NFL

Marlon Mack fratura a mão em vitória do Indianapolis Colts; veja boletim de lesões

Marlon Mack, running back do Indianapolis Colts

O running back Marlon Mack, do Indianapolis Colts, sofreu uma fratura na mão direita durante a vitória do time por 33 a 13 sobre o Jacksonville Jaguars neste domingo (17).

A informação foi confirmada pelos jornalistas Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, e Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Mack passará por mais testes para determinar se ele precisará de cirurgia e quanto tempo ele precisará ficar afastado, mas ele não vai atuar no Thursday Night Football contra o Houston Texans, segundo fontes.

Mack estava tendo seu melhor jogo desde a semana 5, em Kansas City. Então, no terceiro quarto do duelo contra os Jags, ele se machucou. O camisa 25 fechou a partida com 14 corridas para 109 jardas, incluindo quatro corridas de pelo menos 10 jardas.

Não ficou claro como Mack machucou a mão.

Após a lesão, Jonathan Williams se tornou o principal running back dos Colts e ele deve ser titular no TNF contra os Texans, com Nyheim Hines sendo o reserva.

Williams, que entrou neste domingo com apenas uma jarda corrida na temporada, correu para 116 jardas contra Jacksonville, a maior marca de sua carreira.

Williams e Mack são os primeiros dois TBs a correrem para 100 ou mais jardas no mesmo jogo desde que Randy McMillan e Albert Bentley fizeram isso no dia 6 de outubro de 1985.

Confira mais notícias de lesões neste domingo (17) de semana 11:

– No Tampa Bay Buccaneers, o quarterback Jameis Winston disse aos repórteres após a derrota para o New Orleans Saints que ele deve ficar bem após lesionar seu tornozelo na reta final da partida.

– No Cincinnati Bengals, o wide receiver Auden Tate foi retirado do campo e saiu imobilizado de maca após sofrer uma lesão assustadora no último quarto do duelo contra o Oakland Raiders. Tate fez sinal de positivo com o polegar para a torcida antes de sair do campo. A franquia de Ohio o descartou para o restante da partida com uma lesão no pescoço.

O jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, apurou que Tate conseguiu viajar de volta com o time e que todos os exames não apontaram lesão grave. Ele será reavaliado nesta segunda, mas todos os sinais indicam que ele evitou uma contusão mais grave.

– No Denver Broncos, o fullback Andy Janovich sofreu uma contusão no cotovelo no segundo quarto e não retornou durante a derrota para o Minnesota Vikings. Segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, ele deslocou o cotovelo e vai perder o restante da temporada 2019.

– No Houston Texans, o safety Mike Adams sofreu uma concussão durante o aquecimento pré-jogo antes da partida contra o Baltimore Ravens. Já o cornerback Lonnie Johnson Jr. não voltou ao jogo depois de machucar o pé. E o safety Justin Reid não retornou devido a uma lesão no ombro.

– No Detroit Lions, o defensive back Tracy Walker não retornou depois de lesionar o joelho. O fullback Nick Bawden (joelho) também não retornou durante a partida contra o Dallas Cowboys.

Também nos Lions, o defensive end Trey Flowers está no protocolo de concussão da NFL e o center Frank Ragnow também está sendo avaliado com suspeita de concussão, como disse o técnico Matt Patricia após a derrota por 35 a 27 para o Dallas Cowboys.

Em uma notícia importante do DM dos Lions que saiu mais cedo, o quarterback Matthew Stafford pode ficar afastado por um mês e meio, como apurou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Mas o signal caller está esperançoso de conseguir bater esse prazo.

Stafford está com fraturas em ossos das costas e o planejamento é que ele faça mais exames para determinar seu status. Este é um processo que deve ser repetido até que o QB seja liberado para voltar aos gramados.

– No New York Jets, o right tackle Chuma Edoga (tornozelo) não retornou para a partida contra o Washington Redskins.

– No San Francisco 49ers, o defensive end Dee Ford (músculo posterior da coxa), o wide receiver Deebo Samuel (ombro) e o cornerback K’Waun Williams sofreram lesões durante a vitória sobre o Arizona Cardinals.

– No Miami Dolphins, o defensive back Bobby McCain sofreu uma contusão no ombro contra o Buffalo Bills.

– No Buffalo Bills, o offensive tackle Ty Nsekhe lesionou o tornozelo contra o Miami Dolphins.

– No New Orleans Saints, o tight end Josh Hill sofreu uma concussão contra o New Orleans Saints.

– No Washington Redskins, o defensive lineman Daron Payne sofreu uma lesão no tornozelo contra o New York Jets.

– No Jacksonville Jaguars, o tight end Josh Oliver sofreu uma lesão nas costas durante a derrota para o Indianapolis Colts.

– No Minnesota Vikings, o safety Harrison Smith sofreu uma contusão no músculo posterior da coxa no final da vitória sobre o Denver Broncos.

– No Dallas Cowboys, o offensive tackle La’el Collins sofreu uma lesão no joelho contra o Detroit Lions.

– No Los Angeles Chargers, o offensive tackle Russell Okung (virilha) foi rebaixado para dúvida para o Monday Night Football contra o Kansas City Chiefs, enquanto que o linebacker Drue Tranquill (panturrilha) foi rebaixado para questionável.

– No Philadelphia Eagles, o tackle Lane Johnson sofreu uma concussão durante a derrota para o New England Patriots.

– No New England Patriots, o wide receiver Phillip Dorsett sofreu uma lesão na cabeça durante a vitória sobre o Philadelphia Eagles.

– O Los Angeles Rams estará sem o wide receiver Robert Woods no Sunday Night Football contra o Chicago Bears. Ele foi listado entre os inativos devido a um “motivo pessoal”, segundo Omar Ruiz, da ‘NFL Network’.

– No Chicago Bears, o offensive lineman Bobby Massie sofreu uma lesão nas costas durante a derrota para o L.A. Rams no Sunday Night Football.

O quarterback Mitchell Trubisky, que foi removido do jogo com 3min24s remanescentes no último quarto, aparentemente cedeu seu posto a Chase Daniel devido a uma lesão no quadril. Inicialmente, parecia que ele fora substituído por questões técnicas. Mas, ao menos oficialmente, os Bears frisaram que foi por causa da lesão.

“Foi tudo baseado no fato de que ele não estava se sentindo bem. O quadril dele estava machucado”, disse o técnico Matt Nagy aos repórteres. “Não sabíamos algumas séries antes que algo não estava bem. Nós o observamos para manter um olho nele e ver como estava. Eu tive que ir de lado e conversar com ele. (…) Ele precisava ser honesto conosco e tentando jogar com aquilo era o que ele estava fazendo”, frisou o head coach, após a derrota por 17 a 7 para os Rams.

Nagy observou que a contusão no quadril do QB estava afetando como ele estava lançando bolas, especialmente na segunda metade. Trubisky disse que ele estava lançando “com muito braço” nas partes finais do jogo e que a lesão afetou sua precisão.

“Apenas foi ficando mais apertado e mais apertado na região do quadril, e eu não poderia me mover como eu queria”, afirmou o atleta.

Comments
To Top