NFL

Butler nega que atividades “ridículas” o tenham deixado fora do Super Bowl LII

Malcolm Butler, cornerback do New England Patriots

(Crédito: Twitter/reprodução)

O cornerback Malcolm Butler, do New England Patriots, foi deixado fora do Super Bowl LII contra o Philadelphia Eagles. E, nesta terça-feira (6), em uma publicação no Twitter, o defensor se pronunciou sobre o caso.

O camisa 21 rebateu reportagens de que o fato de ter ficado fora da derrota dos Pats por 41 a 33 tenha sido por motivos disciplinares.

Durante a semana do Super Bowl, eu nunca fui a nenhum show, perdi o toque de recolher ou participei (de) qualquer uma das atividades ridículas que estão sendo noticiadas”, escreveu o atleta na rede social. “Elas não são apenas falsas como também prejudiciais para mim e minha família. Embora eu desejasse ter contribuído mais para ajudar meu time a vencer, eu tenho que me preparar para a próxima oportunidade”, prosseguiu.

Na publicação, o cornerback também agradece a Robert Kraft, proprietário do time, à família Kraft e aos treinadores por “terem me dado a oportunidade de jogar por uma das organizações mais bem-sucedidas dos esportes”.

Butler publicou a mesma mensagem em sua conta oficial no Instagram e a conta oficial do quarterback Tom Brady deu like e publicou uma resposta.

“Amo você, Malcolm. Você é um jogador, um companheiro de equipe e um amigo incrível. Sempre!”, escreveu o quarterback dos Patriots.

Ex-Pro Bowler, Butler liderou todos os jogadores defensivos da franquia de Foxborough em snaps durante a temporada regular, segundo dados do site especializado Pro Football Focus. Apesar disso, ele não esteve em campo em uma jogada defensiva sequer durante o Super Bowl LII.

Bill Belichick, técnico principal dos Patriots, justificou a decisão de não utilizar Butler na decisão como algo relacionado ao plano de jogo.

Porém, logo após a decisão, Butler detonou a decisão de Belichick.

“Não tenho nada a dizer. Eles desistiram de mim. P***. Isso é o que é. Eu não sei o que foi. Acho que eu não estava jogando bem ou eles não se sentiram confortáveis. Não sei. Mas eu poderia ter mudado aquele jogo”, afirmou Butler, segundo o jornalista Mike Reiss, da ‘ESPN’ norte-americana.

Também em sua postagem desta terça, o cornerback pediu desculpa pela linguagem utilizada após a partida, no calor do momento.

Eric Rowe, cornerback que substituiu Butler na final, disse após a derrota para os Eagles que ele não sabia até pouco antes do início do jogo que ele seria titular no lugar do companheiro.

O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, noticiou na última segunda (5) no programa NFL Total Access que houve uma miríade de problemas que levaram Belichick a optar por deixar Butler no banco de reservas. Rapoport também acrescentou que Butler estava doente no início da semana do Super Bowl e teve dificuldades durante os treinos.

Segundo Rapoport, o defensive back também cometeu uma pequena violação das regras do time.

Agora, Malcolm Butler será free agent em março e, ao que parece, sua passagem pelo New England Patriots está chegando ao fim. Isso, três anos depois de ele ser o herói da conquista do Super Bowl XLIX, com uma interceptação decisiva no final da partida.

Enquanto isso, o mistério continua…

Comments
To Top