NFL

Marvin Lewis não está preocupado com falta de novo contrato com Bengals

Marvin Lewis, técnico do Cincinnati Bengals

(Crédito: Instagram/reprodução)

O técnico Marvin Lewis, do Cincinnati Bengals, está entrando em sua 15ª temporada comandando a equipe e um novo contrato ainda não foi acertado com a franquia. Apesar disso, mesmo diante da aproximação da estreia na temporada 2017, o comandante não está preocupado com a falta de uma extensão de seu vínculo com a organização.

“Isso não afeta nada. Eu tenho treinado aqui por 15 temporadas. (…) O relacionamento que você tem com o time e a organização é uma via de duas mãos. Esse tem sido o caso, eu fui o único a não querer mudar muito. Isso não tem sido um grande problema para mim. Porque temos sido capazes de construir algo”, disse Lewis, em entrevista à ‘ESPN’ norte-americana. “(…) (o proprietário Mike Brown) e eu temos uma ótima relação de trabalho. Às vezes, você não quer começar isso de novo, mas às vezes você precisa. E estou preparado para fazer isso. Não me afeta de maneira nenhuma”, prosseguiu.

Atualmente com 58 anos de idade, Lewis está nos Bengals desde a temporada 2003 e é o detentor do maior número de vitórias da história da organização.

Apesar desses dados, o time vem de uma temporada com seis vitórias, nove derrotas e um empate. Além disso, o time não venceu um jogo sequer de playoffs com Lewis no cargo de head coach.

A última vitória da franquia de Ohio nos playoffs foi na temporada 1990, sendo essa a maior seca em atividade na National Football League.

A última vez em que Lewis entrou em uma temporada sem grande segurança para o futuro foi em 2010, quando ele acabou assinando um contrato de dois anos. Desde então, ele manteve sua condição de emprego com dois anos de vínculo assinando quatro extensões de um ano de duração.

“É parte do que é esse negócio. Todo mundo quer treinar sob contrato de um ano. É uma via de duas mãos”, observou. “Na última vez, não chegamos a um acordo. E não chegamos realmente a um acordo desta vez. E está bem. Não me incomoda de nenhuma maneira. Eles precisam fazer o que sentem que é o melhor para o time deles e para a organização, e meu trabalho agora é treinar o time de futebol americano e vamos seguir a partir daí”, completou.

Mike Brown, proprietário dos Bengals, teve um discurso similar quando foi questionado em julho sobre o contrato de Lewis.

“Nós temos um relacionamento muito forte. Ele está com nosso time mais do que qualquer outro técnico da liga que não seja (Bill) Belichick. Ele conquistou seu espaço aqui. Estamos confortáveis com ele e achamos que ele está confortável aqui também. Passamos por essa situação ao longo dos anos”, afirmou Brown na época. “Provavelmente acrescenta um pouco de pressão e dá um ponto de conversa. No passado, funcionou. Não estou desconfortável com isso. Também não acho que ele esteja desconfortável com isso também”, finalizou o dono do Cincinnati Bengals.

Comments
To Top