NFL

Kyle Long demonstra irritação com quem está duvidando do Chicago Bears

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Kyle Long não está nada satisfeito. O fato de muitas pessoas fora da organização duvidarem que o Chicago Bears tem chance de brigar por uma vaga nos playoffs em 2016 está deixando o offensive lineman descontente e ele resolveu expressar isso nesta quarta-feira (27).

“Eu não estou pensando nisso”, disse Long. “Eu sei que a equipe não está pensando nisso. Eu sei que isso não está guiando nossa tomada de decisão ao longo do dia, eu vou afirmar isso. Mas eu também vou dizer que estamos cientes do fato de que há uma espécie de desrespeito ao redor da liga em relação ao Chicago Bears. Eu sei que não estamos apreciando isso e estamos ansiosos para superar isso”.

A relutância do público em abraçar os Bears decorre da incapacidade da equipe de se classificar para os playoffs. A franquia de Illinois, que teve campanha de 6-10 em 2015, não chegou aos playoffs em oito dos últimos nove anos. Na verdade, desde 1992, os Bears só foram para a pós-temporada cinco vezes.

Apesar do retrospecto negativo, o head coach John Fox é conhecido por conseguir mudar os cenários rapidamente.

O Carolina Panthers passou de 7-9 para 11-5 no segundo ano de Fox em Charlotte. Além disso, ele levou os Panthers ao Super Bowl XXXVIII, em que o New England Patriots se sagrou campeão.

O mesmo ocorreu quando o treinador foi para o Denver Broncos. Em uma temporada o time do Colorado passou de 8-8 para 13-3 e, na temporada de 2013, ele foi ao Super Bowl XLIX com os Broncos, contudo saiu derrotado para o Seattle Seahawks.

O técnico comentou a possibilidade de fazer um trabalho similar em Chicago.

“Eu acho que é como o primeiro ano de qualquer coisa, se é o seu trabalho, o meu trabalho, o trabalho de um jogador”, disse Fox, que comandará Kyle Long pela primeira vez na sua carreira. “É como quando eu era uma criança e nós íamos para uma viagem, o caminho para casa parecia muito mais longo do que era. E a razão é que você já viu antes, você já esteve lá antes. Então eu acho que isso é apenas desenvolvimento humano. Nós adicionamos Jake Delhomme em Carolina e ele fez um grande salto. Nós adicionamos Peyton Manning (em Denver). Mas, para mim, nós adicionamos um monte de jogadores. Não apenas o quarterback. Eu acho que nós fizemos as coisas semelhantes aqui e vamos ver onde isso nos leva”.

Comments
To Top