NFL

Kenyan Drake assina sua transition tag; veja boletim

Kenyan Drake, running back do Arizona Cardinals

O running back Kenyan Drake assinou sua proposta de um ano com o Arizona Cardinals, time que aplicou a transition tag no jogador no início desta semana. A informação foi confirmada pela agência do atleta neste sábado (21).

Drake teve a transition tag aplicada sobre ele na última segunda, o que significava que ele estava livre para negociar com outros times da NFL no mercado, mas que os Cards tinham direito de igualar a proposta.

A proposta tem valor de US$ 8,483 milhões para a temporada 2020 da National Football League.

Atualmente com 26 anos de idade, Drake foi trocado pelo Miami Dolphins com os Cardinals no dia 28 de outubro do ano passado e atuou em seu primeiro jogo na franquia de Glendale três dias depois, correndo para 110 jardas e um touchdown, além de fazer quatro recepções para 52 jardas.

Foi o suficiente para ele conquistar o posto de running back titular de Arizona.

Em oito jogos com os Cardinals, o camisa 41 somou 123 corridas para 643 jardas e oito touchdowns, além de 28 recepções para 171 jardas. As 643 jardas terrestres combinadas com as 174 jardas corridas em seis jogos com os Dolphins em 2019 o fizeram chegar a 817 jardas terrestres, maior marca de sua carreira em uma única temporada.

Agora com contrato assinado para a temporada 2020, ele será mais uma peça importante do ataque liderado pelo quarterback Kyler Murray e pelos wide receivers Larry Fitzgerald e DeAndre Hopkins, este último recém-adquirido em troca com o Houston Texans.

Confira mais movimentações na NFL neste sábado (21):

– Em uma decisão um tanto quanto esperava por motivos de teto salarial, o New York Jets dispensou o cornerback Darryl Roberts neste sábado. A decisão abre US$ 6 milhões no salary cap.

Um ano depois de acertar uma extensão de contrato de três anos, com valor de US$ 18 milhões, Roberts deixa a franquia nova-iorquina.

Os Jets tinham um prazo para tomar uma decisão relacionada a Roberts, já que US$ 2 milhões de seu salário-base de US$ 5 milhões para 2020 se tornariam 100% garantidos no domingo, quinto dia do ano novo da liga.

Para resolver um pouco os problemas de número de opções na secundária, o NY Jets contratou o safety Marqui Christian, ex-Los Angeles Rams, segundo Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Os Jets também fecharam com o offensive lineman Josh Andrews, como anunciou seu agente. Ele é um veterano de cinco anos, ex-Philadelphia Eagles e Indianapolis Colts, e tem 25 jogos de experiência na carreira.

– O Indianapolis Colts teve um sábado movimentado. O cornerback Pierre Desir foi dispensado pela franquia de Indiana, como foi confirmado de maneira oficial. Ele era um dos titulares da secundária defensiva da equipe nos últimos dois anos.

Desir tinha dois anos remanescentes em seu contrato, com um salário-base de US$ 6,5 milhões para 2020. Apesar disso, o corte não deixa dinheiro ‘morto’ no salary cap dos Colts e o CB agora está disponível no mercado.

O cornerback veterano teve uma temporada 2018 impressionante, com uma boa nota de 77.5 dado pelo site especializado Pro Football Focus, e isso o ajudou a conquistar uma extensão de contrato de três anos, com valor de US$ 22,5 milhões. Contudo, em 2019 ele caiu de produção, tendo uma nota de 58.8 dado pelo PFF, somando 50 tackles, 11 passes defendidos e três interceptações em 11 jogos como titular.

Os Colts também anunciaram neste sábado que o quarterback Philip Rivers, novo grande contratado pelo time na free agency, assinou seu contrato.

“Philip é um dos quarterbacks mais condecorados da NFL e temos a sorte de adicionar um jogador experiente do seu calibre à nossa organização. Sua familiaridade com nossa equipe de treinamento e sistema ofensivo, além de sua experiência, foram qualidades atraentes durante nosso processo de avaliação. Philip é um concorrente feroz e sua liderança veterana será crucial no desenvolvimento contínuo de nossa lista de jovens”, declarou o general manager Chris Ballard, em nota oficial.

Em outra notícia de QB dos Colts, a organização dispensou o quarterback Brian Hoyer, como foi confirmado pelo time. A dispensa de Hoyer indica que Jacoby Brissett deve seguir na equipe, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O Houston Texans anunciou de maneira oficial a surpreendente troca com o Arizona Cardinals para adquirir o running back David Johnson e mandar o wide receiver DeAndre Hopkins para Glendale.

A franquia texana também anunciou as seguintes contratações: wide receiver Randall Cobb, safety Eric Murray, offensive tackle Brent Qvale e safety Jaylen Watkins.

E as renovações com: linebacker Tyrell Adams, cornerbacks Phillip Gaines, Vernon Hargreaves III e Bradley Roby, offensive tackle Roderick Johnson, quarterback A.J. McCarron e long snapper Jon Weeks.

– O Minnesota Vikings anunciou um acordo para manter Rashod Hill, que está no time desde 2016 e foi titular em 16 jogos ao longo das últimas três temporadas.

– O Las Vegas Raiders chegou a um acordo com o offensive lineman Eric Kush, como disse o próprio jogador via Twitter. Ele, que pode atuar tanto como center quanto como guard, já vestiu as camisas de Kansas City Chiefs, Los Angeles Rams, Chicago Bears e Cleveland Browns. Ele foi titular em sete jogos dos Browns em 2019 e atuou em todos os 16 jogos do time.

Os Raiders também fecharam com o tight end Nick O’Leary, como anunciou o agente do atleta. Primariamente um tight end bloqueador, ele foi titular em 24 jogos ao longo de cinco temporadas com Buffalo Bills, Miami Dolphins e Jacksonville Jaguars.

– O Tampa Bay Buccaneers anunciou a recontratação do linebacker Kevin Minter neste sábado. Ele é um veterano de sete anos de experiência na liga e que defendeu os Bucs nas últimas duas temporadas.

Comments
To Top