NFL

Listão: todas as contratações da Free Agency de 2016 da NFL

NFL

Uma instituição mais importante que o próprio Quinto Quarto, o listão da Free Agency de 2016 aparece para salvar a sua vida caso você não tenha acompanhado ABSOLUTAMENTE TUDO que nós postamos ou aconteceu na NFL nos últimos dias.

Aqui incluímos não só os jogadores que mudaram de time na Free Agency mas também jogadores que acabaram ficando nas suas franquias e até jogadores que acabaram sendo cortados; estamos olhando para você, Johnny Manziel. Separamos também em categorias de importância já que o punter, esse ser glorioso, não merece ocupar o mesmo espaço que quarterbacks odiosos.

Caso você tenha curiosidade em saber mais sobre alguns acordos, clique no link e nos dê mais visualizações. Nossos filhos agradecem. Só para não termos que colocar mais abaixo, Peyton Manning aposentou, ok?

Sem mais delongas, vamos nessa. Novas transferências serão colocadas no topo de cada categoria.

Importante que você saiba

Robert Griffin III: a passagem pelos Redskins se encerrou melancolicamente e depois de uma pequena novela, RGIII acertou com sua nova casa, o Cleveland Browns.

Russell Okung: o left tackle deixou Seattle e foi para os atuais campeões para ajudar na situação da linha ofensiva

Martellus Bennett: o tight end não está mais no Chicago Bears. Em uma troca que envolve escolhas intermediárias no draft, ele é o novo jogador do New England Patriots.

– Eric Weddle: o safety, ex-San Diego Chargers, acertou um contrato de quatro anos com o Baltimore Ravens.

– Mark Sanchez: o quarterback, ex-New York Jets e Philadelphia Eagles, foi adquirido pelo Denver Broncos em troca com os Eagles e tentará competir por uma vaga no elenco final do atual campeão do Super Bowl.

– Johnny Manziel: como já era bastante esperado, o quarterback foi dispensado pelo Cleveland Browns nesta sexta e agora aguarda por uma nova chance na National Football League.

DeMarco Murray: a passagem do running back por Philadelphia acabou após apenas um ano. Agora ele vai para Tennessee em um acordo que envolve uma inversão de escolhas na quarta rodada.

– Brock Osweiler: talvez na mais bombástica notícia de quarta, o quarterback decidiu não permanecer no Denver Broncos e fechou com o Houston Texans.

– Malik Jackson: o defensive end está deixando o Denver Broncos e vai defender o Jacksonville Jaguars.

– Bruce Irvin: o linebacker ex-Seattle Seahawks acertou com o Oakland Raiders e vai vestir a camisa da franquia californiana.

– Jason Pierre-Paul: o defensive end chegou a um acordo de um ano e vai continuar no New York Giants.

– Mario Williams: o defensive end, dispensado pelo Buffalo Bills semana passada, fechou com o Miami Dolphins.

– Janoris Jenkins: o cornerback ex-Rams fechou um acordo de cinco anos, com valor de US$ 62,5 milhões com o New York Giants.

– Alex Mack: o center, ex-Cleveland Browns, fechou um contrato de cinco anos com o Atlanta Falcons, nesta quarta-feira, e chega para ser o principal nome da linha ofensiva da franquia da Geórgia.

– Mitchell Schwartz: o offensive tackle chegou a um acordo de cinco anos com o Kansas City Chiefs, com valor de US$ 33 milhões, segundo o ‘NFL.com’, e vai reforçar a linha ofensiva da franquia. Escolha de segunda rodada do draft de 2012, ele passou quatro anos no Cleveland Browns e esteve em campo em 4,472 snaps ofensivos desde que chegou à equipe de Ohio.

– Danny Trevathan: o linebacker saiu do Denver Broncos e fechou um contrato de quatro anos para defender o Chicago Bears.

Chandler Jones: um dos melhores defensores dos Patriots, Jones foi surpreendentemente trocado para o Arizona Cardinals. Além de uma escolha no draft, a equipe ganha o guard Jonathan Cooper.

C.J. Anderson: por muito pouco o running back não foi para o Miami Dolphins. Mas os Broncos igualaram a proposta dos Dolphins e no fim ele fica na franquia onde ganhou o Super Bowl.

Chris Long: dispensado pelos Rams, Long acabou se dando bem e foi convencido por Bill Belichick a assinar com os Patriots.

Kiko Alonso e Byron Maxwell: dois jogadores que chegaram em 2015 nos Eagles foram embora já em 2016. Tanto Alonso quanto Maxwell foram para Miami  que em troca cedeu a oitava escolha da primeira rodada do draft e recebeu de volta a 13ª na mesma rodada.

É legal você saber para provar que você é manjão

Stefan Wisniewski: para proteger Sam Bradford, os Eagles acertaram com Wisniewski, que pode ser tanto center como guard

Aldon Smith: suspenso pela enésima vez, Smith pelo menos terá um time quando voltar à ativa. Os Raiders confiaram nele mais uma vez.

Brandon LaFell: precisando de recebedores para tirar um pouco a atenção de A.J. Green, os Bengals foram atrás de LaFell.

Geoff Schwartz: nunca é uma má ideia proteger seu quarterback e é isso que os Lions pensaram ao trazer o veterano Schwartz

Clay Harbor: se tem uma franquia que ama tight ends, essa é os Patriots. Com Rob Gronkowski e agora Martellus Bennett, mesmo assim a equipe foi atrás de Clay Harbor.

Manny Ramirez: John Fox pelo visto gostou de Ramirez, comandado seu nos Broncos. Ele chega nos Bears com um contrato de um ano.

