NFL

Michael Bennett, dos Seahawks, não fará boicote a treinos e critica Sam Bradford

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

O defensive end Michael Bennett, do Seattle Seahawks, não escondeu que está insatisfeito com seu atual contrato, mas o jogador não pretende se ausentar dos treinamentos de sua equipe para mostrar seu descontentamento.

“Por que eu não estaria no training camp? Claro que eu estarei lá. Eu vou ver vocês lá com certeza”, afirmou o camisa 72, em entrevista ao programa Brock and Salk, da rádio ‘710 ESPN Seattle’.

Na temporada passada, Bennett somou 10 sacks, dois fumbles forçados e 18 tackles para perda de jardas, desempenho que o levou ao primeiro Pro Bowl de sua carreira, e atualmente ele tem dois anos remanescentes no contrato de quatro anos, com valor de US$ 32 milhões, que ele assinou na offseason de 2014.

E, na entrevista, ele confessou que pensou em faltar aos treinamentos na offseason passada, mas foi proibido por sua esposa de utilizar a tática.

“Todo americano quer ser mais bem pago em seu emprego. Eu não acho que há alguém que vai para o trabalho e fiz: ‘ei, estou feliz com o quanto estou ganhando e eu amo isso. Não me dê mais dinheiro’. Então é assim que eu me sinto também”, frisou. “Claro que eu quero estar em Seattle pelo maior tempo possível. Tudo sobre Seattle… Eu amo a cidade. Eu amo o time. Amo meus companheiros de equipe, amo o que está acontecendo. Amo como fazemos as coisas. Eu simplesmente amo isso aqui”, prosseguiu.

O defensive end, sempre conhecido por ser muito sincero, também deu sua opinião em relação à situação do quarterback Sam Bradford e o Philadelphia Eagles. Isso porque, vale sempre lembrar, o signal caller dos Eagles falou duas semanas às atividades do time depois que a franquia decidiu fechar uma troca para subir para a segunda posição geral do draft de 2016 para poder selecionar um jovem quarterback, que acabou sendo Carson Wentz. O próprio Bradford, inclusive, falou sobre a situação, que já parece estar resolvida, nesta terça.

E Bennett não poupou críticas ao colega de National Football League.

“Eu ouvi Sam Bradford novamente. Eu quase vomitei. Eu não posso acreditar que Sam Bradford está reclamando sobre faturar US$ 40 milhões nos próximos dois anos, e porque ele realmente tem que competir por uma posição. Esse cara, esse cara definitivamente estabeleceu um tom ruim do que um jogador deve ser”, detonou. “Se eu fosse seu companheiro de equipe… como você pode jogar com um cara que não quer competir em alto nível e sente como se sua posição deveria ser solidificada sem sequer colocar as estatísticas ou as vitórias para bancar isso?”, finalizou.

Não é a primeira vez que Michael Bennett critica publicamente Sam Bradford. Antes do começo da temporada passada, o defensor dos Seahawks citou o nome do jogador entre os quarterbacks “medíocres” que são “pagos em excesso”.

Michael Bennett acabou de acrescentar uma pimenta a mais no futuro confronto entre Seattle Seahawks e Philadelphia Eagles, que está marcado para a semana 11 da temporada regular de 2016.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top