NFL

Kirk Cousins está aberto à ideia de assinar novo contrato em 2018

Kirk Cousins, quarterback do Washington Redskins

(Crédito: Twitter/reprodução)

Kirk Cousins e o Washington Redskins não devem chegar a um acordo de contrato de longa duração nesta offseason, como já foi noticiado nesta última semana, mas o quarterback está aberto à ideia de renovar com a franquia após a temporada 2017. A informação foi apurada neste domingo (16) pelo jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Vale lembrar que o prazo final para jogadores marcados com a franchise tag assinarem contratos longos com seus times antes da próxima temporada termina nesta segunda-feira (17) às 17h (de Brasília).

Os Redskins ainda podem tentar um esforço final para selar um contrato longo com o signal caller antes do deadline, mas Cousins já está OK com a ideia de atuar em 2017 sob a franchise tag, que tem valor de quase US$ 24 milhões neste ano.

Ao que parece, Kirk Cousins está confortável em atuar sob a tag porque, além de significar que ele será um dos quarterbacks mais bem pagos da liga em 2017, ele sabe que quanto melhor atuar, mais chances tem de conquistar um contrato bem lucrativo na offseason de 2018, seja com os Redskins ou qualquer outro time interessado.

O Washington Redskins tem a possibilidade de usar sua franchise tag no quarterback pela terceira vez seguida em 2018, mas isso significaria que a organização teria que pagar mais de US$ 34 milhões ao QB por um ano de serviço.

Os Redskins também poderiam usar a transition tag por um valor de US$ 28,7 milhões, mas neste caso Cousins poderia negociar com outro time. O time da capital dos Estados Unidos, contudo, teria a chance de igualar qualquer oferta para manter o camisa 8.

Em relação aos outros jogadores que receberam a franchise tag nesta offseason e ainda não acertaram contratos de longa duração com seus times, o running back Le’Veon Bell e o cornerback Trumaine Johnson não estão próximos de acordos com Pittsburgh Steelers e Los Angeles Rams, respectivamente.

Bell é o único jogador que ainda não assinou a proposta de franchise e nem chegou a um acordo de longa duração com seu time neste ano. Caso ele atue em 2017 sob a tag, ele vai faturar US$ 12,1 milhões por uma temporada.

Já com Johnson, a ‘ESPN’ já havia noticiado que um acordo entre o defensor e os Rams não seria selado antes do prazo final.

Johnson assinou sua proposta de franchise no dia 6 de março, garantindo um salário de US$ 16,742 milhões para 2017, o que vai torná-lo o cornerback mais bem pago da NFL atualmente.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top