Chad Greenway: o veterano linebacker não queria ir para outro lugar e os Vikings não queriam que ele fosse. Por mais um ano Greenway jogará em Minnesota

Terrance Knighton: Bill Belichick quis mais gordura e peso para a linha defensiva. Ai poucos são melhores que o Pot Roast, Terrance Knighton

Vernon Davis: a decadência do tight end que já tinha ficado clara nos 49ers, continuou no Denver Broncos. Quem sabe com o anel de campeão ele fique mais motivado agora no Washington Redskins.

Nick Fairley: após ficar apenas uma temporada nos Rams e uma passagem mais longa pelos Lions, Fairley vai reforçar a linha defensiva do New Orleans Saints.

Brandon Boykin: reposicionando sua secundária, Boykin irá reforçar o corpo de cornebacks dos Panthers,

Rashad Johnson: depois de sete temporadas no Arizona Cardinals, o safety vai para Tennessee jogar nos Titans

Courtney Upshaw: reforçando sua defesa depois de anos de inoperância, os Falcons trouxeram o linebacker, ex-Baltimore Ravens

Rueben Randle: o wide receiver vai deixar a companhia de Odell Beckham Jr. e se mudar para a próxima Philadelphia para jogar no rival de divisão Eagles na próxima temporada.

Alfred Morris: o running back traiu o movimento, ou, melhor, o Washington Redskins, saindo de lá para o seu maior rival, o Dallas Cowboys

Andre Smith: o offensive tackle sai de Cincinnati para a proteção de Teddy Bridgewater em Minnesota em um acordo de um ano.

James Laurinaitis: dispensado pelos Rams, o linebacker não demorou a achar uma nova casa. E ela será em Nova Orleans.

Evan Mathis: vencedor do último Super Bowl, Mathis é mais um que sai dos Broncos. O guard assinou um contrato de um ano e US$ 6 milhões com o Arizona Cardinals.

– Paul Soliai: o defensive tackle, ex-Atlanta Falcons, chegou a um acordo com o Carolina Panthers e vai fechar um contrato de dois anos.

– Kelechi Osemele: o guard ex-Ravens chegou a um acordo com o Oakland Raiders.

– Jermaine Kearse: o wide receiver chegou a um acordo de três anos e vai continuar no Seattle Seahawks.

– Jeremy Lane: o cornerback fechou um contrato de quatro anos com o Seattle Seahawks e vai continuar na franquia. O acordo tem valor de US$ 23 milhões, sendo US$ 11 milhões garantidos, segundo informações do ‘NFL.com’.

– Prince Amukamara: o cornerback, ex-New York Giants, acertou com o Jacksonville Jaguars por um ano e é mais um reforço para a secundária da franquia da Flórida. Ele é o terceiro jogador defensivo contratado pela equipe nesta semana, ao lado do defensive tackle Malik Jackson e do safety Tashaun Gipson.

Amukamara foi selecionado pelos Giants na primeira rodada do draft de 2011 e defendeu a equipe por cinco temporadas, totalizando neste período 260 tackles, sete interceptações, 45 passes defendidos, três fumbles forçados e um fumble recuperado. Na temporada 2015, ele perdeu cinco jogos por causa de uma lesão no peitoral e jamais esteve completamente saudável após seu retorno.

– Tashaun Gipson: ex-Cleveland Browns, o safety chegou a um acordo de cinco anos, com valor de US$ 35,5 milhões, com o Jacksonville Jaguars. Na franquia da Flórida, ele vai reforçar um setor carente na equipe, que estava necessitando de um free safety.

Desde 2013, quando ele se tornou titular dos Browns em tempo integral, Gipson soma 13 interceptações, quarta melhor marca da liga neste período. O safety ficou em segundo na liga em interceptações em 2014, com seis.

– Ladarius Green: o tight end, ex-San Diego Chargers, chegou a um acordo de quatro anos, com valor de US$ 20 milhões, com o Pittsburgh Steelers e chega para assumiu a vaga deixada por Heath Miller, que se aposentou nesta offseason. Na temporada 2015, ele fez 37 recepções para 429 jardas e quatro touchdowns.

– Alex Boone: ex-San Francisco 49ers, o guard fechou com o Minnesota Vikings e vai reforçar a linha ofensiva da equipe, que foi muito porosa em 2015 e falhou bastante para proteger o quarterback Teddy Bridgewater. Boone passou sete anos nos Niners, incluindo um ano no elenco de treinamentos.

– Robert Ayers: o defensive end, que defendeu o New York Giants nas duas últimas temporadas, acertou um contrato de três anos com o Tampa Bay Buccaneers e, segundo Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, o contrato vale US$ 21 milhões, sendo US$ 10,5 milhões garantidos.

Nas duas últimas temporadas defendendo os Giants, Ayers somou 14,5 sacks, incluindo 9,5 na temporada 2015. Em sete temporadas em sua carreira profissional, sendo as cinco primeiras no Denver Broncos, ele soma 26,5 sacks, 205 tackles e 13 passes desviados.

Junior Galette: o linebacker nem jogou na temporada passada por causa de uma lesão no tendão de Aquiles. Mas ele ganhou outro contrato de um ano do Washington Redskins. O salário pode chegar até US$ 4,1 milhões.

– Chris Ivory: o running back ex-New York Jets acertou com o Jacksonville Jaguars.

– Richie Incognito: o guard acertou um contrato de três anos e vai seguir no Buffalo Bills.

– Benjamin Watson: o tight end chegou a um acordo e vai defender o Baltimore Ravens em 2016.

– Mike Wallace: após apenas uma temporada na franquia, o wide receiver foi dispensado pelo Minnesota Vikings. E agora ele é um jogador do Baltimore Ravens.

– Brent Grimes: o cornerback, dispensado pelo Miami Dolphins nesta semana, acertou contrato de dois anos com os Buccaneers e também chega para defender a equipe.

