assim como funciona na vida em geral.

“Minha esposa morreu há sete anos e foi um dia complicado, mas o sol ainda nasceu no dia seguinte”, frisou o head coach.

Deixando evidente seu grande papel como líder da franquia, Zimmer fez questão de mandar uma mensagem a seus comandados de que os oponentes futuros não vão aliviar ao saberem que o time está sem seu principal nome na posição mais importante do futebol americano.

“Esse é nosso trabalho: encontrar um caminho. Ninguém vai sentir pena de nós. Ninguém vai chorar – o Tennessee Titans ou o Green Bay Packers, e daí em diante na tabela – eu não vou deixar este time sentir pena de nós mesmos. Nós podemos falar tudo o que quisermos, mas temos caras neste vestiário agora. Eu vou levá-los comigo”, prosseguiu.

Pelo menos em um primeiro momento, Zimmer aposta suas fichas no reserva Shaun Hill, veterano que passou pela extinta NFL Europa e tem 36 anos de idade.

“Eu tenho confiança em Shaun. Eu acho que ele jogou bem nesta pré-temporada. Ele tem participado dos treinos de dois minutos. Tem feito um trabalho fenomenal. A única coisa que temos que lembrar é que isto tem a ver com o time, não é algo de um homem apenas. Nós temos um bom time. A nossa linha ofensiva é muito melhor. Nós temos bons recebedores, talvez o melhor running back da NFL. Então isto tem a ver com um time e também com a gente tentando descobrir como ganhar jogos de futebol americano”, observou.

Por fim, Zimmer também fez questão de manter as expectativas lá no alto mesmo com a lesão de Teddy Bridgewater.

“Todo mundo pode nos descartar se quiser, mas eu acho que essa seria a coisa errada a se fazer”, finalizou Mike Zimmer, em tom desafiador.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top