NFL

Kenyan Drake espera estourar com a camisa do Miami Dolphins em 2018

Kenyan Drake, running back do Miami Dolphins

(Crédito: Instagram/reprodução)

Entrando em sua terceira temporada na National Football League, Kenyan Drake não teve dois primeiros anos de destaque na liga. Mas o camisa 32 do Miami Dolphins espera que a temporada 2018 seja para ele o início de dias melhores.

Drake está na franquia da Flórida há mais tempo do que qualquer outro running back no elenco e isso o faz ser um dos jogadores mais respeitados do grupo, ao lado do novo reserva Frank Gore, que tem 35 anos de idade.

Kenyan Drake considera sua maturidade com um trunfo para uma mudança entrando em sua primeira temporada completa como titular dos Dolphins.

Ele desempenhou bem como running back titular depois da saída de Jay Ajayi, trocado com o Philadelphia Eagles, no meio da temporada passada. E Drake mostrou a que veio, tendo dois jogos seguidos com 100 jardas corridas e terminando o campeonato com 133 corridas para 644 jardas e três touchdowns, com uma média e 4,8 jardas por carregada, sexta melhor da NFL.

Drake também fez 32 recepções para 239 jardas e um touchdown.

O running back de 24 anos de idade tem touchdowns de 96, 66, 45 e 42 jardas com a camisa dos Dolphins, com o maior deles sendo em um retorno de kickoff. Mas Drake queria ter um impacto maior no time mais cedo.

Selecionado na terceira rodada do draft de 2016 pelos Dolphins, com a 73ª escolha geral, Drake não teve um grande desempenho em seu primeiro ano na liga, correndo apenas 33 vezes para 179 jardas e dois touchdowns, além de fazer nove recepções para 46 jardas.

“Meu ano de calouro foi uma grande experiência de aprendizado. Eu simplesmente não estava mentalmente preparado para lidar com a carga de trabalho de um titular absoluto. Eu fiquei aquém”, afirmou nesta terça-feira (29).

O halfback garante que agora está preparado, dado a necessidade recente de uma maior carga de trabalho.

“Eu sou o running back mais antigo (dos Dolphins), o que é muito interessante. Há dois anos eu estava chegando de cara nova. Engraçado como o tempo voa. Definitivamente estou abraçando este papel e tentando ajudar esse time a ganhar muito mais jogos nos próximos anos”, observou.

Drake acredita que vai se beneficiar da experiência do novo companheiro de equipe Frank Gore, que assinou com os Dolphins em março. Gore, vale lembrar, é o líder da NFL de jardas corridas na carreira entre os jogadores ainda em atividade.

“Eu sempre lembro a Frank que, quando ele entrou na liga, eu estava na quinta ou sexta série”, frisou Drake, com uma risada. “Se eu tiver metade do sucesso que ele teve em sua carreira, isso seria uma vitória para mim”, completou.

Adam Gase, técnico dos Dolphins, espera que Drake tenha muito sucesso e confirmou que o jovem running back amadureceu de maneira considerável.

“Quando você está nesta liga, às vezes há meio que um processo de sentir. Você está tentando descobrir, quem é você? Você está começando a envelhecer. Você realmente percebe que isso é um trabalho, e é diferente da faculdade”, pontuou o head coach. “Eu vejo um cara diferente – a maneira como ele se prepara, sabendo da situação em que ele está chegando neste ano. Eu acho que simplesmente temos um cara que está realmente tentando estourar”, completou.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top