– Adam Vinatieri: já com 43 anos de idade, o kicker não mostra sinais de cansaço e renovou por dois anos com o Indianapolis Colts.

– Tamba Hali: o linebacker chegou a um acordo de três anos com o Kansas City Chiefs e deve encerrar a sua carreira na franquia em que joga desde 2006. As informações são de Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Atualmente com 32 anos de idade, Hali foi o segundo melhor dos Chiefs em sacks, com 6,5 na última temporada. Mesmo com problemas no joelho e um polegar fraturado, que o obrigou a jogar com gesso na mão direita no final da temporada, o defensor foi selecionado para o Pro Bowl pela quinta vez, em 2015.

– Louis Vasquez e Owen Daniels: precisando abrir espaço no teto salarial, o Denver Broncos dispensou o guard e o tight end, além do long-snapper Aaron Brewer.

Vasquez, que em 2013 assinou um contrato de quatro anos, com valor de US$ 23,5 milhões, atuou em todos os 16 jogos da equipe na última temporada regular, mas problemas no joelho dificultaram sua participação nos treinamentos.

Já Daniels, que jogou nos Broncos por apenas uma temporada, era um dos jogadores preferidos do técnico Gary Kubiak, mas ele sofreu com problemas no joelho que limitaram sua produtividade. Em 2015, ele fez apenas 46 recepções para 517 jardas e três TDs em 16 jogos na temporada regular.

– Donald Penn: o Oakland Raiders segue com o compromisso de reforçar sua linha ofensiva e por isso assinou com Penn para ele continuar na franquia.

– William Gay: o cornerback acertou um contrato de três anos com o Pittsburgh Steelers e vai seguir na franquia da Pensilvânia, como o próprio jogador anunciou nesta terça em seu Instagram oficial.

Na temporada 2015, Gay foi o melhor cornerback da equipe em 16 jogos na temporada regular, tendo feito 58 tackles, um sack e duas interceptações, uma delas retornada para touchdown.

– Antonio Gates e Travis Benjamin: o tight end renovou com o San Diego Chargers, enquanto que o wide receiver ex-Cleveland Browns chega para reforçar a franquia californiana.

– Olivier Vernon: o defensive end acertou um contrato gigante de cinco anos, com valor de US$ 85 milhões, com o New York Giants e vai reforçar a defesa da franquia nova-iorquina.

– Matt Forte: o running back, ex-Chicago Bears, vai vestir a camisa do New York Jets a partir da temporada 2016.

– Rishard Matthews: o wide receiver, ex-Miami Dolphins, chegou a um acordo de três anos com o Tennessee Titans e vai ser mais uma opção de alvo para o quarterback Marcus Mariota. Na temporada 2015, em 11 jogos disputados, o recebedor fez 43 recepções para 662 jardas e quatro TDs. Ele perdeu a reta final da temporada depois de sofrer fratura nas costelas na semana 12.

– Andre Johnson: como já era esperado, o wide receiver veterano foi dispensado pelo Indianapolis Colts nesta quarta.

– Mike Tolbert: o fullback chegou a um acordo de dois anos e vai seguir defendendo o Carolina Panthers.

– Jeremy Lane: o cornerback do Seattle Seahawks vai continuar na franquia do estado de Washington, de acordo com Ian Rapoport, do ‘NFL.com’.

– Lamar Miller: em mais uma boa contratação do Houston Texans, o running back fechou contrato de quatro anos com a organização texana.

– Doug Martin: o running back, que estava entre os mais cobiçados à disposição no mercado, fechou contrato de cinco anos com o Tampta Bay Buccaneers e vai continuar na franquia da Flórida.

– Coby Fleener: o tight end, ex-Indianapolis Colts, fechou um contrato de cinco anos de duração com o New Orleans Saints.

– Mohamed Sanu: o wide receiver, ex-Cincinnati Bengals, acertou por cinco anos com o Atlanta Falcons.

– Vincent Rey: o linebacker vai retornar ao Cincinnati Bengals, depois de fechar um contrato de três anos de duração, com valor de US$ 11,5 milhões. Em seis anos na franquia de Ohio, ele tem sido um reserva de sua posição, mas mesmo assim ele foi líder em tackles do time nos últimos dois anos, com 121 em 2014 e 98 em 2015.

– Victor Cruz: como já era esperado, o wide receiver aceitou uma reestruturação de contrato e um corte salarial oferecidos pelo New York Giants para seguir na franquia nova-iorquina. Cruz estava entrando no quarto ano de um contrato de seis anos, US$ 45,879 milhões e iria faturar US$ 7,9 milhões em 2016. De acordo com o ‘The Record of Hackensack’, o novo salário-base do jogador para este ano é de US$ 1,3 milhão, mas o valor pode chegar a US$ 5,5 milhões dependendo do tempo que ele ficar em campo.

O talentoso receiver sofreu com lesões nos últimos anos e isso acabou atrapalhando demais sua carreira. Em 2014, ele rompeu o tendão patelar, uma contusão bem grave, e em 2015, quando estava tentando retornar aos gramados, ele sofreu com inúmeros problemas na panturrilha e não atuou em um jogo sequer.

Aqui é o nível fanático por NFL

Jack Crawford: nada de Greg Hardy por enquanto, mas a necessidade por linhas defensivas ainda existe. Por isso os Cowboys fizeram novo contrato com Crawford.

Jeff Cumberland: sem Green para fazer dupla com Antonio Gates, os Chargers foram atrás de Cumberland e acertaram contrato de um ano.

Isaiah Pead: Lamar Miller não está mais na franquia então os Dolphins precisaram correr atrás de running backs. C.J. Anderson não veio, mas Pead sim.

