NFL

Mark Sanchez se aposenta após 10 anos; veja boletim de transações

Mark Sanchez, ex-quarterback da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O quarterback Mark Sanchez está se aposentando da National Football League depois de uma carreira de 10 anos e ele vai agora ser comentarista de futebol americano universitário da ‘ESPN’ dos Estados Unidos.

Quarterback de USC de 2005 a 2008, Sanchez foi MVP do Rose Bowl na temporada 2008 do college football, depois de liderar os Trojans rumo a uma vitória sobre Penn State. Ele foi o terceiro no ranking final do Associated Press Top 25.

Posteriormente, o signal caller entrou no draft da NFL e foi selecionado com a quinta escolha geral em 2009 pelo New York Jets. Ele então passou cinco temporadas em Nova York e ajudou a liderar os Jets a duas finais da Conferência Americana (AFC).

Sanchez utilizou seu Twitter nesta terça para dizer que ele está “empolgado com a nova oportunidade”.

Desde a temporada 2013, Sanchez teve passagens por Philadelphia Eagles, Denver Broncos, Dallas Cowboys, Chicago Bears e Washington Redskins. Ele foi titular em um jogo dos Redskins na temporada 2018, depois das lesões graves sofridas por Alex Smith e Colt McCoy.

Em 2012, Sanchez teve o momento mais infame de sua trajetória na NFL, no lance que ficou conhecido como ‘Butt Fumble’. Ele colidiu contra o traseiro (vamos ser delicados, né?) de seu companheiro de linha ofensiva dos Jets e o impacto fez com que o QB derrubasse a bola, recuperada pelo New England Patriots.

Ao longo de suas 10 temporadas na NFL, Mark Sanchez completou 1.314 de 2.320 passes lançados (56,6% de aproveitamento) para 15.357 jardas, 86 touchdowns e 89 interceptações. Ele também correu para 457 jardas e 13 TDs.

Confira mais transações em uma terça (23) movimentada na NFL:

– O wide receiver Tyler Boyd chegou a um acordo de extensão de contrato de quatro anos com o Cincinnati Bengals, como anunciou o time de maneira oficial, e agora o jogador tem vínculo com a franquia até a temporada 2023 da NFL.

Segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, a extensão tem valor de US$ 43 milhões.

Ex-selecionado na segunda rodada do draft, o wideout de 24 anos de idade, que estava entrando no ano final de seu contrato de calouro, agora vai faturar US$ 11,3 milhões no primeiro ano de acordo. Ele ia ganhar apenas pouco mais de US$ 1,03 milhão na última temporada de seu antigo contrato.

Boyd vem de uma temporada 2018 que foi a melhor de sua carreira até agora, com 76 recepções para 1.028 jardas e sete touchdowns em 14 jogos como titular. No total de sua carreira até agora, ele soma 152 recepções para 1.856 jardas e 10 TDs.

“Ele não se assusta. Ele faz a diferença”, declarou Mike Brown, proprietário dos Bengals, segundo o site oficial da organização.

– O Green Bay Packers fechou uma extensão de três anos com o defensive end Dean Lowry, acordo que tem valor de US$ 20,325 milhões, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. A franquia de Wisconsin confirmou a renovação.

Selecionado na quarta rodada do draft de 2016, Lowry perdeu apenas um jogo em três temporadas na liga. Ele foi titular em 19 de seus 47 jogos na NFL, com sete sacks e 84 tackles.

Na temporada passada, Lowry registrou as maiores marcas de sua carreira em tackles (44), sacks (três) e pancadas no QB (cinco). Lesões no setor forçaram Lowry a se tornar titular no ano passado e ele começou os seis últimos jogos da equipe no campeonato.

– Em uma notícia um tanto quanto surpreendente, o Dallas Cowboys dispensou o wide receiver Allen Hurns, três dias antes de o training camp começar. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, confirmou a notícia do corte de Hurns na manhã desta terça.

Hurns não causou muito impacto em sua única temporada em Dallas e sua participação acabou depois de uma gravíssima fratura no tornozelo esquerdo que ele sofreu na rodada de wild card dos playoffs contra o Seattle Seahawks.

Rapoport acrescentou que uma fonte com conhecimento da situação afirmou que o tornozelo de Hurns está “pronto”.

Após vários meses de reabilitação intensiva, Hurns participou das OTAs e do minicamp dos Cowboys na offseason, demonstrando que estava pronto para voltar. Jane Slater, também da ‘NFL Network’, apurou que a dispensa tem mais a ver com as negociações contratuais do que com a saúde do wideout.

Depois da chegada de Amari Cooper, adquirido por Dallas em troca com o Oakland Raiders em outubro, Hurns perdeu espaço no ataque e fez apenas 20 recepções para 295 jardas e dois TDs em 16 jogos (sete como titular), todas as piores marcas de sua carreira.

– O cornerback Holton Hill, do Minnesota Vikings, terá que superar mais um obstáculo e tomou uma segunda suspensão de quatro jogos. Três meses depois de violar a política da liga de substâncias para melhoria de desempenho, Hill será punido por mais quatro jogos por violar a política de substâncias de abuso da NFL, como anunciou a liga.

Como já era o caso com a suspensão anterior, o defensive back pode participar de treinos e jogos de pré-temporada.

Agora, Hill só poderá voltar ao elenco dos Vikings depois da semana 8, quando o time pega o Washington Redskins. Em 16 jogos em 2018, Hill somou 36 tackles, sete passes desviados e uma interceptação.

– O Washington Redskins dispensou o linebacker Mason Foster, como confirmou a franquia, e a decisão libera US$ 4 milhões no salary cap.

Foster, atualmente com 30 anos e entrando em sua oitava temporada, foi titular em todos os 16 jogos de Washington na temporada passada e foi o sétimo na liga com 131 tackles combinados. Ele também somou duas interceptações e dois fumbles recuperados.

Os Redskins pareciam ter uma necessidade de linebackers, depois que Reuben Foster rompeu o ligamento cruzado anterior e o ligamento lateral colateral no primeiro treino das OTAs, em maio. Agora, o time aposta em Ryan Kerrigan e no calouro Montez Sweat para liderar o corpo de linebackers.

– O New York Jets dispensou o running back De’Angelo Henderson, como confirmou a franquia de maneira oficial. Henderson, que foi selecionado na sexta rodada do draft de 2017 pelo Denver Broncos, atuou em apenas três jogos dos Jets no ano passado e somou apenas duas carregadas para 19 jardas.

– O Buffalo Bills fechou com o safety Abraham Wallace e o guard Isaac Asiata dois dias antes da abertura de seu training camp. Wallace anteriormente assinou com os Bills depois de um teste no minicamp de calouros, mas foi dispensado devido às preocupações com elenco após as lesões no grupo de tight ends.

Já Asiata estava mais recentemente no Miami Dolphins, que o dispensou em maio com designação de lesão.

– O Denver Broncos dispensou o kicker Taylor Bertolet, como confirmou a franquia de maneira oficial. Isso significa que Brandon McManus será o kicker titular da equipe pela sexta temporada seguida.

Os Broncos também anunciaram a contratação do punter Justin Vogel. Ele, que já passou por Green Bay Packers, Cleveland Browns e San Francisco 49ers, vai competir com Colby Wadman pela vaga de titular.

– O Detroit Lions colocou o wide receiver Tommylee Lewis na lista de ativos/sem condições físicas de desempenhar antes do início do training camp.

– O Jacksonville Jaguars anunciou que fechou com o defensive end Lyndon Johnson.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top