NFL

No Huddle – McDermott sobre corte de Kelvin Benjamin: “Não deu certo”

Kelvin Benjamin, wide receiver do Buffalo Bills

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Sean McDermott, head coach do Buffalo Bills, falou sobre o corte do wide receiver Kelvin Benjamin. “Não vou entrar nos detalhes. No final do dia, não funcionou para nós”, declarou o treinador. Benhamin teve 39 recepções para 571 jardas e dois touchdowns em 13 jogos, sendo 12 como titular, nos Bills.

– Ezekiel Elliott, running back do Dallas Cowboys, apelou da multa de US$ 13.369 por conduta antidesportiva por ter colocado US$ 21 no caldeirão do Exército da Salvação no Dia de Ações de Graça.

– Baker Mayfield, quarterback calouro do Cleveland Browns, declarou que Lincoln Riley, head coach de Oklahoma, “está pronto” para ser treinador na NFL. “O respeito que ele tem de todos os jogadores. Ele está pronto, mas essa decisão é dele. Acho que seu estilo daria certo (na NFL). Ele é esperto, os caras acreditam nele”.

– Drew Brees, quarterback do New Orleans Saints, segue liderando a votação popular para o Pro Bowl. Ele tem 950.818 votos até o momento.

– O safety Jamal Adams comentou a situação do New York Jets (3-9). “Todos tem sua parte na organização. Temos que mudar isso. Isso precisa ser mudado por, para mim, o tempo está acabando”.

– Robert Kraft, proprietário do New England Patriots, declarou que “na verdade, estou lisonjeado pelas pessoas buscarem nosso pessoal” após o coordenador ofensivo Josh McDaniels ser especulado no Green Bay Packers.

– Bruce Arians, ex-head coach do Arizona Cardinals, não está interessado em assumir o comando do Green Bay Packers. Recentemente ele declarou que só deixaria a aposentadoria para ir para os Browns.

– A Associação dos Árbitros esperam que o oficial Roy Ellison seja liberado após a NFL rever o confronto entre ele e Jerry Hughes, defensive end do Buffalo Bills, após a partida do último domingo.

– Kyle Nelson, long snapper do San Francisco 49ers, foi suspenso por dez partidas sem receber salário por violar a política da liga de substâncias proibidas. Essa é a segunda vez que ele viola as regras e é pego no doping.

– John Elway, executivo do Denver Broncos, elogiou o running back Philip Lindsay. “A maneira que ele joga, sua atitude no jogo, sua competitividade. Ele está em um ano tremendo e estou empolgado em contar com ele”.

– Os Rams irão pagar US$ 24 milhões para um grupo de donos de carnês da temporada em St. Louis após processo em conjunto.

Comments
To Top