Charcandrick West e Spencer Ware: os Chiefs não foram muito chamativos na free agency.  Mantendo o que já tinha, a franquia renovou com West e Ware 

Jared Cook: ex-Titans e Rams, o tight end agora será um Packer, com um contrato de um ano apenas

Sam Acho: o linebacker seguirá por mais um ano nos Bears depois de ter lutado e conquistado sua titularidade em 2015/16. O acordo é de apenas um ano.

Josh Hill: com a saída de Benjamin Watson, os Saints não podiam se dar ao luxo de perder mais um tight end. Por isso eles igualaram a oferta dos Bears e mantiveram Hill

Leonard Hankerson: o wide receiver continuará em Buffalo. Ele jogou por três times na temporada 2015/16, sendo os Bills os últimos. Mesmo sem conseguir pegar na bola, o jogador ganhou um voto de confiança e vai compor elenco, liderado na posição por Sammy Watkins e Robert Woods.

Nate Washington: os Patriots em mais uma contratação low profile trouxeram o recebedor para completar o corpo de “ajudantes” de Tom Brady

Craig Robertson: mais um de saída dos Browns. O inside linebacker, que nem foi draftado, conseguiu bons números desde que entrou na liga em 2011 e ganhou um contrato do New Orleans Saints. Segundo a ESPN americana o acordo é de três anos.

Patrick Robinson: os Colts viram necessidade em reforçar sua secundária e ofereceram um contrato de US$ 14 milhões para o cornerback

Benson Mayowa: defensive end dos Raiders até a temporada passada, os Cowboys decidiram contar com seus serviços e assinaram uma proposta de US$ 8,25 milhões, sendo US$ 4 milhões para a primeira temporada que os californianos decidiram não igualar.

Donald Brown: o running back foi uma decepção em San Diego, onde foi escolhido na primeira rodada. E agora o jogador de 28 anos representará o New England Patriots. E quem duvida que com Bill Belichick ele não se reabilite?

Jordan Todman: os Colts também saíram ao mercado para reforçar seu backfield. A equipe trouxe Todman, que na temporada passada jogou pelos Steelers e teve bom jogo contra os Bengals nos playoffs. Para a mesma posição a equipe agora tem Frank Gore e Robert Turbin.

Lance Dunbar: o running back visitou 49ers, visitou Bears, visitou Seahawks e no fim voltou para onde já estava, assinando por um ano e US$ 1,75 milhão com o Dallas Cowboys.

Demario Davis: os Browns finalmente começam a se movimentar na free agency depois de perder diversos jogadores. A franquia de Cleveland acertou com o linebacker por US$ 8 milhões, US$ 4 milhões garantidos em um contrato de dois anos.

Kelvin Beechum: o linha ofensiva deixou o Pittsburgh Steelers e assinou um contrato com o Jacksonville Jaguars.

– Jerrell Freeman: o linebacker ex-Indianapolis Colts agora é um jogador do Chicago Bears.

Karlos Dansby: e com isso Karlos Dansby foi cortado pela franquia. E pelo visto gostou disso.

Will Hill: com Eric Weddle chegando, o Baltimore Ravens decidiu dispensa o safety Will Hill mesmo tendo assinado um contrato de dois anos e US$ 5 milhões garantidos há menos de sete meses.

– Zach Miller: o tight end fechou um novo contrato de dois anos com o Chicago Bears e vai continuar na franquia de Illinois. Os detalhes financeiros do acordo não foram divulgados oficialmente, mas Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, apurou que o contrato tem valor de US$ 6 milhões, com mais US$ 2 milhões em incentivos.

Na temporada 2015, Miller conseguiu ficar saudável como não se via desde 2010, quando ele ainda defendia o Jacksonville Jaguars, e em 15 jogos disputados no ano passado, Zach fez 34 recepções para 439 jardas e cinco touchdowns, melhores números de sua carreira.

Atualmente com 30 anos de idade, Miller atuou nos Jaguars de 2009 a 2011. Em sua carreira de sete temporadas na NFL, ele soma 79 recepções para 909 jardas e nove TDs marcados.

Dwayne Allen: o tight end vai continuar no Indianapolis Colts com um novo contrato válido por quatro temporadas

– Rob Housler: o tight end também chegou a um contrato com os Bears de um ano de duração e vai seguir na organização. O atleta, que vai entrar em sua sexta temporada na NFL, tem passagens por Arizona Cardinals, time que o selecionou na terceira rodada do draft de 2011, além de Cleveland Browns e Bears.

– Coty Sensabaugh: o cornerback chegou a um acordo de três anos com o Los Angeles Rams e, segundo informações da ‘ESPN’ norte-americana, o contrato tem valor de quase US$ 15 milhões, podendo chegar até a US$ 19 milhões se o jogador cumprir metas de produtividade. Antes de fechar com os Rams, Sensabaugh também despertou interesse de Miami Dolphins, New York Giants, Seattle Seahawks e Chicago Bears.

Na temporada passada, Sensabaugh foi titular por 15 jogos no Tennessee Titans, time que o selecionou na quarta rodada do draft de 2012, e ele fez 60 tackles, duas interceptações, uma delas retornada para touchdown, além de ter defendido oito passes.

Coty chega para preencher a vaga de cornerback no elenco que foi aberta quando Janoris Jenkins fechou um contrato com o New York Giants, na semana passada. Em quatro temporadas nos Titans, o cornerback disputou 59 jogos, sendo 27 como titular.

– Will Blackmon: o cornerback fechou um novo contrato de dois anos de duração com o Washington Redskins e vai continuar vestindo a camisa da franquia da capital dos Estados Unidos.

