NFL

Michael Floyd teria violado termos de prisão domiciliar, segundo imprensa

Michael Floyd, wide receiver da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O wide receiver Michael Floyd, atualmente no Minnesota Vikings, tem uma audiência marcada para o final deste mês depois que reportagens veiculadas na imprensa dos Estados Unidos apontaram que ele violou os termos de sua prisão domiciliar ao consumir álcool.

Os registros da Corte da Cidade de Scottsdale (Arizona) mostram que Floyd deve comparecer à corte no dia 26 de junho.

Segundo documentos da corte obtidos pela ‘ESPN’ norte-americana, Floyd foi contatado na última segunda-feira (12), depois que uma revisão dos relatórios de monitoramento de álcool indicou um teste não realizado, bem como a presença de álcool em vários outros testes.

Os registros mostram que Michael Floyd foi testado três vezes entre 5h30 e 6h33 (horário local) no domingo (11). O atleta disse às autoridades na segunda pela manhã que ele estava bebendo chá de Kombucha.

Floyd está sendo testado seis vezes por dia, sob os termos de sua prisão domiciliar, que estava marcada para terminar neste sábado (17), e ele tinha completado 91 dos 96 dias de pena na última segunda.

Brian Murphy, agente que representa Michael Floyd, afirmou à ‘ESPN’ que seu cliente “não ingeriu qualquer álcool desde sua prisão por dirigir embriagado”.

O Minnesota Vikings divulgou um comunicado após as reportagens veiculadas nesta sexta.

“Nós estamos cientes da situação envolvendo Michael Floyd e estamos olhando para o caso. Ainda estamos coletando fatos e não faremos nenhum comentário adicional neste momento”, frisou a organização.

Floyd foi detido em Scottsdale, em dezembro do ano passado, quando foi encontrado dormindo atrás do volante do seu carro. Ele estava com o nível de álcool no sangue bem acima do permitido pelas leis estaduais e foi condenado no dia 17 de fevereiro a passar 24 dias na prisão e mais 96 dias em prisão domiciliar.

Após a prisão, o recebedor foi dispensado pelo Arizona Cardinals e ele recebeu uma chance por parte do New England Patriots, encerrando a temporada 2016 na equipe de Foxborough.

No dia 10 de maio, ele assinou um contrato de um ano com o Minnesota Vikings.

A prisão domiciliar do jogador foi transferida de Arizona para Minnesota no mês passado, permitindo assim que o wide receiver participasse das atividades de offseason com seu novo time.

Um dos termos da prisão domiciliar era que ele não bebesse álcool e o recebedor estava sujeito a testes aleatórios, segundo o ‘TMZ’, que noticiou em primeira mão a suposta violação cometida pelo jogador de 27 anos de idade.

Presente em um evento beneficente nesta sexta, Floyd negou a veracidade da reportagem do ‘TMZ’ e, em entrevista ao jornal ‘St. Paul Pioneer Press’, ele afirmou que a notícia é “totalmente falsa. Que toda a coisa é falsa”.

A NFL se negou a comentar sobre as reportagens veiculadas nesta sexta.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top