MLB

Kyler Murray é oficialmente convidado para participar do NFL Scouting Combine

Kyler Murray, quarterback da Universidade de Oklahoma

(Crédito: Twitter/reprodução)

Nesta quinta-feira (7), a National Football League divulgou a lista dos 338 prospectos universitários que devem participar do NFL Scouting Combine, no final de fevereiro. Mas Kyler Murray disparado é o nome mais chamativo da relação.

O quarterback da Universidade de Oklahoma foi oficialmente convidado para participar do Combine, que começa no dia 26 de fevereiro e é transmitido pela ‘NFL Network’.

Astro do beisebol e do futebol americano, Murray anunciou no meio de janeiro a sua intenção de participar do draft deste ano, mesmo já tendo sido draftado pelo Oakland Athletics, time da Major League Baseball (MLB) com a nona escolha do draft de 2018.

Murray ainda deve comparecer ao spring training dos A’s no dia 15 de fevereiro. Ele foi autorizado pelos Athletics a jogar uma temporada final de Oklahoma, onde ele foi QB titular e ganhou o Heisman Trophy.

Questionado pelo jornalista Andrew Siciliano, da ‘NFL Network’, na semana passada sobre quando sua decisão entre jogar futebol americano ou beisebol vai sair, Murray foi simples e direto: “em breve. Muito em breve”.

O NFL Scouting Combine é um evento para os prospectos originários do college football mostrarem suas habilidades físicas e mentais diante dos olheiros, treinadores e executivos da NFL, dois meses antes do draft.

Para conferir a lista completa de convidados, clique aqui.

– Participação no NFL Scouting Combine violaria contrato com A’s

O jornalista Jon Paul Morosi, do ‘MLB.com’, noticiou no mês passado que a participação de Murray no combine da NFL violaria a cláusula de garantia em seu contrato da MLB.

O jornal ‘San Francisco Chronicle’ acrescentou na ocasião que o Oakland Athletics “estava considerando” se permitiram ou não que Murray participasse do combine, já que “isso exigiria a reconfiguração de seu contrato”. Essencialmente, a MLB precisaria aprovar quaisquer alterações no contrato de Murray que lhe permitissem participar de atividades relacionadas à NFL.

Caso Murray opte pela carreira no futebol americano profissional, e ele é projetado como uma escolha de primeira rodada do draft, o atleta precisará pagar de volta o bônus de assinatura de US$ 4,66 milhões que os A’s deram para ele no ano passado. Além disso, o time de Oakland não receberia uma escolha compensatória no draft de junho deste ano da MLB, mesmo ao perder Murray para a NFL.

Apesar disso, os A’s manteriam os direitos sobre Murray no beisebol profissional, caso ele assine com uma equipe da NFL, mas decida jogar beisebol profissionalmente no futuro.

Comments
To Top