Atualmente com 31 anos, o jogador assinou com os Redskins logo depois da semana de abertura da temporada 2015. Ele disputou 15 jogos, tendo interceptado dois passes e forçado três fumbles. Antes de chegar a Washington, Blackmon também passou por Green Bay Packers (2006 a 2009), New York Giants (2010 e 2011) e Jacksonville Jaguars (2013 e 2014). Ele foi dispensado pelo Seattle Seahawks no meio do ano passado, antes mesmo de o campeonato começar.

– Sealver Siliga: o defensive tackle acertou um contrato de um ano com o Seattle Seahawks, com valor de US$ 1,4 milhão, sendo US$ 250 mil garantidos. As informações são de Rand Getlin e Ian Rapoport, do ‘NFL.com’.

– Ryan Harris: os Steelers perderam Kelvin Beechum mas não arriscaram perder o também linha ofensiva Ryan Harris. São US$ 3,9 milhões por dois anos.

– Scott Tolzien: o ex-quarterback reserva do Green Bay Packers acertou com o Indianapolis Colts, como o time anunciou nesta sexta. Com a aposentadoria de Matt Hasselbeck, que está com 40 anos, e a dispensa recente de Josh Freeman, Tolzien é o favorito para ser reserva direto de Andrew Luck.

Tolzien entrou na NFL em 2011, como agente livre não draftado, e passou as primeiras duas temporadas de sua carreira no San Francisco 49ers, antes de chegar aos Packers em 2013. Em sua carreira, tendo entrado apenas em campo em seis oportunidades, Tolzien acertou 56 passes de 91 para 721 jardas, um touchdowns e cinco interceptações.

– Nolan Carroll: o veterano cornerback está voltando ao Philadelphia Eagles depois de se encontrar com Dallas Cowboys e Miami Dolphins. O acordo é de um ano e US$ 2,6 milhões

– Terrence Newman: falando em jogador veterano de secundária, Newman voltará para o Minnesota Vikings com um novo contrato de um ano e US$ 3 milhões.

Chris Hairston: o linha ofensiva de 26 anos chegou em um contrato de um ano com os Chargers e ganhou a confiança da comissão técnica. Por isso assinou novo acordo, agora por duas temporadas.

Robert Turbin: o running back vai passar pelo seu terceiro time na NFL. Depois de Seattle Seahawks e Dallas Cowboys ele jogará pelo Indianapolis Colts.

– Morris Claiborne: o cornerback chegou a um acordo de um ano e vai continuar defendendo o Dallas Cowboys. Segundo informações da ‘ESPN’ dos Estados Unidos, o contrato tem valor de US$ 3 milhões, mas pode chegar a um máximo de US$ 3,75 milhões.

Claiborne chegou à franquia texana cercado de expectativas, após ser selecionado com a sexta escolha geral do draft de 2012, mas em quatro temporadas defendendo a equipe, Claiborne somou apenas três interceptações e 22 passes defendidos em 40 jogos disputados. Desde que entrou na NFL, o cornerback sofreu com lesão, o que com certeza afetou um rendimento, e ele ficou afastado de um jogo em sua temporada de calouro (concussão), de seis jogos em 2013 (músculo posterior da coxa) e de mais 12 partidas em 2014 (ruptura do tendão patelar). Nesta última temporada, Morris foi titular nos primeiros nove jogos, mas então teve problemas na coxa e no tornozelo e ficou afastado de cinco dos últimos sete jogos.

– Kendall Reyes: o defensive end, ex-San Diego Chargers, acertou com o Washington Redskins por um ano. O acordo tem valor de US$ 2,5 milhões, podendo chegar a US$ 3,35 milhões por meio de incentivos de produtividade, conforme apurou Adam Caplan, da ‘ESPN’ norte-americana.

Atualmente com 26 anos de idade, Reyes liderou todos os jogadores de linha defensiva dos Chargers em tackles (32) e pancadas nos QBs adversários (11) em 2015. Ele também deu dois sacks e fez uma interceptação. Em quatro temporadas na carreira, o defensor não perdeu um jogo sequer, mas fez apenas 13,5 sacks no total e jamais forçou um fumble como profissional.

– Chris Hogan: o wide receiver do Buffalo Bills aceitou uma proposta do New England Patriots e os Bills optaram por não igualar a oferta, o que significa que o recebedor vai para a franquia de Foxborough.

– Jon Ryan: o punter chegou a um acordo de quatro anos, com valor de US$ 10 milhões, e vai seguir jogando no Seattle Seahawks. Ele está entrando em sua 11ª temporada na NFL, sendo as oito últimas nos Seahawks.

– Logan Paulsen: o tight end renovou contrato com o Washington Redskins, como afirmou a organização.

– Curtis Lofton: o linebacker foi dispensado pelo Oakland Raiders, como anunciou a franquia nesta sexta.

– Dan Orlovsky: o quarterback reserva do Detroit Lions renovou com a franquia e seguirá sendo reserva de Matthew Stafford.

– Jarvis Jenkins: o defensive end, ex-Chicago Bears e Washington Redskins, está finalizando um contrato de três anos com o New York Jets, mas o negócio ainda não está fechado, como informa Ian Rapoport, do ‘NFL.com’.

– Charles Johnson: o defensive end, que foi cortado pelos Panthers no dia 3 de março, deve retornar à franquia da Carolina do Norte, assinando um contrato de um ano, como informa a jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’ norte-americana. O acordo deve ter valor de US$ 3 milhões.

Segundo a ‘ESPN’, depois de visitar New York Giants e Tampa Bay Buccaneers, o atleta decidiu retornar à velha casa, como já era um tanto quanto esperado. Johnson, inclusive, recusou ofertas na casa dos US$ 6 milhões apenas para ficar nos Panthers.

Charles Johnson declarou à Josina Anderson que quase fechou com os Giants, mas frisou que “seu coração está em Carolina”.

