NBA

LeBron James acredita que Kaepernick foi marginalizado na NFL: “não respeito isso”

LeBron James, ala dos Cavs

(Crédito: Instagram/reprodução)

LeBron James, ala do Cleveland Cavaliers, é mais uma pessoa do mundo dos esportes a acreditar que Colin Kaepernick, ex-quarterback do San Francisco 49ers, está sendo penalizado pela NFL por ter começado os protestos na liga antes das partidas.

“Amo futebol americano, mas não sou parte da NFL”, disse James após treino no domingo. “Não represento a NFL. Não conheço suas regras e regulamentos. Mas sei que estão fazendo a coisa errado com Kap. Eu sei disso. Apenas assistindo, ele é um jogador da NFL. Ele é um jogador da NFL e você vê tantos outros quarterbacks tendo uma segunda, terceira chance que não são tão talentosos como ele. Simplesmente parece que ele foi eliminado da NFL. Eu definitivamente não respeito isso”.

Kaepernick assinou renovação de contrato de seis anos e US$ 126 milhões com os Niners em junho de 2014 após levar a franquia da Califórnia ao Super Bowl XLVII. Ele optou por sair de seu contrato em março e foi marginalizado desde então. Neste período mais de 40 signal callers receberam contratos na liga.

“A única razão pela qual eu posso dizer que ele não está em uma equipe é a maneira que ele se ajoelhou. Esse é o único motivo. Vejo futebol americano todos os domingos, todas as quintas-feiras, todas as segundas-feiras. Vejo todos esses quarterbacks – de primeira linha, segunda equipe, terceira equipe – que jogam às vezes quando o titular se machuca ou que são titulares. Kap é melhor que muitos desses caras. Vamos ser honestos”.

No início da semana, LeBron James compartilhou a última capa da revista ‘GQ’, que tem Colin Kaepernick como capa após ele ser nomeado o “Cidadão do Ano”, no seu Instagram. Em setembro, no media day dos Cavs, o astro da NBA declarou que gostaria de ter uma equipe da NFL, porque “eu assinaria com ele hoje”.

“Eu elogio Kap. Por ele ter sacrificado tudo por um bem maior, pelo o que ele realmente acreditava, meu maior respeito para ele. Obviamente ele teve uma visão como Martin Luther King e como alguns dos grandes de todos os tempos, que são pessoas que não podiam ver além do que estavam fazendo no momento. Quando é algo novo e as pessoas não são educadas e não entendem o que são suas crenças, elas fazem julgamentos rápidos e são rápidas em dizer que você está errado. Para ele sacrificar o esporte que ele joga e as coisas que ele fez em sua vida toda pelo o que ele acreditava, eu o cumprimento”.

LeBron James declarou que não entrou em contato com Kaepernick pessoalmente, mas percebeu as doações que o jogador de 30 anos fez para apoiar sua causa. A Associação dos Jogadores (NFLPA) recentemente nomeou o quarterback como o ‘MVP da Comunidade’ por ter doado US$ 900 mil do US$ 1 milhão que ele prometeu no ano passado.

“Eu o vi por todo o mundo e não só emprestando sua voz, dando o seu dinheiro e sua perspectiva do que ele acredita”, disse o astro dos Cavs, que já colocou mais de mil crianças em seu programa que oferece apoio a crianças em risco em sua cidade natal, Akron, Ohio, a conseguir auxílio na educação.

Comments
To Top