NFL

No Huddle – Kyle Murray foca em Alabama e seu possível último jogo de futebol americano

Kyler Murray, quarterback da Universidade de Oklahoma

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – o boletim de notícias da NFL do Quinto Quarto

– Kyle Murray, quarterback de Oklahoma, declarou que está tentando não pensar na possibilidade de o confronto contra Alabama poder ser seu último jogo competitivo de futebol americano. O vencedor do Heisman Trophy assinou contrato de US$ 4,66 milhões para jogar beisebol pelo Oakland Athletics neste ano, mas não rejeitou a possibilidade de atuar na NFL.

“Nunca é ruim ter opções, mas, neste momento, meu foco está no jogo”, declarou Murray, que chegou em um acordo com os A’s para jogar mais uma temporada de futebol americano universitário antes de se apresentar à equipe. “Sempre senti que poderia jogar na NFL. Não há muitos quarterbacks pequenos na liga, mas acho que há caras pavimentando o caminho para a transição para não se importar com a sua altura. Joguei esse esporte a minha vida toda e sinto que posso fazer isso”, completou antes de ter falado que não se preocupou em pesar suas chances na MLB contra suas possibilidades na NFL.

– Jarvis Landry, wide receiver dos Browns, teve uma aula de história e se surpreendeu quando descobriu que o time de Cleveland foi para Baltimore após a temporada de 1995. “Droga. Isso dói, não?”, afirmou antes de ter brincado que gostaria que sua equipe pudesse empatar e tanto Ravens como Steelers não fossem para os playoffs. “Queremos vencer. Se isso ajudar Pittsburgh, então será isso”.

– Apesar de tanto o quarterback Jameis Winston como o head coach Dirk Koetter não terem garantias que seguirão no Tampa Bay Buccaners, o primeiro elogiou o segundo. “Aprendi muito com o treinador Koetter. Ele é um técnico incrível e uma pessoa incrível. Ele me ajudou a me desenvolver para fazer coisas incríveis como quarterback. No final das contas, temos que focar no jogo contra o Atlanta Falcons”.

– Se o head coach Sean Payton não deu indícios do que fará no jogo da semana 17, o quarterback Drew Brees deu indícios que o reserva Teddy Bridgewater deverá ganhar tempo de jogo pelo New Orleans Saints. “Estou animado por ele. Acho que não há dúvidas que ele terá algum tempo de jogo. Ele é o tipo de cara que se prepara para jogar toda semana. Estou certo que ele está animado e todos estamos empolgados por ele”.

– T.Y. Hilton, wide receiver do Indianapolis Colts, sabe que terá um jogo de vida ou morte contra o Tennessee Titans e classificou o duelo como um “jogo 7”. “Não vou perder isso. Mesma mentalidade, apenas continuar a preparar o meu corpo para ele estar pronto para o domingo”, disse o jogador que vem lidando com lesões durante todo o mês.

– Apesar do Dallas Cowboys já ter conquistado a NFC East e estar no seed 4, o running back Ezekiel Elliott planeja jogar contra o New York Giants. “Isso definitivamente está na minha mente. O plano é sair, jogar e abordar essa semana da mesma forma que abordei as outras semanas. Temos que ter certeza que sairemos e teremos a mesma intensidade para a semana de wild card”.

– Um garoto de seis anos chamado Robbie recebeu uma camisa do Carolina Panthers com o número 1 do quarterback Cam Newton, que assinou o presente que foi deixado em baixo da árvore de natal.

– Glover Quinn, safety do Detroit Lions, declarou que não sabe se seguirá jogando em 2019 apesar de ter mais um ano de contrato. “Não sei. Veremos”, disse ao ser questionado sobre o assunto.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top