NFL

Matthew Stafford nega que situação de Kirk Cousins tenha influenciado na negociação

Matthew Stafford, quarterback do Detroit Lions

(Crédito: Twitter/reprodução)

O quarterback Matthew Stafford acertou uma extensão de contrato com o Detroit Lions bem no final de noite da última segunda-feira (28) e se tornou o mais novo podre de rico da National Football League. A renovação é de cinco anos, com valor total de US$ 135 milhões, deixando o signal caller com vínculo com a organização até a temporada 2022.

E o camisa 9 da franquia de Michigan concedeu uma entrevista coletiva nesta terça (29) para falar sobre as negociações do novo contrato. Ele caracterizou como amigáveis as tratativas e, ao que parece, o QB e seus agentes sequer deram muita atenção ao que vem sendo chamado de ‘opção de Kirk Cousins’.

Quarterback do Washington Redskins, Cousins recebeu duas franchise tags seguidas em anos consecutivos e vai atuar mais uma vez em 2017 sob um contrato de um ano completamente garantido. E o signal caller dos Redskins pode usar os altos ganhos sob a tag para inflar a pedida em um futuro contrato de longa duração com Washington ou até mesmo com uma nova equipe.

Caso Cousins receba a franchise tag pela terceira vez seguida em 2018, os Redskins teriam que pagar US$ 35 milhões ao atleta por um ano de serviço.

“Em certos pontos, às vezes, tudo está em jogo quando você se reúne com meus caras e Tom (Condon, agente de Stafford) e aqueles caras da CAA (agência), mas no fundo da minha mente, eu sempre quis estar aqui”, falou Stafford aos jornalistas. “Desde o primeiro dia em que me encontrei com meus representantes, depois que conversei com Bob (Quinn, general manager dos Lions) e aqueles caras em fevereiro, essa foi a primeira pergunta que ele me fez e eu disse: ‘absolutamente, eu quero estar em Detroit’. E você nunca sabe se isso sempre vai funcionar ou não, mas esse foi meu desejo e intenção durante todo o caminho”, prosseguiu.

Sob o novo contrato, Stafford se tornou o jogador mais bem pago de toda a National Football League, com cerca de 70% do valor total de US$ 135 milhões sendo garantido. A média de US$ 27 milhões por ano faz com que ele ultrapasse Derek Carr, do Oakland Raiders, e Andrew Luck, do Indianapolis Colts, em faturamento.

O GM Bob Quinn frisou que estava esperando fechar o contrato depois da primeira vez que ele e o QB conversaram sobre um acordo, no meio do ano, mas ele estava disposto a continuar a negociar durante a temporada regular de 2017 se fosse preciso.

Mas o jogador está feliz que isso não foi preciso.

“Era importante (fechar o acordo antes da temporada regular). Não era algo que o tempo todo eu sabia que seria o caso, mas quando entrou no training camp, percebi que acho que temos uma equipe extremamente talentosa e que estarmos preocupados, até eu mesmo, com minha situação contratual seria um desserviço para a organização, para nosso time, para os jogadores no vestiário. Então eu queria resolver isso e meio que percebi isso durante o training camp”, finalizou.

O que Matthew Stafford pretende fazer com toda essa grana?

Depois de assinar seu novo contrato gigantesco, Matthew Stafford pode curtir muito e ainda assim seu dinheiro não vai acabar. E com o que será que ele pretende gastar os dólares neste primeiro momento?

“Um monte de fraldas”, disse o QB, segundo o Detroit Lions.

Kelly, esposa de Stafford, teve gêmeas nesta offseason da NFL e ela publicou uma foto das duas após o contrato ser assinado.

“Quando papai e mamãe sussurraram que a gente ficaria mais 6 anos em Detroit (…) Espero que todos vocês estejam tão animados quanto nós”, escreveu a esposa de Stafford na legenda.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top