NFL

Marty Hurney retorna ao Carolina Panthers como general manager interino

Marty Hurney, general manager interino do Carolina Panthers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Carolina Panthers contratou Marty Hurney nesta quarta-feira (19) para ser o general manager interino da franquia. Ele chega para substituir o demitido Dave Gettleman, que foi desligado do cargo na última segunda (17).

Curiosamente, Hurney volta à organização da Carolina do Norte justamente para ocupar o posto do general manager que o substituiu há quatro anos, depois que ele foi demitido.

Gettleman foi contratado em janeiro de 2013 para substituir Hurney, demitido após um início de uma vitória e cinco derrotas na temporada 2012 e uma campanha de seis vitórias e 10 derrotas em 2011.

“Eu nunca perdi a conexão com a organização. Eu ganhei muita perspectiva e olhei para as coisas de maneiras diferentes. Eu acho que posso ajudar esse time em muitas áreas. Acho que cresci. E sinto que estou mais preparado para chegar agora e fazer um trabalho melhor do que fiz ao longo de 12 anos em que fui general manager na última vez”, declarou Hurney, em comunicado oficial.

Como nomeou um general manager interino, os Panthers não violaram a Rooney Rule, segundo um porta-voz da liga. Pela regra, um time precisa entrevistar ao menos um candidato de grupo minoritário para posições de destaque como cargos de general manager e head coach.

Vale lembrar que não houve uma busca formal em 2012, quando Brandon Beane foi promovido ao cargo de general manager interino depois que Hurney foi demitido.

A transição de Hurney ao novo posto deve ser suave, já que ele permaneceu em Charlotte e comprou a rádio ‘ESPN 730’ depois de ser demitido. Além disso, vários funcionários da diretoria e muitos dos jogadores mais importantes continuam na organização desde a última vez em que ele trabalhou nos Panthers.

Marty Hurney também contratou o técnico Ron Rivera, que continua como head coach por lá, e segue com relação próxima com Jerry Richardson, proprietário da franquia.

Trazer Hurney para ser o GM interino dá tempo para o Carolina Panthers encontrar um substituto em tempo integral e diminui um pouco o impacto da demissão de Dave Gettleman em uma época complicada, visto que os jogadores se apresentam ao training camp nesta terça-feira (25).

Richardson terá a opção de manter Hurney no posto, mas para isso ele terá antes que entrevistar outros candidatos para cumprir com a Rooney Rule. Hurney também deve ajudar no processo de contratação do próximo GM.

Marty Hurney chegou aos Panthers em 1998, depois de trabalhar na diretoria dos Chargers. Ele foi nomeado o general manager da franquia de Charlotte em 2002 e ajudou a equipe a chegar ao Super Bowl na temporada 2003.

Hurney também foi o responsável por trazer 10 dos 21 titulares do time de 2015 que tiveram uma campanha de 15 vitórias e uma derrota, levando o time ao Super Bowl 50.

Entre os jogadores do elenco atual que Hurney selecionou no draft estão o quarterback Cam Newton, o middle linebacker Luke Kuechly, o center Ryan Kalil, o outside linebacker Thomas Davis e o defensive end Julius Peppers.

Vale lembrar que ele foi o responsável por uma das melhores trocas da história dos Panthers, em 2011, quando deu uma escolha de terceira rodada de draft ao Chicago Bears para trazer o tight end Greg Olsen, que desde então foi selecionado para três Pro Bowls.

“Ele trabalhou conosco por 15 anos e entende a cultura que temos aqui. Ele teve muito a ver com o núcleo de nossa equipe que está estabelecido. Agradeço por ele estar disposto a nos ajudar neste período de transição”, afirmou Jerry Richardson, em nota.

Hurney também selecionou o defensive end Charles Johnson na terceira rodada do draft de 2007, com a 83ª escolha geral. Ele é segundo na história da franquia em sacks, com 67,5 na carreira até agora.

Em 2011, inclusive, foi Hurney quem acertou uma renovação de contrato de seis anos, com valor de US$ 76 milhões, tornando Johnson o jogador mais bem pago da liga na época. O acordo recebeu muitas críticas.

Na última terça, logo que soube da possibilidade de Hurney retornar à franquia, Charles Johnson utilizou seu Twitter para expressar seu contentamento.

Foram contratos grandes e quatro temporadas negativas consecutivas, de 2009 a 2012, que acabaram levando à demissão de Marty Hurney na época.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top