– Bjoern Werner: escolha de primeira rodada do draft de 2013 pelo Indianapolis Colts, o outside linebacker foi dispensado pela franquia de Indiana nesta terça-feira. Ele disputou 38 jogos em sua carreira na NFL, sendo 16 como titular, e somou 77 tackles, 6,5 sacks, cinco passes defendidos, um fumble forçado e um fumble recuperado.

– Leodis McKelvin: o cornerback, que foi dispensado pelo Buffalo Bills na semana passada, acertou um contrato de dois anos com o Philadelphia Eagles. Nas últimas oito temporadas defendendo os Bills, o defensor disputou 98 jogos, sendo 60 como titular, e somou 317 tackles, quatro fumbles forçados e 13 interceptações.

– Ben Jones: o center, que defendeu o Houston Texans nos últimos quatro anos, chegou a um acordo e vai assinar contrato de quatro anos com o Tennessee Titans. Jones foi selecionado na quarta rodada do draft de 2012 e se tornou titular da equipe texana em 2015, após os Texans dispensarem Chris Myers.

– Donald Stephenson: o offensive tackle, que foi draftado pelo Kansas City Chiefs na terceira rodada do draft de 2012 e jogou lá desde então, vai assinar com o Denver Broncos. Ele foi titular em 21 jogos desde que foi selecionado pelos Chiefs e, em 2015, Stephenson foi titular em sete, tendo começado a temporada como left tackle titular.

– Drew Stanton: o quarterback reserva do Arizona Cardinals renovou com a franquia e continuará substituindo Carson Palmer.

– Joe Webb: o quarterback reserva chegou a um acordo de dois anos e vai continuar no Carolina Panthers.

– Keith Tandy: o safety renovou com o Tampa Bay Buccaneers. A franquia dispensou o linebacker Bruce Carter.

– Jordan Cameron e Robert Thomas II: o tight end e o defensive tackle tiveram seus contratos reestruturados pelo Miami Dolphins.

– Ramon Foster: o guard deve renovar com o Pittsburgh Steelers, assim que a free agency começar. Foster já foi titular em 87 jogos de temporadas regulares.

– Matt Schaub: o quarterback, que vai completar 35 anos em junho, retorna ao Atlanta Falcons, onde jogou nas três primeiras temporadas de sua carreira (2004 a 2006). Na temporada 2015, Schaub vestiu a camisa do Baltimore Ravens, onde foi reserva de Joe Flacco, e agora tentará ficar com a vaga de reserva de Matt Ryan.

Nos últimos anos, Schaub mostrou um rendimento muito ruim. Em seu último ano no Houston Texans, em 2013, e em suas passagens posteriores por Oakland Raiders, em 2014, e Ravens, em 2015, o veterano lançou muitas interceptações. Foram 20 picks sofridas em três anos.

– Brandon Mebane: o defensive tackle, ex-Seattle Seahawks, chegou a um acordo de três anos com os Chargers nesta quarta-feira. Mebane é conhecido por sua qualidade na contenção do jogo corrido e ele passou nove temporadas nos Seahawks.

– Marvin Jones: após perder Calvin Johnson, que decidiu se aposentar, o Detroit Lions adicionou o wide receiver Marvin Jones ao elenco e ele pode ser o futuro substituto do Megatron. O acordo de Jones com a franquia de Michigan é de cinco anos, com valor total de US$ 40 milhões.

Selecionado pelo Cincinnati Bengals no draft de 2012, Marvin Jones teve sua melhor temporada na liga, em termos gerais, em 2013, quando anotou dez touchdowns e somou 712 jardas em 51 recepções. Em 2014, ele perdeu toda a temporada por causa de lesões e, em 2015, ele voltou a produzir, fazendo 65 recepções para 816 jardas e quatro TDs.

– Matt Cassel: o ex-quarterback do Dallas Cowboys chegou a um acordo de um ano com o Tennessee Titans e chega para ser reserva de Marcus Mariota. Cassel chegou aos Cowboys no ano passado, depois de ser adquirido em troca da franquia texana com o Buffalo Bills, depois que Tony Romo fraturou a clavícula na semana 2. Depois de ficar inativo em suas primeiras duas partidas, ele ficou de reserva de Brandon Weeden e assumiu o posto de titular no dia 25 de outubro, contra o New York Giants.

Em sete jogos como QB titular, ele venceu apenas um e, no dia 19 de dezembro, perdeu o posto para Kellen Moore. Com 33 anos de idade, Cassel encerrou a última temporada com 119 passes completados de 204 para 1.276 jardas, cinco TDs e sete interceptações.

– Colt McCoy: o quarterback renovou seu contrato com o Washington Redskins por mais três anos e vai seguir como reserva de Kirk Cousins. Atualmente com 29 anos de idade, McCoy passou as últimas duas temporadas em Washington, principalmente como reserva.

Em 2014, ele atuou em cinco jogos, sendo quatro como titular, e completou 71,1% de seus passes para quatro touchdowns e três interceptações.

– J.R. Sweezy: ex-guard do Seattle Seahawks, Sweezy chegou a um acordo de cinco anos, com valor de US$ 32,5 milhões, com o Tampa Bay Buccaneers, de acordo com informações de Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

– Rodney McLeod: o safety, ex-Rams, fechou um contrato de cinco anos com o Philadelphia Eagles, como a franquia anunciou nesta quarta. De acordo com a ‘ESPN’ norte-americana, o acordo vale US$ 37 milhões, sendo US$ 17 milhões garantidos. Em 2015, McLeod teve os melhores números de sua carreira em tackles (82) e fumbles forçados (três), além de ter recuperado um fumble e feito uma interceptação.

