NFL

Cousins fala sobre negociações com Redskins e prefere esperar por novo acordo

Kirk Cousins, quarterback do Washington Redskins

(Crédito: Twitter/reprodução)

Um dia depois de ser confirmado que ele vai jogar na temporada 2017 sob a franchise tag, o quarterback Kirk Cousins concedeu uma entrevista falando sobre as negociações com o Washington Redskins. O signal caller deixou claro que ainda deseja jogar na franquia por um bom tempo, mas também ressaltou que deseja ver em que direção a equipe está caminhando antes de se comprometer além desta temporada.

Durante sua participação na rádio ‘106.7 The Fan’, nesta terça-feira (18), o QB garantiu que não ficou chateado com o comunicado de Bruce Allen, presidente dos Redskins, e o atleta até brincou com a pronúncia de seu nome, depois que Allen falou “Kurt” em vez de “Kirk” em algumas oportunidades.

Em seu comunicado, Allen afirmou que os Redskins ofereceram uma extensão de cinco anos de duração, com US$ 53 milhões garantidos, em maio. A oferta incluía o dinheiro garantido de US$ 23,9 milhões que Cousins vai faturar neste ano sob a tag e mais um ano adicional de dinheiro garantido.

Apesar disso, o quarterback deseja usar esta temporada para avaliar a direção para a qual a franquia está seguindo, depois que a organização demitiu o general manager Scot McCloughan e promoveu Doug Williams para o principal cargo de gestão de elenco, e também perdeu o coordenador ofensivo Sean McVay, que se tornou o técnico principal do Los Angeles Rams.

O time também perdeu jogadores como os wide receivers Pierre Garçon e DeSean Jackson durante a free agency e renovou o contrato do técnico Jay Gruden por dois anos.

“Houve muitas mudanças em nossa organização desde o final da temporada passada”, falou Cousins, aos apresentadores Grant Paulsen e Danny Rouhier. “Eu quero dar tempo para ajudar a tomar essa decisão. A sabedoria nunca é impaciente, e por isso é inteligente retardar o processo, ser paciente e permitir que as coisas se desenrolem, coletar mais informações. Eu quero tomar a melhor decisão que posso. Como é na maioria das situações na NFL, este é o único ano que nos foi prometido de qualquer maneira. Não sinto muita segurança extra ao ter um acordo de longo prazo, então o contrato longo realmente não me assustou”, prosseguiu.

Cousins será o primeiro quarterback na história da NFL a jogar sob a franchise tag em duas temporadas consecutivas.

O QB afirmou que seus representantes consideraram fazer uma contraproposta, após a oferta do Washington Redskins em maio, mas os dois lados se entenderam após várias conversas. Cousins disse que, após rezar, ele sentiu paz com a decisão de atuar sob a franchise tag de um ano de duração.

O jogador garantiu que um acordo esteve mais próximo do que muitos imaginavam, mas se recusou a falar em números.

“Provavelmente não havia um número porque não se trata de dinheiro. Trata-se de estar no lugar certo e na situação que é melhor para nós a longo prazo. Dinheiro não é o que move a minha vida”, frisou.

No comunicado de Bruce Allen, o presidente dos Redskins apontou que “apesar de nossas repetidas tentativas, não recebemos qualquer proposta do agente de Kirk neste ano”.

Mesmo com a franquia da capital dos Estados Unidos deixando claro sua postura, Kirk se mostrou tranquilo.

“Eu entendo de onde eles estão vindo. Na posição dele, eles precisam fazer isso, deixar claro qual foi a oferta e que eles fizeram a parte deles. É um ótimo ponto de partida. É uma oferta justa. Eu respeito e aprecio a abordagem de Bruce. Ele me comunicou que eles precisam que a história seja conhecida e eu disse que totalmente entendo isso. Sabia que algo assim estava saindo. Isso não me ofende e nem me incomoda”, pontuou.

Em relação ao modo de Allen pronunciar o nome de seu quarterback, o que um porta-voz dos Redskins alegou ser pelo sotaque, Kirk Cousins deu risada e levou na esportiva.

“Eu fui chamado de Kurt a minha vida inteira. Lembro-me de ter diferentes professores e instrutores que me chamavam de Kurt. Não importa. Não é um grande problema”, observou.

Tendo recebido a tag, Cousins garantiu um faturamento de quase US$ 24 milhões em 2017 e o próprio QB frisou que o dinheiro garantido estabeleceu os parâmetros das negociações de um novo contrato.

“As regras de franchise tag tornaram essa negociação desafiadora desde o início. Isso definiu toda a negociação voltando até a 2015, e isso não é culpa dos Redskins. São apenas as regras da liga, regras que foram estabelecidas antes mesmo de eu entrar na liga. Meu agente e eu, não pedimos para recebermos a tag, mas fomos marcados, e uma vez que isso aconteceu, enquadrou todo o nosso processo e como abordamos isso”, falou.

Como um contrato de longa duração não foi acertado, muitos rumores apontam uma eventual saída de Cousins em 2018, com um dos possíveis destinos sendo o San Francisco 49ers de Kyle Shanahan, ex-coordenador de Cousins. Porém, o quarterback afastou essa ideia de uma saída iminente.

“Uma narrativa foi que, se eu não assinar um contrato neste julho, eu não vou estar com os Redskins além dessa temporada. Eu simplesmente não acredito que isso seja verdade”, analisou. “Eu posso jogar pelos Redskins pelos próximos 10 anos em contratos de um ano. Não significa que eu não quero estar com os Redskins e que não quero estar nesse time; eu apenas acho que a estrutura da NFL é tal que contratos de um ano são a melhor opção”, completou.

Kirk Cousins disse que deve sua carreira ao técnico Jay Gruden, que o deu a vaga de titular a ele no começo da temporada 2015, e também elogiou Dan Snyder, proprietário do Washington Redskins, que foi sincero com ele ao longo da offseason.

Para 2018, o Washington Redskins poderá voltar a negociar um novo contrato com Cousins e há a opção de usar a franchise tag pela terceira vez, mas por um alto valor de mais de US$ 34 milhões. Outra opção é usar a transition tag de US$ 28,7 milhões, mas neste caso o quarterback poderia receber propostas de outros times, com os Redskins tendo a chance de igualar a oferta.

“Eu amaria estar nos Redskins a longo prazo. É por isso que penso que ainda há muita esperança na próxima offseason. Quando a temporada terminar, os Redskins terão dois meses para ser o único time com o qual posso conversar”, finalizou.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top