NFL

Kirk Cousins se despede dos Redskins e agradece pelos últimos seis anos

Kirk Cousins, quarterback da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Kirk Cousins se despediu do Washington Redskins escrevendo uma carta em seu site refletindo suas últimas seis temporadas, todas passadas na organização da capital.

O jogador de 29 anos se tornará agente livre na quarta-feira e poderá se tornar o quarterback mais bem pago da National Football League. Os Redskins optaram por não usar a franchise tag no jogador pelo terceiro ano consecutivo ou oferecer um contrato de longo prazo. Em vez disso, fecharam uma troca com o Kansas City Chiefs para adquirir Alex Smith.

Apesar disso, Cousins esperou até esta segunda-feira para postar a carta em seu blog, sinalizando mais um passo para o fim do relacionamento entre os dois lados. Além da equipe de Washington, New York Jets e Minnesota Vikings são citados. Estas são duas equipes consideradas candidatas a investirem pesado para contratar o signal caller.

“Sabendo que não vou colocar a camisa dos Redskins na próxima temporada, é difícil olhar para trás e tudo o que aconteceu sem se emocionar”, declarou. Ele se disse eternamente grato ao ex-head coach Mike Shanahan por ter o draftado três rounds depois de escolher Robert Griffin III na segunda escolha geral.

“No momento em que muitos viram sua seleção como tola, o tempo provou o contrário e me ensinou que não há garantias neste negócio. Se você trabalhar duro e aprender com seus erros, coisas boas podem acontecer. Pela primeira vez em 11 anos, vou participar da escolha de onde jogarei. Isso eu não trocaria a última década por nada”.

Além disso, Kirk Cousins lembrou momentos marcantes de sua passagem como a frase “You like that” (Você gosta disso). “Nenhuma palavra expressará a minha profunda gratidão, mas obrigado terá que servir por enquanto”.

O jogador de 29 anos ainda disse que independentemente de onde ele for jogar, “você nunca deixa sua primeira equipe da NFL especialmente depois de seis temporadas”.

“Minha família e eu sempre teremos um pedaço de Washington no fundo dos nossos corações. Cheguei solteiro, aos 23 anos, no centro-oeste, com muito a aprender e a provar. Agora sair casado há quatro anos com minha esposa, Julie, e como pai do meu filho, Cooper, mas ainda com muito para aprender e provar”.

“Quando Cooper algum dia me perguntar: ‘ei, papai, como foi jogar pelos Redskins?’ Lhe direi com orgulho que foi um sonho tornado realidade. Obrigado por me receber Washington e obrigado por me tornar no jogador que sou hoje!”.

Comments
To Top