– Mason Foster: o linebacker fechou um acordo de dois anos e vai continuar defendendo o Washington Redskins. Atualmente com 27 anos de idade, Foster chegou a Washington na semana 4 da temporada 2015 e, em 13 jogos disputados (cinco como titular), o camisa 54 somou 37 tackles e um fumble forçado.

Em suas primeiras quatro temporadas na NFL, Mason Foster defendeu o Tampa Bay Buccaneers, time que o selecionou na terceira rodada do draft de 2011. Em sua carreira, o linebacker soma 380 tackles, seis sacks, três fumbles forçados, três fumbles recuperados e três interceptações em 70 jogos.

– Mais Washington Redskins: além das renovações de Foster e de McCoy, a franquia da capital dos Estados Unidos também vai manter o defensive end Kedric Golston e o safety Duke Ihenacho.

– Chase Daniel: o quarterback, ex-Kansas City Chiefs, vai defender o Philadelphia Eagles, onde vai disputar vaga com Sam Bradford.

– George Iloka: o safety chegou a um acordo de cinco anos, com valor de US$ 30 milhões, e vai continuar defendendo o Cincinnati Bengals.

– Adam Jones: o cornerback fechou um novo contrato de três anos e vai continuar nos Bengals.

– Rolando McClain: o linebacker chegou a um acordo com o Dallas Cowboys e vai seguir na franquia. O contrato é de um ano de duração, com valor de US$ 5 milhões. Na temporada 2015, em 11 jogos disputados, ele somou 80 tackles e dois sacks.

– Haloti Ngata: o defensive tackle chegou a um acordo de dois anos, com valor de US$ 12 milhões, e vai seguir no Detroit Lions.

– Ian Williams: o defensive tackle acertou um contrato de cinco anos e vai continuar vestindo a camisa do San Francisco 49ers. Em 16 jogos como titular em 2015, Williams somou 65 tackles, um sack, um fumble forçado e um fumble recuperado.

– Brandon Brooks: o guard chegou a um acordo de cinco anos com o Philadelphia Eagles, como o time anunciou nesta quarta, e o contrato tem valor de US$ 40 milhões, segundo Adam Caplan, da ‘ESPN’ norte-americana. Selecionado pelo Houston Texans na terceira rodada do draft de 2012, ele se tornou o right guard titular em 2013.

– Damon Harrison: o defensive tackle, ex-Jets, chegou a um acordo com o New York Giants e vai reforçar a linha ofensiva da equipe.

– Mark Barron: o linebacker fechou um contrato de cinco anos, com valor de US$ 45 milhões, de acordo com Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, e vai continuar no Los Angeles Rams.

– William Hayes: o defensive end fechou um acordo de três anos, com valor máximo de US$ 21 milhões, e também vai seguir nos Rams. As informações são de Ian Rapoport, do ‘NFL.com’.

– Tyvon Branch: o safety chegou a um acordo com o Arizona Cardinals e chega para ser titular da franquia. De acordo com a ‘ESPN’ norte-americana, o contrato do jogador é de dois anos, com valor de US$ 10 milhões.

Na temporada 2015, em 16 jogos, ele fez uma interceptação, retornada para touchdown, e também retornou um fumble para TD, sendo assim responsável por dois dos seis TDs defensivos dos Chiefs no ano.

– Dwight Lowery: o safety, ex-Indianapolis Colts, fechou um acordo de três anos com os Chargers e deve chegar para brigar por posição na secundária. Em 16 jogos na temporada passada, ele somou 76 tackles, quatro interceptações e oito passes defendidos.

– Derrick Johnson: o linebacker de 33 anos de idade chegou a um acordo de três anos, com valor de US$ 21 milhões, e vai continuar no Kansas City Chiefs, As informações são de Ian Rapoport, do ‘NFL.com’. Em 11 temporadas na franquia, o jogador somou 26,5 sacks e 820 tackles.

– Jaye Howard: o defensive end de 27 anos de idade fechou um contrato de dois anos, com valor de US$ 12 milhões, e também vai continuar vestindo a camisa dos Chiefs. Na temporada 2015, em 16 jogos, o atleta somou 57 tackles e 5,5 sacks.

– Derrick Shelby: o defensive end chegou a um acordo com o Atlanta Falcons e vai reforçar a linha defensiva da franquia. Segundo informações de Jeff Darlington, do ‘NFL.com’, o contrato do jogador com o time é de quatro anos, com valor de US$ 21 milhões. Shelby passou as primeiras quatro temporadas de sua carreira no Miami Dolphins, onde serviu sobretudo como substituto de Cameron Wake.

Em 2015, ele somou 3,5 sacks, 37 tackles e quatro passes desviados.

– Adrian Clayborn: o defensive end chegou a um acordo de dois anos de duração com os Falcons e, segundo informações da ‘ESPN’, o contrato de um valor base de US$ 9 milhões, podendo chegar até a US$ 14 milhões. Assim, o atleta vai seguir na franquia.

Após quatro temporadas no Tampa Bay Buccaneers, Clayborn vestiu a camisa de Atlanta em 2015 e, em 16 jogos, ele somou três sacks e um fumble recuperado.

– Michael Griffin: o ex-safety do Tennessee Titans chegou a um acordo de um ano com o Minnesota Vikings e, segundo o ‘NFL.com’, o contrato tem valor de US$ 3,5 milhões.

– Kenrick Ellis: o defensive tackle chegou a um acordo e vai continuar defendendo o Minnesota Vikings.

– Isa Abdul-Quddus: o safety, ex-Detroit Lions, fechou um contrato de três anos com o Miami Dolphins. O acordo tem valor de US$ 12,75 milhões, segundo Rapoport.

– Tracy Porter: o cornerback chegou a um acordo de três anos, com valor de US$ 16,5 milhões, e vai jogar no Chicago Bears.

– Bobby Massie: o offensive tackle chegou a um acordo de três anos com os Bears.

