NFL

Mark Ingram deve jogar contra o Tennessee Titans; veja boletim

Mark Ingram, running back do Baltimore Ravens

O running back Mark Ingram, do Baltimore Ravens, foi listado como questionável para o jogo de sábado (11) contra o Tennessee Titans, válido pela rodada de divisão dos playoffs da Conferência Americana (AFC). Apesar disso, ele deve jogar na partida decisiva, segundo o jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Ingram retornou aos treinos nesta quinta-feira (9), participando na primeira atividade coletiva desde que lesionou a panturrilha esquerda no dia 22 de dezembro.

O camisa 21 não aparentou estar segurando a panturrilha lesionada quando fez corridas leves e movimentos de aquecimento na lateral durante a parte do treino reservada para os special teams. Nenhuma atividade do ataque foi realizada nos 30 minutos que a imprensa teve para assistir ao treinamento.

O técnico John Harbaugh disse que Ingram treinou de forma limitada.

“Vamos ver como se desenrola”, falou Harbaugh, após o treinamento desta quinta.

Atualmente com 30 anos de idade, Ingram foi selecionado ao seu terceiro Pro Bowl nesta temporada, após terminar em quarto na NFL com 15 touchdowns. Em sua primeira temporada vestindo a camisa dos Ravens, ele foi o segundo do time com 1.038 jardas terrestres, sendo essa a terceira vez que ele superou as 1.000 jardas em uma temporada.

Ingram lesionou sua panturrilha esquerda no começo do último quarto da vitória sobre o Cleveland Browns por 31 a 15, no dia 22 de dezembro. Uma ressonância magnética revelou uma distensão moderada, como disse Harbaugh;

O running back teve um papel significativo no ataque dos Ravens que quebrou o recorde de 41 anos de idade da NFL de jardas corridas em uma temporada.

Se Ingram não puder jogar por algum motivo, Gus Edwards será titular em seu lugar. Edwards teve a maior marca de sua carreira, com 130 jardas corridas, quando substituiu Ingram na vitória sobre o Pittsburgh Steelers, no último jogo da temporada regular.

Além de Ingram, o tight end Mark Andrews (tornozelo) também foi listado como questionável. E os dois foram os únicos jogadores da franquia de Maryland a serem incluídos no relatório de lesionados. Ambos devem jogar.

Confira notícias de lesões e outras movimentações importantes na NFL nesta quinta (9):

– No Minnesota Vikings, o wide receiver Adam Thielen foi listado como questionável para o jogo da rodada de divisão dos playoffs da Conferência Nacional (NFC) contra o San Francisco 49ers. A designação se dá um dia depois de ele tomar pontos no tornozelo esquerdo após um corte sofrido durante o treino.

Fontes disseram à jornalista Courtney Cronin, da ‘ESPN’ norte-americana, que Thielen cortou o tornozelo na quarta e que foi por isso que o WR foi listado como limitado no treino. Nesta quinta, ele sequer treinou.

O técnico Mike Zimmer foi evasivo ao ser questionado sobre como a contusão de Thielen ocorreu e sobre a possibilidade de o problema limitar o recebedor contra os Niners: “eu não sei. Nós não falamos de coisas que aconteceram no treino”.

Thielen disse que “se enroscou” durante o treino de quarta, mas não deu detalhes sobre quantos pontos ele tomou no local do corte.

A lesão do camisa 19 não parece ser significativa o suficiente para afetar sua disponibilidade para o sábado. Apesar disso, os Vikings pretendem monitorar seu status de perto nas próximas 48 horas. O wideout não garantiu que estará pronto para jogar, mas disse sim que fará de tudo para jogar.

Em relação ao wide receiver Stefon Diggs, ele não está no relatório final de lesionados antes do jogo depois de perder os treinos de terça e quarta devido a uma gripe. Diggs disse que está “bem” e espera jogar no sábado. Ele treinou nesta quinta.

Por fim, o cornerback Mackensie Alexander, que passou por cirurgia para reparar uma ruptura no menisco sofrida na semana 17, está bem. “A cirurgia foi um sucesso”, escreveu o defensive back no Twitter.

Mike Mularkey, treinador de tight ends do Atlanta Falcons e ex-head coach na NFL, está se aposentando após 25 anos dedicados ao futebol americano profissional.

“Eu sou abençoado por fazer isso há muito tempo e tenho muitas ótimas lembranças do esporte que amo. Eu também deixei de passar muito tempo com minha família, que eu amo e que me apoiou muito ao longo da minha carreira. Estou ansioso para passar ainda mais tempo com eles e criar ainda mais lembranças”, falou Mularkey, em nota oficial.

A aposentadoria de Mularkey foi uma de duas mudanças técnicas que os Falcons anunciaram nesta quinta. O time da Geórgia também adicionou Joe Whitt Jr. como novo treinador de secundária sob o comando do novo coordenador defensivo Raheem Morris.

Atualmente com 58 anos de idade, Mularkey foi head coach na NFL por três franquias: Buffalo Bills (2004 e 2005), Jacksonville Jaguars (2012) e Tennessee Titans (2015 a 2017). Como técnico principal, ele soma 36 vitórias e 53 derrotas na temporada regular e 1-1 em playoffs.

– O San Francisco 49ers planeja ativar o linebacker Kwon Alexander da injured reserve antes do prazo final da tarde desta sexta. Os defensive ends Dee Ford e Kentavius Street foram listados como questionáveis para o duelo contra o Minnesota Vikings, válido pela rodada de divisão dos playoffs da Conferência Nacional (NFC).

– O Tennessee Titans estará sem o wide receiver Adam Humphries (tornozelo) e o linebacker Jayon Brown (ombro) para o jogo de sábado contra o Baltimore Ravens. O wide receiver Cody Hollister (tornozelo) foi listado como questionável.

– No Green Bay Packers, o técnico Matt LaFleur disse que o nose tackle Kenny Clark (costas) treinou de forma limitada e ele está esperançoso que ele estará pronto para o domingo contra o Seattle Seahawks.

– No Kansas City Chiefs, o defensive tackle Chris Jones foi adicionado ao relatório de lesionados como participante limitado no treino devido a um problema persistente na panturrilha. O tight end Travis Kelce (joelho) foi listado como participante limitado pelo segundo dia seguido.

– O Oakland Raiders fechou uma extensão de um ano de duração com o offensive lineman Denzelle Good. Ele foi titular de cinco dos 16 jogos que disputou em 2019.

– Alguns substitutos por lesões no Pro Bowl foram anunciados. O guard Trai Turner, do Carolina Panthers, vai disputar o jogo das estrelas em Orlando, na Flórida, no final do mês no lugar do guard Brandon Brooks, do Philadelphia Eagles. Será o quinto Pro Bowl consecutivo de Turner, o que o deixa empatado na segunda maior quantidade na história dos Panthers.

O center Ryan Kelly, do Indianapolis Colts, participará de seu primeiro Pro Bowl e irá para Orlando juntamente com  guard Joel Bitonio, do Cleveland Browns, que está em sua segunda seleção ao jogo das estrelas. Eles vão substituir o center Maurkice Pouncey e o guard David DeCastro, ambos do Pittsburgh Steelers, respectivamente.

– No Chicago Bears, o cornerback Kyle Fuller fará sua segunda partida consecutiva para o Pro Bowl, depois de ser anunciado como substituto por lesão do cornerback Jalen Ramsey, do Los Angeles Rams. Fuller terminou a temporada 2019 com 82 tackles, maior marca de sua carreira, 12 passes defendidos e três interceptações.

Comments
To Top