– Brian Quick: o wide receiver fechou um contrato de um ano, com valor de US$ 3,76 milhões, e vai continuar nos Rams.

– Thad Lewis: o quarterback, ex-Eagles, chegou a um acordo de um ano com o San Francisco 49ers.

– Nigel Bradham: o linebacker, ex-Buffalo Bills, fechou com o Philadelphia Eagles, segundo Albert Breer, do ‘NFL.com’.

– Marcedes Lewis: o tight end chegou a um acordo de três anos, com valor de US$ 12 milhões, e vai continuar no Jacksonville Jaguars.

– Ron Brooks: o cornerback fechou um contrato de três anos, US$ 6 milhões, com o Philadelphia Eagles, segundo o ‘NFL.com’.

– Bilal Powell: o running back renovou com o New York Jets e seguirá compondo o backfield da franquia nova-iorquina, que agora conta também com Matt Forte. Segundo informações da ‘ESPN’ norte-americana, o contrato de Powell é de três anos, com valor de US$ 11,25 milhões, sendo US$ 6 milhões garantidos.

Atualmente com 27 anos de idade, Powell foi utilizado prioritariamente em terceiras descidas na temporada 2015 e teve os melhores números da carreira em recepções (47) e jardas recebidas (388), com dois TDs recebidos. Em cinco temporadas na NFL, Bilal soma 1.609 jardas terrestres e sete TDs corridos.

– Khiry Robinson: além de ter renovado com Powell, os Jets também acertaram a chegada do running back Khiry Robinson, que passou as três primeiras temporadas de sua carreira defendendo o New Orleans Saints. O jogador, que deveria ser um agente livre restrito, não recebeu uma oferta dos Saints e ficou livre. Robinson fraturou a perna em novembro do ano passado e terminou a temporada 2015 na injured reserve, mas deve se recuperar a tempo de se preparar bem para o próximo campeonato.

Atualmente com 26 anos de idade, Robinson entrou na liga como agente livre não draftado em 2013 e, em três temporadas, ele soma 766 jardas corridas e oito touchdowns.

– Cedric Thornton: o defensive end de 27 anos de idade chegou a um acordo de quatro anos com o Dallas Cowboys, como anunciou o time nesta quinta, e o contrato é de US$ 17 milhões, com valor máximo de US$ 18 milhões e US$ 6 milhões garantidos.

Na NFL desde 2011, quando passou uma temporada no elenco de treino, Thornton atuou por quatro temporadas no Philadelphia Eagles e, nos três anos de Chip Kelly no comando da franquia, ele foi titular em 46 dos 49 jogos. Na temporada 2015, ele ficou afastado de três jogos por causa de lesões, e somou 33 tackles e um sack.

– Tyrone Crawford: o defensive tackle teve seu contrato com os Cowboys reestruturado e, com isso, a organização texana abriu quase US$ 4,4 milhões de espaço no teto salarial.

– Sean Smith: o cornerback, ex-Kansas City Chiefs, fechou um contrato de quatro anos com o Oakland Raiders.

– Nick Perry: o linebacker chegou a um acordo de um ano e vai continuar vestindo a camisa do Green Bay Packers. Segundo Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, o contrato tem valor de US$ 5 milhões, além dos incentivos por desempenho.

Na temporada regular de 2015, Perry somou 3,5 sacks, e nos playoffs, em dois jogos, ele também somou 3,5 sacks. Selecionado na primeira rodada do draft de 2012 pelos Packers, Perry soma 12,5 sacks, 100 tackles e cinco fumbles forçados em quatro anos de carreira.

– Sean Weatherspoon: o linebacker veterano está retornando ao Atlanta Falcons, já que ele acertou verbalmente por um ano com a equipe que o selecionou na primeira rodada do draft de 2010. As informações são de Ian Rapoport, do ‘NFL.com’.

Na temporada 2015, Weatherspoon vestiu a camisa do Arizona Cardinals, após passar as cinco primeiras temporadas da carreira nos Falcons, e neste último campeonato ele somou 11 tackles em 14 jogos como linebacker reserva dos Cardinals.

– Luke McCown: o quarterback assinou novo contrato com o New Orleans Saints e vai continuar na franquia da Louisiana. Segundo Rapoport, o contrato é de dois anos, com valor de US$ 3 milhões e US$ 500 mil de bônus de assinatura.

– Frank Zombo: o linebacker, que está na NFL desde 2010, acertou com o Kansas City Chiefs e vai seguir na franquia.

– Ben Jones: o center, ex-Houston Texans, fechou contrato com os Titans.

– Emmanuel Lamur: o linebacker também chegou a um acordo e vai defender os Vikings, após quatro temporadas no Cincinnati Bengals.

– Tahir Whitehead: o linebacker chegou a um acordo de dois anos, com valor de mais de US$ 8 milhões, e vai continuar defendendo o Detroit Lions, onde joga desde 2012.

– Keenan Robinson: o linebacker, ex-Washington Redskins, está indo para o New York Giants. Segundo Rand Getlin, do ‘NFL.com’, o contrato é de um ano, com valor de cerca de US$ 3,5 milhões.

– Chris Hogan: o wide receiver do Buffalo Bills deve receber uma proposta do New England Patriots e, a partir disso, os Bills terão cinco dias para igualar a oferta se quiserem manter o recebedor.

– Johnson Bademosi: o cornerback, que passou suas quatro primeiras temporadas no Cleveland Browns, fechou com o Detroit Lions, como anunciou a franquia.

– Stefan Charles: o defensive tackle, ex-Buffalo Bills, fechou contrato de um ano com o Detroit Lions.

– Sherrick McManis: o cornerback chegou a um acordo de dois anos com o Chicago Bears e vai continuar na franquia de Illinois.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top